• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2010.tde-29052012-072706
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Michelone Acquesta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Amadio, Alberto Carlos (Presidente)
Gonçalves, Mauro
Lancha Junior, Antonio Herbert
Título em português
Caracterização de parâmetros biomecânicos e fisiológicos da fadiga durante corrida de intensidade supramáxima intermitente com suplementação de creatina
Palavras-chave em português
Corrida
Creatina
Eletromiografia
Fadiga
força de reação do solo
Resumo em português
A dissertação tem por objetivo central caracterizar, através de parâmetros biomecânicos e fisiológicos, a corrida de intensidade supramáxima intermitente em situação de fadiga, e o possível efeito da suplementação com creatina sobre esses parâmetros. Para a indução da fadiga, 8 atletas voluntários (16,3 ± 0,5 anos de idade; 1,78 ± 0,059 m de altura, 70,7 ± 4,16 kg de massa) realizaram teste intermitente (i.e. 5 séries de corrida) com carga constante (i.e. 120% da vVo2max -10% de inclinação da esteira) até a exaustão. Logo ao início da primeira série de corrida realizaram-se coletas da Força de Reação do Solo, do sinal eletromiográfico, da frequência cardíaca e da percepção de esforço. Nas séries 2, 3, 4 e 5 tais parâmetros foram novamente coletados em condição de iminente impossibilidade em manter o exercício. Foram realizadas coletas da concentração de lactato antes das 5 séries de corrida, imediatamente após, e depois de 3 e 5min de descanso. Os voluntários realizaram o protocolo de indução de fadiga em três ocasiões distintas: sem suplementação, com placebo, com suplementação de monoidrato de creatina, seguindo o modelo cross-over, uni-cego. Os resultados apontam para uma clara tendência de aumento da carga externa na situação de fadiga, associada a um consistente aumento da pré-atividade muscular. Provavelmente em função das características do protocolo, observou-se que a maioria dos músculos estudados evidenciou uma tendência de redução na intensidade recrutamento muscular durante a fase de apoio em resposta à fadiga. Observou-se, ainda, uma clara tendência de redução da freqüência mediana para os músculos extensores e flexores da coxa em decorrência da fadiga. Ainda que o efeito da suplementação de creatina sobre os parâmetros eletromiográficos não tenha sido claro, observou-se uma significativa redução da sobrecarga mecânica induzida pelas forças externas em resposta a esta suplementação
Título em inglês
Biomechanical and physiological characterization of supramaximal intermittent running during fatigue and the effects of creatine supplementation
Palavras-chave em inglês
Creatine
Electromyography
Fatigue
Ground reaction force
Running
Resumo em inglês
The main purposes of this study were to provide a biomechanical and physiological characterization of supramaximal intermittent running during fatigue, and also, to investigate the possible effects of creatine supplementation on the running characterization parameters. To induce fatigue, 8 athletes (years of age=16,3 ± 0,5; height=1,78 ± 0,059 m; weight=70,7 ± 4,16 kg) underwent an intermittent running protocol (i.e. 5 running bouts to exhaustion, interspersed by a 90 s interval) at a fixed load (i.e. 120% of the vVO2max 10% treadmill slope). Ground reaction force, electromyographic signal, heart rate and rate of perceived exertion were obtained at the beginning of the first running bout and at the imminence of exercise interruption due to fatigue on the remaining four bouts. Blood lactate concentration was evaluated prior the beginning of the first running bout and immediately after, 3 and 5 min after the completion of the last running bout. The participants underwent the fatigueinducing protocol under three different conditions: no supplementation, placebo, and creatine supplementation in a single-blind cross-over design. Our results suggest that the subjects experienced a higher external load during fatigue, associated to a consistent increase in muscle pre-activity. It is possible to speculate that the protocol characteristics (i.e. supramaximal running) may have influenced the observed decrease in the muscular activity during fatigue. We have also observed a trend for the decrease in the median frequency for the hip flexors and extensors, possibly influenced by fatigue. Even though no significant effects of creatine supplementation on the electromyographical parameters were observed, a significant decrease in the mechanical overload was observed in response to its supplementation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.