• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.39.2007.tde-09012008-144139
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Baeza Scagliusi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Lancha Junior, Antonio Herbert (Presidente)
Cardoso, Marly Augusto
Cuppari, Lilian
Philippi, Sonia Tucunduva
Sachs, Anita
Título em português
Validade das estimativas de ingestão energética de três métodos de avaliação do consumo alimentar, em relação à água duplamente marcada
Palavras-chave em português
Água duplamente marcada
Avaliação do consumo alimentar
Gasto energético total
Ingestão energética
Sub-relato
Validade
Resumo em português
O gasto energético total (GET) pode ser usado como medida da ingestão energética (IE). Existe um constante sub-relato da IE obtida por métodos de avaliação do consumo alimentar, mas poucos estudos o investigaram em nações em desenvolvimento. Objetivos: a) comparar a validade das estimativas de IE de um questionário de freqüência alimentar, três recordatórios alimentares e um diário alimentar de três dias, segundo a água duplamente marcada; b) determinar a influência da prática de atividade física, do índice de massa corporal e de fatores psicossociais no sub-relato e; c) comparar as taxas de sub-relato entre agrupamentos de padrões alimentares. Métodos: Sessenta e cinco mulheres responderam aos métodos de inquérito supracitados, a partir dos quais foi estimada a IE. O GET foi medido pela água duplamente marcada. A prática de atividade física, índice de massa corporal, escolaridade, renda, idade, conhecimento nutricional, insatisfação corporal, restrição dietética, compulsão alimentar e o desejo de aceitação social foram correlacionados ao sub-relato. Os padrões alimentares foram obtidos pela análise de cluster. Resultados: O GET foi de 2.622 ± 490 kcal, enquanto que a IE, mensurada respectivamente pelo recordatório, diário e questionário, foi de 2.078 ± 430 kcal; 2.044 ± 479 kcal e 1.984 ± 832 kcal. A proporção de sub-relatores foi de 24,6% para o recordatório, 29,2% para o diário e 53,8% para o questionário (p < 0,005). Os sub-relatores apresentaram menores médias de renda e escolaridade e maiores valores de idade, insatisfação corporal e desejo de aceitação social. O sub-relato foi mais comum no padrão alimentar mais frugal. Conclusão: Os três métodos de avaliação do consumo alimentar apresentaram erros sistemáticos, embora o questionário de freqüência alimentar tenha tido o pior desempenho. O sub-relato foi influenciado por diversos fatores psicossociais e variou conforme o padrão alimentar relatado, o que pode comprometer a avaliação do consumo
Título em inglês
Validity of the energy intake estimates obtained by three dietary assessment methods, in relation to doubly labeled water
Palavras-chave em inglês
Dietary assessment
Doubly labeled water
Energy intake
Total energy expenditure
Underreporting
Validity
Resumo em inglês
Total energy expenditure (TEE) may be used as a measure of energy intake (EI). There is a constant underreporting of EI obtained by dietary assessment methods, but few studies have investigated it in developing nations. Objectives: a) to compare the validity of EI estimates obtained by a food-frequency questionnaire, three diet recalls and a three-day food record; b) to determine the influence of physical activity, body mass index and psychosocial factors on underreporting and; c) to compare underreporting rates between dietary pattern's clusters. Methods: Sixty-five women completed the dietary assessment methods, which were used to estimate EI. TEE was measured by doubly labeled water. Physical activity practice, body mass index, education, income, age, nutritional knowledge, body dissatisfaction, dietary restraint, binge eating and social desirability were correlated to underreporting. Dietary patterns were obtained by cluster analysis. Results: TEE was 2,622 ± 490 kcal, while EI, measured respectively by the diet recall, food record and food-frequency questionnaire, was 2,078 ± 430 kcal; 2,044 ± 479 kcal and 1,984 ± 832 kcal. Proportion of underreporters was 24.6% (recall), 29.2% (record) and 53.8% (questionnaire) (p < 0.005). Underreporters had smaller income and education and greater age, body dissatisfaction and social desirability. Underreporting was more common in the 'frugal foods' pattern. Conclusions: The three dietary assessment methods presented systematic errors, although the foodfrequency questionnaire had the worst performance. Underreporting was influenced by psychosocial factors and varied according the reported dietary pattern, which may compromise dietary assessment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-01-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.