• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2018.tde-22082018-095849
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Moriani Siniscalchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Pirani, Jose Rubens (Presidente)
Simões, André Olmos
Koehler, Samantha
Pinheiro, Fabio
Roque, Nádia
Título em inglês
Systematics and evolution of Chresta Vell. ex. DC. (Vernonieae, Asteraceae)
Palavras-chave em inglês
Chrestinae
Compositae
Phylogeny
Population genetics
Synopsis
Resumo em inglês
Chresta belongs to tribe Vernonieae, subtribe Chrestinae, and presents eighteen species distributed in the Caatinga, Cerrado and Mata Atlântica domains. Its species display a fairly wide range of characters that led the species to be ascribed to several distinct genera, sometimes also classified into different groups inside the tribe. Attempts to define the position of the genus in relation to other Vernonieae subtribes and to understand the relationships within the genus have so far been unsuccessful. In this work, we present a novel phylogeny for Chresta, based on a complete set of sampled taxa from which hundreds of molecular markers were assessed, and for the first time, phylogenomics methods are applied to a Neotropical group of Asteraceae. We confirm the monophyly of Chresta and resolve infrageneric relationships with high support for all clades. We also successfully define the sister group to the genus, although the relations of this whole lineage with Lychnophorinae and Lepidaploinae are still doubtful, and. We use the obtained trees to reconstruct ancestral states of ten selected characters, which seem to have played an important role during the history of the genus, and propose a biogeographical scenario where the diversification of the group may have taken place. We also use evidence from microsatellite markers to study the population genetics of five species from the Caatinga that naturally present isolated populations restricted to narrow rupiculous habitats. These species present contrasting patterns, varying in their degree of genetic diversity and structuring, and this data enable us to discuss the relative impact of factors such as spatial distance, substrate preference, population size and dispersal ability on the genetic flow among the populations assessed. We also present an illustrated synopsis of the genus, with a new phylogenetic infrageneric classification, summarizing the accumulated knowledge about Chresta so far. We provide descriptions of four new species, a key for identification of 18 accepted species and three infrageneric taxa, synonyms, illustrations and distribution maps of the species, as well as their current conservation status
Título em português
Sistemática e evolução de Chresta Vell. ex DC. (Vernonieae, Asteraceae)
Palavras-chave em português
Chrestinae
Compositae
Filogenia
Genética de populações
Sinopse
Resumo em português
Chresta pertence à tribo Vernonieae e apresenta dezoito espécies distribuídas nos domínios da Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica. A extensa variabilidade de caracteres observada no gênero fez com que suas espécies fossem atribuídas a diversos gêneros distintos e até mesmo classificadas em diferentes grupos dentro da tribo. Tentativas anteriores de definir a posição do gênero em relação a outras subtribos de Vernonieae não foram bem-sucedidas. Nesse trabalho, apresentamos uma nova filogenia para Chresta, baseada numa amostragem taxonômica completa da qual obtivemos centenas de marcadores moleculares e, pela primeira vez, métodos filogenômicos são aplicados a um grupo neotropical de Asteraceae. Essa análise confirma a monofilia de Chresta, resolve as relações infragenéricas com alto suporte, e define com sucesso o grupo-irmão do gênero, embora as relações dessa linhagem com Lychnophorinae e Lepidaploinae ainda sejam duvidosas. Usamos as árvores obtidas para reconstruir estados ancestrais de dez caracteres morfológicos selecionados face a sua provável relevância na história do grupo, e assim propomos um cenário biogeográfico no qual a diversificação do grupo pode ter ocorrido. Também usamos marcadores de microssatélites para estudar a genética de populações de cinco espécies da Caatinga que apresentam populações naturalmente isoladas, devido a sua restrição a afloramentos rochosos de área limitada. Essas espécies apresentam diferentes padrões, variando no grau de diversidade e estruturação genética. Esses dados permitem uma discussão do impacto relativo de fatores como distância espacial, preferência de substrato, tamanho populacional e capacidade de dispersão, sobre o fluxo gênico entre as populações analisadas. Também apresentamos uma sinopse ilustrada do gênero, com uma nova classificação infra-genérica filogenética, condensando o conhecimento acumulado até o momento sobre Chresta. A sinopse inclui descrição de quatro espécies novas, chave de identificação das 18 espécies aceitas e três táxons infragenéricos, sinonímia completa, ilustrações e mapas de distribuição das espécies, bem como seu status de conservação atual
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-08-21
Data de Publicação
2018-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.