• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2010.tde-30082012-150408
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Maia Bokums
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Meira Junior, Cassio de Miranda (Presidente)
Correa, Umberto Cesar
Moraes, Renato de
Título em português
Ansiedade-traço e autocontrole de conhecimento de resultados na aprendizagem do saque por cima do voleibol
Palavras-chave em português
Ansiedade-traço
Aprendizagem motora
Conhecimento de resultados
Feedback
Saque
Voleibol
Resumo em português
O objetivo do estudo foi investigar a relação da freqüência autocontrolada de CR em adolescentes com níveis extremos de ansiedade-traço na aquisição do saque por cima do voleibol. Quarenta e oito escolares do sexo feminino, entre 12 e 14 anos, foram distribuídas em 4 grupos de acordo com os níveis de ansiedade (alto e baixo) e de freqüência de Conhecimento de Resultados - CR (autocontrolada e yoked). O experimento constou de cinco fases: pré-teste (5 tentativas), fase de aquisição (240 tentativas), fases de transferência imediata e atrasada e fase de retenção (8 tentativas cada). Os resultados, relativos à precisão do saque no alvo, mostraram que não houve diferença significativa entre os grupos altos e baixos ansiosos sob os regimes de freqüências autocontrolada de CR e yoked, tanto na fase de aquisição quanto nos testes de transferência e retenção. No entanto, duas tendências descritivas merecem destaque: (1) as meninas alto ansiosas apresentaram melhores desempenhos tanto na fase de aquisição quanto nos testes de transferência/retenção e pediram mais CR do que as baixo ansiosas na aquisição; (2) os grupos com freqüência de CR autocontrolada mostraram melhores resultados na fase de aquisição e transferência do que os grupos yoked. Além disso, o desempenho de todas as participantes foi superior nas tentativas com CR em comparação às tentativas sem CR e a maioria das adolescentes do grupo autocontrolado optou por receber CR após boas tentativas
Título em inglês
Trait anxiety and self - control of knowledge of results in the learning of the overhead serve in volleyball
Palavras-chave em inglês
Feedback
Knowledge of results
Motor learning
Serve
Trait - anxiety
Volleyball
Resumo em inglês
The goal of the study was to investigate the relationship of the self-controlled frequency of knowledge of results in adolescents with extreme levels of trait - anxiety in the acquisition of the overhead serve in Volleyball. Forty-eight female students, between 12 and 14 years of age, were divided into four groups according to their levels of anxiety (high and low), and the frequency of knowledge of results (self-controlled and yoked). The experiment consisted of five phases: pre-test (5 trials), the acquisition phase (240 trials), immediate and late transfer phases, and the retention phase (8 trials each). The results, based upon the accuracy of the serve on the target, showed that there was no significant difference between the high-anxiety and low-anxiety groups in terms of self-controlled and yoked knowledge of results. This was as much the case in the acquisition phase as in the tests of transfer and retention. However, two discrete tendencies are worthy of closer examination: (1) the high-anxiety girls demonstrated better performance in the acquisition phase as well as in the tests of transfer/retention and requested more knowledge of results than those with low-anxiety during acquisition; (2) the groups with a frequency of self-controlled knowledge of results had better results in the acquisition and transfer phases then the yoked groups. Furthermore, the performance of all participants was better in the trials with knowledge of results when compared to the trials without, and the majority of adolescents in the self-controlled group chose to receive knowledge of results after good trials
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
abstract.pdf (7.97 Kbytes)
Agradecimentos.pdf (8.31 Kbytes)
CAPA.pdf (3.88 Kbytes)
dissertacaocompleta.pdf (611.99 Kbytes)
folhaderosto.pdf (22.48 Kbytes)
folhaderostocapa.pdf (4.38 Kbytes)
listadeanexos.pdf (4.17 Kbytes)
listadefiguras.pdf (6.06 Kbytes)
listadequadras.pdf (4.57 Kbytes)
listadetabelas.pdf (5.46 Kbytes)
resumo.pdf (7.84 Kbytes)
Sumario.pdf (11.34 Kbytes)
Data de Publicação
2012-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.