• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Geisly França Katon
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Ursi, Suzana (Presidente)
Lopes, Natalia Pirani Ghilardi
Oliveira, Valéria Marques de
Título em português
Percepção ambiental de professores em ecossistemas costeiros: influência de uma vivência formativa do Projeto Trilha Subaquática
Palavras-chave em português
Ambiente costeiro
Ambiente marinho
Educação ambiental
Percepção ambiental
Trilha subaquática
Resumo em português
Grande parte das ameaças à biodiversidade dos ambientes marinhos e costeiros é resultado direto da população humana e das tendências de aumento demográfico. Uma das dificuldades para a proteção dos ambientes naturais está na existência de diferenças nas percepções dos valores e importância dos mesmos entre os indivíduos de culturas diferentes ou de diferentes grupos. Consideramos que uma importante etapa para a conservação da biodiversidade é entender a Percepção Ambiental dos sujeitos que compõe a população local. Entendemos como Percepção Ambiental a relação que indivíduo estabelece com o meio no qual está inserido, que ocorre através de mecanismos perceptivos e cognitivos. O presente trabalho visa contribuir na ampliação do conhecimento de tal temática, principalmente enfocando Ambientes Marinhos e Costeiros. Para isso, investigamos a Percepção Ambiental de um grupo de professores de uma escola pública do litoral norte de São Paulo (Ubatuba, SP) que participaram de uma vivência formativa em atividades de Educação Ambiental. Este trabalho apresenta como objetivos específicos: 1) verificar se e como a participação nas atividades educacionais influenciou a Percepção Ambiental de tais professores; 2) investigar as concepções que os professores apresentam sobre as possibilidades e desafios da prática docente ao abordar o ambiente marinho e costeiro a partir dos subsídios fornecidos pela vivência formativa. Os professores participaram das atividades do Projeto Trilha Subaquática que foram desenvolvidas ao longo de dois dias no Parque Estadual da Serra do Mar e no Parque Estadual Ilha Anchieta, ambos em Ubatuba, São Paulo. Utilizamos instrumentos de coleta de dados que foram aplicados tanto no início quanto no final da vivência (questionário e redação), além do registro audiovisual referente às Reflexões Coletivas realizadas ao final de cada dia. A partir da análise dos dados coletados, que foi feita por categorização aberta e por análise de conteúdo categorial, foi possível notar que participar das atividades de Educação Ambiental influenciou, em alguns aspectos a Percepção Ambiental dos professores. Tal influência ficou mais evidente em aspectos específicos, como, por exemplo, em relação à biodiversidade destes ambientes. Ainda que a percepção dos professores em relação a causarem impactos ao ambiente durante a realização das atividades não tenha sido expressa por todos, quando tais impactos foram percebidos, estavam bastante relacionados aos organismos do costão rochoso, especificamente ao pisoteio dos mesmos. Verificamos ainda aspectos interessantes sobre as representações sociais desses sujeitos que, apesar da participação na vivência, continua sendo majoritariamente antropocêntrica. Sobre as possibilidades e desafios da prática docente ao abordar os ambientes marinhos e costeiros, pudemos notar que para os professores sujeitos desta pesquisa, as atividades de campo são as mais significativas para se trabalhar tal tema. Além disso, pudemos notar a grande importância que a troca de experiências entre os pares, como os proporcionados pela vivência, apresentam na composição das práticas docentes.
Título em inglês
Environmental perception of teachers in coastal ecosystems: influence of training experience of Underwater Trail Project
Palavras-chave em inglês
Coastal environment
Environmental education
Environmental perception
Marine environment
Underwater trail
Resumo em inglês
Much of the threats to marine and coastal biodiversity are directly result of human population and tendency of demographic increase. One of the difficulties to protect natural environments relies in the differences in perceptions of the values and importance of those between individuals of different cultures or different groups. We consider that understand Environmental Perception from local population is an important step for biodiversity conservation. We understand as Environmental Perception the relation that people establish with the environment in which it is inserted, that occurs through perceptual and cognitive mechanisms. The aim of this work is contribute to expansion of the knowledge about the concept, mainly focusing in Marine Environment e Coastal Environment. For that, we investigated the Environmental Perception of a group of teachers from a public school in north coast of São Paulo State (Ubatuba) who participated in a formative experience in Environmental Education activities. This work presents as specifics goals: 1) verify whether and how the participation in educational activities influenced the environmental perception of such teachers; 2) investigate the conceptions that teachers have about the possibilities and challenges of teaching practice in addressing marine and coastal environment from the subsidies provided by the training experience. The teachers participated of Underwater Trail Project activities that are developed along two days in Serra do Mar State Park and in Ilha Anchieta State Park, both in Ubatuba, São Paulo State. We use data collection instruments which were applied at the beginning and at the end of the experience (a questionnaire and a composition), besides the transcripts of the audiovisual material related to Collective Reflections made at the end of each day. From the analysis of the data collected, it was done by open categorization and categorical content analysis, it was noticeable that participate in environmental education activities influenced, even subtly, teacher's Environmental Perception. This effect was more evident in specific aspects, such as, for example, in relation to biodiversity of these environments. Although the perception of teachers in relation to cause impacts on the environment during the course of the activities it has not been expressed by all, when such impacts were perceived, were closely related to the rocky shore organisms, specifically to trampling them. We also found interesting aspects about the social representations of those guys who, despite participating in the experience, remains largely anthropocentric. About the possibilities and challenges of teaching practice in addressing marine and coastal environments, we noticed that for subject teachers of this research, field activities are the most significant to work with such a theme. In addition, we noted the great importance that the exchange of experiences among peers, as provided by the experience, present in the composition of teaching practices.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.