• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.41.2009.tde-03092009-155203
Documento
Autor
Nome completo
Cintia Rocini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Santos, Deborah Yara Alves Cursino dos (Presidente)
Cordeiro, Inês
Godoy, Silvana Aparecida Pires de
Nunes, João Vicente Coffani
Souza, Vinicius Castro
Título em português
Relações na tribo Bocageeae Endlicher baseadas em fitoquímica e sequências de DNA
Palavras-chave em português
Annonaceae
Fitoquímica
Sequenciamento
Resumo em português
Existem vários sistemas de classificação para Annonaceae. No entanto, estudos recentes sugerem que esse grande número de classificações pode ser reduzido a um. O sistema elaborado por Fries (1959), por exemplo, apresenta vários grupos apoiados por revisões modernas. Um deles é o Grupo Trigynaea, sinonimizado como tribo Bocageeae Endlicher (Johnson e Murray, 1995). A análise cladística com dados morfológicos sugeriu uma hipótese sobre as relações intergenéricas na tribo (Johnson e Murray, 1995). A confiabilidade dessas relações foi verificada com o uso de dados fitoquímicos e sequências de DNA. Em ((Bocagea, Hornschuchia) (Trigynaea)), o clado (Bocagea, Hornschuchia, Trigynaea) foi detectado na análise Bayesiana do RPB2 e apoiado pela presença de apigenia (exceto em Bocagea) e síntese de quercetina via dihidrocampferol. No clado (((Cardiopetalum, Cymbopetalum) (Porcelia)) (Froesiodendron)) a relação (Cardiopetalum, Cymbopetalum, Porcelia) foi detectado nas análises de Máxima Parcimônia das regiões coxI, RPB2 e trnK-matK e nas análises Bayesianas das regiões coxI, trnL-trnL-F e trnK-matK. Esse clado foi apoiado pela presença de luteolina (exceto em Cardiopetalum e Porcelia) e síntese de quercetina pelas vias di-hidrocampferol e eriodictiol (exceto em Cymbopetalum que produziu luteolina). A presença, até o momento exclusiva em Annonaceae, de alcaloides pirrolizidínicos em Bocageeae e Annona foi congruente com as informações sobre a estreita relação desses grupos. A distribuição dos componentes das ceras delimitou grupos químicos em Bocageeae que não foram congruentes com as relações estabelecidas com os dados morfológicos.
Título em inglês
Relationships in tribe Bocageeae Endlicher based on phytochemistry and DNA sequences
Palavras-chave em inglês
Annonaceae
Phytochemistry
Sequencing
Resumo em inglês
There are several classification systems for Annonaceae. However, recent studies have suggested this high number of classifications can be reduced to one. The system of Fries (1959), for example, presents many groups supported by modern revisions. One of them is Trigynaea-Gruppe, synonym of tribe Bocageeae Endlicher (Johnson and Murray, 1995). The morphological cladistic analysis suggested one hypothesis of intergeneric relationships among the Bocageeae (Johnson and Murray, 1995). The consistency of these relationships was evaluated by the use of phytochemical data and DNA sequences. Within ((Bocagea, Hornschuchia) (Trigynaea)), the (Bocagea, Hornschuchia, Trigynaea) was detected in the Bayesian analysis of RPB2 and supported by presence of apigenin (except in Bocagea) and synthesis of quercetin via dihydrokaempferol. In the clade (((Cardiopetalum, Cymbopetalum) (Porcelia)) (Froesiodendron)), the relationship (Cardiopetalum, Cymbopetalum, Porcelia) was detected in the Maximum Parsimony analyses of coxI, RPB2 and trnK-matK regions, and Bayesian analyses of coxI, trnL-trnL-F e trnK-matK regions. This clade was supported by occurrence of luteolin (except in Cardiopetalum and Porcelia) and synthesis of quercetin via both dihydrokaempferol and eriodictyol (except in Cymbopetalum that produced luteolin). The presence of pyrrolizidine alkaloids in Bocageeae and Annona, unique in Annonaceae until now, was in agreement with information about the closest relationship of these two groups. The distribution of cuticular waxes components circumscribed chemical groups in Bocageeae that were not congruent with the relationships based in morphological data
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CintiaRocini.pdf (551.43 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.