• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Fernandes de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Yara Maria de (Presidente)
Campos, Célia Maria Sivalli
Dantas, Luiz Eduardo Pinto Basto Tourinho
Oliveira, Paulo de Salles
Stigger, Marco Paulo
Título em português
Aprendendo com o "nós": o trabalho em saúde e as práticas corporais com base na comunidade
Palavras-chave em português
Comunidade
Estratégia saúde da família
Práticas corporais
Trabalho em saúde
Resumo em português
As discussões em torno do tema comunidade têm sido recorrentes devido, particularmente, às implicações do modo de vida contemporâneo que acentua valores como o individualismo. Do ponto de vista conceitual comunidade é muitas vezes limitada à associação com grupos carentes, desconsiderando uma série de questões imbricadas no contexto, como o território, as relações entre as pessoas e a organização de grupos. Essa discussão é relevante também na área da saúde, pois ao lidar com a comunidade supõe-se que diversos fatores operam e coexistem e podem estar vinculados a atuação dos profissionais específicos. Assim, o objetivo dessa pesquisa foi compreender o trabalho em saúde e as práticas corporais a partir da comunidade, tanto do ponto de vista conceitual como das relações que a constituem, para encontrar elementos que possam orientar nossos saberes e práticas. A investigação, de natureza qualitativa, compreendeu duas etapas: a primeira, com profissionais coordenadores de equipe de saúde da família de cinco UBSs, do Distrito Butantã/SP, totalizando 22 entrevistas; a segunda, com a observação da comunidade COHAB Raposo Tavares e das atividades desenvolvidas, especialmente com as práticas corporais, em seu Centro Comunitário. As entrevistas mostraram como principais desafios: superar a herança do modelo de atenção à saúde centrado no referencial biomédico e criar estratégias para lidar com a complexidade das dinâmicas familiares e dos problemas dos territórios. Os dilemas estiveram presentes no vínculo com a comunidade, variando entre uma aproximação positiva, de modo mais frequente, e o excesso dela; e, na composição das orientações, entre conhecimento técnico e modos de viver, valores e crenças das pessoas. As observações no Centro Comunitário indicaram, a despeito dos problemas que os moradores enfrentam, um potencial nos modos de ser da comunidade, sobretudo em relação ao apoio e a ajuda mútua. As práticas corporais não aparecem com destaque entre as ações, entretanto elas existem e se relacionam aos aspectos social e educativo, e sugerem a importância das atividades cotidianas e das relações estabelecidas entre as pessoas, reforçadas pela convivência no bairro, independente da faixa etária. É preciso considerar ainda o espaço do bairro para as práticas corporais, onde elas acontecem de maneira mais informal e espontânea. A referência da comunidade para pensar o trabalho em saúde e as práticas corporais orienta sobre os caminhos para um fazer mais compartido, reconhecido não só como uma técnica para obter resultados e mudanças que almejamos com as intervenções, mas, sobretudo, para ressignificá-las em meio à vida das pessoas e a maneira com que vemos nós mesmos no exercício profissional de convivência com o outro. O desafio que se coloca, portanto, não é pequeno, haja vista as dificuldades apontadas pelos profissionais nas entrevistas, mas que também expõem o valor do processo cotidiano de trabalho e das intervenções que fortalecem as relações entre profissional, serviço e comunidade. Potencial que se mostra possível diante dos modos de ser da comunidade COHAB Raposo Tavares, que nos ensinam sobre a possibilidade de uma existência a partir de relações e valores mais solidários
Título em inglês
Learning with the "we": the work in health and the body practices in the community
Palavras-chave em inglês
Body practices
Community
Family health strategy.
Health work
Resumo em inglês
Discussions around the theme community have been repetitive due to, particularly, implications of the contemporaneous way of life which points out values such as the individualism. Conceptually speaking, community is many times limited to associations with in need groups, not considering a series of questions over put in the context, such as the area, the relationship between people, and group organizations. This discussion is also relevant in the health area, because when dealing with the community it is supposed that diverse factors operate and coexist in their environment and the performance of specific professional can be bounded. Thus, this study had the objective of understanding the health work and the body practices from the community as a reference, both from conceptual point of view and also from the relationships that constitute it, to meet elements to orient our knowledge and practices. The investigation, with a qualitative approach, comprehended two phases: the first one, with professionals coordinators of the family health team of five primary health care units at Butantã Neighborhood/SP, with a total of 22 interviews; the second, observing the activities developed at the Community Center, especially with body practices at Raposo Tavares COHAB Community. The interviews show as principal challenges: overcome the inheritance of the attention model centered in the biomedical reference and create strategies to deal with the complexity of family dynamics and the community problems. The dilemmas were present in the bound to the community, varying between a positive approach, in a more frequent way, and its excess; and in the composition of the orientations, between technical knowledge and peoples ways of life, values and beliefs. The observations at the Community Center indicated, in spite of the problems dwellers usually face, a potential in terms of living in the community, moreover, regarding the support and the mutual aid. The body practices are not highlighted among the actions, however they exist and suggest the importance of daily activities and the relationships established between people, reinforced by coexistence in the neighborhood, regardless the age group, and by the social and educational aspects. Its also necessary to consider the relation between the body practices and the neighborhood space, where those activities happen in a more informal and free way. The community as a reference to think of the work regarding health and the body practices teaches ways to make it more shared, acknowledged not only by its technique to receive results and changes we aim with the interventions, but also, to re-mean them with peoples lives and the way we see ourselves professionally coexisting with our surroundings. The challenge exposed, however, is not small, considering the difficulties pointed by professionals in the interviews, but it also exposes about the daily work process and the interventions which reinforce the relationship among the professional, the service, and the community. Potential that makes it possible due to the way of being at Raposo Tavares COHAB Community, which makes it possible to believe in the existence of more solidary relations and values
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tesefinal.pdf (1.78 Mbytes)
Data de Publicação
2012-12-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.