• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Jenifer de Carvalho Lopes Dantas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Silva, Renato de Mello (Presidente)
Demarco, Diego
Lobão, Adriana Quintella
Lohmann, Lucia Garcez
Simões, André Olmos
Título em português
Filogenômica, morfologia e taxonomia na tribo Malmeeae (Malmeoideae, Annonaceae): implicações na evolução da androdioicia
Palavras-chave em português
Androdioicia
Annonaceae
Filogenômica
Resumo em português
As flores possuem uma grande variedade de sistemas sexuais. O mais raro deles é a androdioicia, com poucos casos conhecidos, no qual as espécies apresentam indivíduos ou com flores masculinas ou com flores bissexuais. A maioria das espécies androdioicas evoluiu de ancestrais dioicos, sendo geralmente plantas herbáceas em populações com recorrente extinção local seguida de re-colonização. No entanto, há alguns exemplos de espécies androdioicas e lenhosas cujos ancestrais são hermafroditas. Este é o caso das Annonaceae, uma família pantropical de plantas lenhosas e predominantemente hermafrodita, no qual a androdioicia é frequente. Gêneros androdioicos surgiram várias vezes em diferentes linhagens de Annonaceae, tanto na subfamília Annonoideae, quanto na subfamília Malmeoideae. A maioria dos gêneros androdioicos pertence à subfamília Malmeoideae, um grupo predominantemente asiático. Nas Américas há cinco gêneros androdioicos, todos da tribo Malmeeae, que formam um grupo monofilético, com exceção de Pseudoxandra que, embora membro de Malmeeae, não está incluído no clado dos gêneros androdioicos. Assim, a tribo Malmeeae é um excelente modelo para o estudo da androdioicia em plantas lenhosas neotropicais. Para tanto a reconstrução da filogenia de 33 táxons da tribo Malmeeae foi realizada a partir de sequências de DNA de 66 marcadores moleculares do genoma do cloroplasto, obtidas por sequenciamento de nova geração. Foram realizadas análises de máxima verossimilhança, máxima parcimônia e inferência Bayesiana. A reconstrução dos estados ancestrais de caracteres relacionados ao sistema sexual e morfologia da flor foi realizada numa abordagem Bayesiana. Análises morfo-anatômicas das flores masculinas e bissexuais de Pseudoxandra spiritus-sancti, uma espécie androdioica, foram feitas com microscopia ótica e MEV. Por último, a filogenia morfológica e a revisão taxonômica de Ephedranthus, um gênero androdioico da tribo Malmeeae, são apresentadas
Título em inglês
Phylogenomics, morphology and taxonomy in tribe Malmeeae (Malmeoideae, Annonaceae): implications on the evolution of androdioecy
Palavras-chave em inglês
Androdioecy
Annonaceae
Phylogenomics
Resumo em inglês
Flowers have a high diversity of sexual systems. The rarest among them is androdioecy, in which species present individuals with male flowers and others with bisexual flowers. The majority of androdioecious species, usually herbaceous plants with recurrent local extinction followed by re-colonization, has evolved from dioecious ancestors. Nevertheless, some woody and androdioecious plants have hermaphrodite ancestors. This is the case of Annonaceae, a pantropical family of woody and hermaphrodite plants, in which androdioecy is frequent. Androdioecious genera have arisen several times in different Annonaceae lineages, both in Annonoideae subfamily and in Malmeoideae subfamily. The majority of androdioecious genera belong to Malmeoideae, a mostly Asian group. In the Americas there are five androdioecious genera, all from tribe Malmeeae, where they compose a monophyletic group, with the exception of Pseudoxandra, which although being a member of Malmeeae, is not included in the androdioecious genera clade. Tribe Malmeeae is, thus, an excellent model to study androdioecy in Neotropical woody plants. The phylogenetic reconstruction of 33 taxa of this group was performed using DNA sequences of 66 molecular markers of the chloroplast genome, sequenced by next generation sequencing. Maximum likelihood, Bayesian inference and maximum parsimony were the methods used for the phylogenetic analyses. The reconstruction of ancestral states were performed to characters related to sexual system and floral morphology using a Bayesian approach. Morphological and anatomical analyses of male and bisexual flowers were done using LM and SEM. A morphological phylogeny and a taxonomic revision of Ephedranthus, an androdioecious genus of tribe Malmeeae, are also presented
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.