• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2018.tde-19062018-113812
Documento
Autor
Nome completo
Silvia Teixeira de Pinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Correa, Umberto Cesar (Presidente)
Benda, Rodolfo Novellino
Moreira, Alexandre
Oliveira, Jorge Alberto de
Ugrinowitsch, Herbert
Título em português
As aprendizagens das tomadas de decisão sobre o passe e a interceptação do futsal com base na percepção da coordenação interpessoal
Palavras-chave em português
Aprendizagem
Coordenação interpessoal
Tomada de decisão
Variáveis espaço-temporais
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi investigar as aprendizagens das tomadas de decisão sobre o passe (experimentos 1 e 2) e a interceptação (experimentos 3 e 4) do futsal com base na percepção de variáveis espaço-temporais de coordenação interpessoal. Foram filmados 11 jogos de futsal em 4 experimentos, dos quais foram analisados 870 passes bem-sucedidos e 152 passes interceptados realizados por 139 meninas com idades entre 12 e 15 anos. O experimento 1 envolveu a realização de pré-teste e pós-teste; os demais experimentos envolveram, adicionalmente, a realização de um teste de retenção, os quais constaram de jogos de futsal de 10 minutos. Os deslocamentos das jogadoras relativas às coordenadas x e y foram capturados pelo software TACTO, do momento em que o passador recebeu a bola até momento que a bola foi recebida ou interceptada. Nos experimentos 1 e 2 as práticas foram manipuladas em relação às instruções "passe a bola para a jogadora mais longe da marcadora" e "passe a bola para a jogadora que estiver abrindo mais rapidamente". Neles, as seguintes medidas foram utilizadas: ângulos interpessoais, velocidades angulares, variabilidades angulares, tempo de posse de bola e eficiência do passe. Nos experimentos 3 e 4 foram manipuladas, respectivamente, as seguintes instruções de coordenação interpessoal: "corra para a linha da bola" e "quando o defensor pressionar o passador, corra para a linha da bola". As medidas utilizadas nesses experimentos foram: índice da linha da bola, velocidade de interceptação, velocidade de aproximação e efetividade da interceptação. Os resultados permitiram inferir que a prática com ênfase na percepção de variáveis de coordenação interpessoal não possibilitou a aprendizagem da tomada de decisão do passe. Mas o contrário - aprendizagem - ocorreu em relação à interceptação. Entretanto, a aprendizagem somente foi verificada quando a prática não envolveu o comportamento casado, ou seja, quando o interceptador não tinha que prestar atenção ao mesmo tempo em seu companheiro de time e na linha da bola. Os experimentos 1, 2 e 4 refutaram as proposições sobre a generalização dos resultados de pesquisa para o contexto de aprendizagem
Título em inglês
The learning of decision-makings on futsal passing and intercepting based on the perception of interpersonal coordination.
Palavras-chave em inglês
Decision-making
Interpersonal coordination
Learning
Spatiotemporal variables
Resumo em inglês
The aim of this study was to investigate the learning of the decision-makings on the futsal passing (experiments 1 and 2) and intercepting (experiments 3 and 4) based on perception of spatiotemporal variables of interpersonal coordination. Eleven futsal games were filmed in 4 experiments. They involved 870 successful passes and 152 intercepted passes performed for 139 girls with ages between 12 and 15 years. The experiment 1 had a pre- and a post-test which involved a 10-minute futsal games. The players' displacement trajectories related the x and y coordinates were edited through TACTO software, from the moment the passer received the ball until the moment the ball was received or intercepted for another player. In the experiments 1 and 2 practice was manipulated in relation to instruction "pass the ball to the player further away from the marker" and "pass the ball to the player who is opening faster". The follow measures were used in both experiments: interpersonal angles, angular velocities, angular variabilities, time of ball possession, and passing efficiency. In the experiments 3 and 4 were manipulated, respectively, the following instruction: "run to the ball line" and "when the defender to press the passer, run to the ball line". The measures used in these experiments were: ball line index, intercepting velocity, approaching velocity, and effectiveness of interception. The results allowed inferring that the practice with emphasis on the perception of interpersonal coordination variables did not allow the learning of the passing decision-making. However, the contrary - learning - occurred in relation to the interception. Meantime, the learning only was verified when the practice did not involve the married behavior, that is, when the interceptor did not have to pay attention to his teammate and in the ball line simultaneously. Experiments 1, 2 and 4 refuted the propositions about the generalization of research results to the learning context
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.