• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2015.tde-23112015-153000
Documento
Autor
Nome completo
Ursula Ferreira Julio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Franchini, Emerson (Presidente)
Artioli, Guilherme Giannini
Detânico, Daniele
Kokubun, Eduardo
Lima, Jorge Roberto Perrout de
Título em português
Aptidão física, ações técnicas e respostas fisiológicas durante a luta de judô
Palavras-chave em português
Desempenho físico
Estrutura temporal
Percepção subjetiva de esforço
Sistemas de transferência de energia
Resumo em português
Considerando que a duração do combate de judô pode variar entre poucos segundos até um período superior a 5 min, a caracterização da demanda fisiológica do combate na sua duração regulamentar e fracionada, assim como a relação dessas respostas com o nível de aptidão aeróbia e anaeróbia dos atletas é relevante para o aperfeiçoamento dos métodos de treinamento. Assim, o objetivo do presente estudo foi analisar a aptidão física, ações técnicas e respostas fisiológicas durante a luta de judô com diferentes durações. Para tanto, 12 atletas de judô foram submetidos a 10 sessões de avaliação. Nas duas primeiras sessões foram realizados quatro testes físicos para caracterização da aptidão aeróbia e anaeróbia dos membros superiores e inferiores. Nas demais sessões, os atletas foram submetidos a 15 combates simulados de judô (3 condições x 5 durações - 1, 2, 3, 4 e 5 min) com o mesmo oponente, em ordem aleatória e vendados quanto à duração do combate. Em uma das condições, os atletas simularam um combate real. Na segunda condição, os atletas lutaram usando um analisador de gases para mensurar o consumo de oxigênio, para a estimativa da contribuição dos sistemas de transferência de energia. Nessa condição foram impostas algumas adaptações de movimento. Para verificar se o uso do analisador de gases modificou as respostas obtidas, na terceira condição, os atletas lutaram com as mesmas adaptações, porém não usaram o equipamento. Em cada sessão foram conduzidos dois combates, intercalados por 60 min de recuperação. Foram quantificadas as respostas fisiológicas, perceptivas, de desempenho, de estrutura temporal e ações técnicas em todos combates. A comparação das variáveis dependentes foi realizada com uma análise de modelos mistos para medidas repetidas, seguida do post hoc de Bonferroni. As associações entre a aptidão aeróbia e anaeróbia com as variáveis do combate foram verificadas por meio da correlação de Pearson. Para todas as comparações pareadas significantes foi calculado o tamanho do efeito (d de Cohen). Em todas as análises foi adotado 5% como nível de significância. Os principais resultados demonstraram aumento da contribuição aeróbia com concomitante redução da contribuição dos sistemas anaeróbios com o transcorrer do combate, sendo a contribuição aeróbia superior à contribuição dos sistemas anaeróbios a partir do primeiro min de combate. O sistema anaeróbio lático contribuiu com a menor proporção do custo energético do combate de judô. As taxas de incremento das respostas fisiológicas e perceptivas por min de combate foram reduzidas com o transcorrer do combate, sendo as principais modificações observadas no início do combate, sugerindo que os atletas podem apresentar estratégia para modular seus esforços. Com o transcorrer do combate observou-se manutenção do tempo médio de esforço e ações aplicadas, porém houve aumento do tempo médio dos períodos de pausa. Após a realização do combate observou-se declínio da resistência muscular dinâmica dos membros superiores, manutenção da força isométrica máxima de preensão manual e melhora da potência muscular dos membros inferiores. As variáveis de aptidão aeróbia e anaeróbia relacionaram-se com menor queda do desempenho, maior taxa de golpes de perna e maior tempo médio de combate. Assim, observou-se predominância do sistema aeróbio para suprir a energia necessária para a realização do combate de judô. Além disso, maiores níveis de aptidão aeróbia e anaeróbia estão associados positivamente com o desempenho durante a luta
Título em inglês
Physical fitness, technical actions and physiological responses during judo match
Palavras-chave em inglês
Energy system
Performance measurements
Rating of perceived exertion
Time-motion analysis
Resumo em inglês
Considering that judo combat can last from a few seconds to up to more than 5 minutes, characterization of the physiological demands of combat in different time frames, and the relationship of these responses to an athlete's level of aerobic and anaerobic fitness is relevant to improving training methods. Thus, the objective of the present study was to describe the physiological demands of judo combat. Twelve judo athletes performed 10 experimental sessions. In the first and second sessions, four physical tests to characterize the aerobic and anaerobic fitness of the upper and lower limbs were performed. In the other sessions, the athletes performed 15 judo combat (involving 3 conditions x 5 durations of time: 1, 2, 3, 4 and 5 minutes) randomly determined, against the same opponent, on different days and blinded for time duration. In one condition, the athletes simulated actual combat. In the second condition, the athletes fought while using a gas analyzer to measure oxygen consumption in order to estimate the contribution of the energy systems. In this condition some motion adjustments were imposed. To verify if the use of the gas analyzer modified the responses obtained, in the third condition the athletes fought with the same adjustments, but did not use the equipment. These combat periods were divided into 8 sessions with two different conditions, separated by an interval of 60 minutes. The physiological, perceptual, performance, time-motion, and technical action responses were quantified in all matches. The comparison of the dependent variables was performed with an analysis of mixed models for repeated measures, followed by a post hoc Bonferroni. The associations between aerobic and anaerobic fitness to combat variables were verified using Pearson's correlation. For all significant pairwise comparisons the effect size (d Cohen) was calculated. A 5% level of significance was adopted for all analyses. The main results showed an increase in aerobic contribution with a concomitant reduction of the anaerobic contribution in the course of combat, given that the aerobic contribution was greater than the anaerobic contribution from the first minute of combat. The lactic anaerobic system contributed to the smaller proportion of energy cost in judo combat. The increment in rate of the physiological and perceptual responses per minute of combat decreased throughout the course of the combat, with the highest changes occurring at the beginning of combat, which suggest that judo athletes seem to modulate their effort. In the course of combat, maintenance of the average time of effort and actions occurred, but there was an increase in the average time of pause. After the combat, a decline in the dynamic strength endurance of the upper limbs was observed, while maximal isometric handgrip strength was maintained, and improvement of muscle power in the lower limbs was noted. The aerobic and anaerobic fitness variables were associated with lower fall performance, higher rate of leg attacks and a higher average time of standing combat. Thus, a predominance of the aerobic system in supplying the energy needed for the realization of judo combat was observed. In addition, higher levels of aerobic and anaerobic fitness are positively associated with performance during the combat
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.