• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.39.2007.tde-23092008-151108
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo Lamas Leandro Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Tricoli, Valmor Alberto Augusto (Presidente)
Rodacki, Andre Luiz Felix
Ugrinowitsch, Carlos
Título em português
Treinamento de força máxima e potência: adaptações neurais, coordenativas e desempenho no salto vertical
Palavras-chave em português
Contração voluntária isométrica máxima
Eletromiografia
Taxa de desenvolvimento de força
Resumo em português
Força máxima (TF) e potência (TP) são métodos de treinamento considerados distintos, na prática profissional e em diversos designs experimentais. O presente estudo testou a capacidade destes métodos promoverem o aumento do desempenho, assim como a similaridade das adaptações entre os métodos. Trinta e sete sujeitos foram divididos nos grupos: força (TF), potência (TP) e controle (C), sendo submetidos a oito semanas de treinamento nas seguintes zonas: TF (4-10 RM) e TP (30-60% 1RM). Os resultados significantes foram: força dinâmica máxima TF de 145,3 (±17,1) para 178,5 (±18,8) kg, TP de 147,2 (±16,8) para 171,6 (±19,9) kg; pico de força na contração voluntária isométrica máxima (CVIM) TF de 2240,52 (±448,76) para 2651,82 (±700,22) N, TP de 2249,86 (±427,95) para 2674,80 (±507,68) N; salto vertical a partir da posição de semi-agachamento (SJ) TF de 31,35 (±4,63) para 37,18 (±4,74) cm, TP de 34,44 (±3,90) para 39,61 (±4,70) cm. Apenas o TP gerou aumento no salto com contra-movimento (CMJ) de 35,52 (±4,43) para 38,50 (±4,34) cm. Nenhum dos protocolos promoveu o aumento do sinal eletromiográfico, seja na CVIM ou nos saltos. Verificou-se efeito principal para deslocamento do centro de gravidade, torque de joelho e quadril no SJ, assim como para o deslocamento excêntrico no CMJ. Observou-se similaridade entre os grupos em diversas variáveis analisadas, assim como a possível transferência coordenativa do TP para o CMJ. Assim, força máxima e potência parecem constituir estímulos de treinamento equivalentes em muitos aspectos e por isso, os padrões de especificidade atribuídos a ambos devem ser reconsiderados
Título em inglês
Maximum strength and power training: neural adaptation and increases in coordination and performance in vertical jump
Palavras-chave em inglês
Electromyography
Maximum voluntary isometric contraction
Rate of force development
Resumo em inglês
Strength and power are considered different training methods in promoting neuromuscular adaptations in practice and in several research designs as well. In the present research, the efficacy of these methods in improving performance and resultant neural adaptations in some motor tasks was investigated. Thirty sevens subjects were divided in groups: strength (TF), power (TP) and control (C) and submited to eight weeks of training in different zones: TF (4-10 RM) and TP (30%-60% 1RM). Results that reached significance were the following, pre and pos-test, respectively: Maximum dynamic strength TF:145,3 (±17,1) and 178,5(±18,8), TP:147,2 (±16,8) and 171,6 (±19,9). Peak force in maximum isometric voluntary contraction (MIVC) TF: 2240,52 (±448,76) and 2651,82 (±700,22), TP: 2249,86 (±427,95) and 2674,80 (±507,68). Squat jump (SJ) TF: 31,35 (±4,63) and 37,18 (±4,74), TP: 34,44 (±3,90) and 39,61 (±4,70). In countermovement jump (CMJ) only TP improved: 35,52 (±4,43) and 38,50 (±4,34). No method could improve electromiographical signal. A main effect was noticed for center of mass displacement, knee and hip moments in SJ and eccentric displacement in CMJ. Similar results for many parameters analysed could be observed. The results indicate a possible transference from TP to CMJ as well. This way, strength and power can be considered equivalent in promoting performance in many tasks. Therefore, specificity patterns between strength and power should be reconsidered
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao.pdf (308.76 Kbytes)
Data de Publicação
2008-09-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.