• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.41.2012.tde-22082012-144011
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Carvalho Ogasawara
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Salatino, Antonio (Presidente)
Furlan, Cláudia Maria
Rodriguez, Maria Ines Genovese
Título em português
Constituintes químicos e atividades antioxidante e antiproliferativa de extratos de Astraea Klotzsch e Croton L. (Euphorbiaceae)
Palavras-chave em português
Astraea
Atividade antioxidante
Atividade antiproliferativa
Croton
Euphorbiaceae
Flavonóides
Óleos voláteis
Resumo em português
Plantas da família Euphorbiaceae, são produtoras de um grande e diversificado número de compostos secundários. Os gêneros Croton e Astraea são destaque nessa família, pois, possuem grande importância econômica devido ao seu elevado número de metabólitos secundários. O presente trabalho teve por objetivo ampliar o conhecimento sobre a composição química dos extratos de folhas e caules de seis espécies nativas (gêneros Croton e Astraea) e avaliar as atividades antioxidante e antiproliferativa. Entre os principais compostos encontrados estão α-cubebeno, β-cariofileno, aromadendreno, óxido de cariofileno, espatulenol, β-eudesmol, elixeno e o 8-isoproprenil-1,5-dimetilciclodeca-1,5-dieno e ledol, nos óleos voláteis; e os tilirosídeo, rutina e vitexina em flavonóides. Os extratos das folhas apresentaram maior eficiência antioxidante do que os extratos dos caules. C. triqueter foi a espécie que demonstrou maior atividade antioxidante tanto para os extratos das folhas quanto para os extratos dos caules. Todas as espécies demonstraram potencial biológico antioxidativo, incentivando assim novas pesquisas com essas espécies. Dos extratos analisados, os mais promissores para atividade antiproliferativa são os de C. campestris (folhas) e A. comosa (folhas e caules), pois apresentaram maior potencial antiproliferativo para as linhagens MCF-7 - mama, NCI-H460 - pulmão e K562 - leucemia. Este trabalho ajudou a ampliar o conhecimento químico e das atividades antioxidante e antiproliferativa sobre o gênero Croton e o gênero Astraea, que possuem enorme potencial biológico e mais de mil espécies distribuídas pelo mundo
Título em inglês
Chemical constituents and antioxidant and antiproliferative activities of Astraea Klotzsch e Croton L. (Euphorbiaceae) extracts
Palavras-chave em inglês
Antioxidant acticity
Antiproliferative activity
Astraea
Croton
Euphorbiaceae
Flavonoids
Volatile oils
Resumo em inglês
Plants of the family Euphorbiaceae are producers of a great and varied number of secondary compounds. The genus Croton and Astraea are highlights in this family because they have great economic importance due to their high number of secondary metabolites. This present work aimed to expand the knowledge about the chemical composition of extracts of leaves and barks of six native species (genus Croton and Astraea) and evaluate the antioxidant and antiproliferative activities. Amongst the main compounds that were found are α-cubebene, β-cariophyllene, aromadendrene, cariophyllene oxide, spathulenol, β-eudesmol, ledol, elixene and 8-isoproprenyl-1,5-dimethyl-ciclodeca-1,5-diene, in the volatile oils; and the X,Y and Z in flavonoids. The extracts of the leaves presented more antioxidant efficiency than the extracts of the barks. C. triqueter was the species that demonstrated more antioxidant activity for the extracts of both the leaves and the barks. All the species demonstrated antioxidative biological potential, thereby encouraging new researches with these species. ). From the analyzed extracts, the most promising ones for antiproliferative activity are C. campestris (leaves) and A. comosa (leaves and barks), because they presented the highest antiproliferative potential for the cell lines MCF-7 - mammary, NCI-H460 - lung and K562 - leukemia. This work helped to expand the chemical knowledge and the antioxidant and antiproliferative activities of the genus Croton and the genus Astraea, that have great biological potential and more than one thousand species distributed around the world
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.