• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.3.2014.tde-30122014-112317
Documento
Autor
Nome completo
Raoni Barros Bagno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Salerno, Mario Sergio (Presidente)
Dias, Ana Valéria Carneiro
Marx, Roberto
Zamberlan, Fabio Luiz
Zancul, Eduardo de Senzi
Título em português
Inovação como uma nova função organizacional: caracterização a partir da experiência de empresas industriais de grande porte no Brasil.
Palavras-chave em português
Empresas industriais
Funções organizacionais
Gestão da inovação
Resumo em português
Nas últimas décadas é notória a crescente importância que vem sendo dada ao desenvolvimento de inovações por parte de empresas, principalmente nos setores industriais. Entretanto, diferentemente de situações em que a inovação ocorre de maneira fortuita e eventual, desafios especiais se reservam às organizações que se engajam na geração de inovações de forma sistemática. Nesta linha, um conjunto de iniciativas empresariais parece apontar na direção de um aglutinamento de atividades relacionadas à gestão da inovação em grupos dedicados: Diretoria de Inovação Tecnológica, Comitê de Inovação, Núcleo de Gestão da Inovação, Gerência de Planejamento Estratégico e Inovação, etc. são alguns dos nomes de instâncias da organização que tem assumido a responsabilidade se debruçar sobre esta questão. Tomando como conceito de função organizacional a existência de um grupo identificável e com uma missão específica na organização, alguns estudos tem afirmado que a inovação surge como uma nova função organizacional das empresas. Neste contexto nasce a questão central deste trabalho: o que caracteriza a função organizacional inovação, considerando as iniciativas de diferentes empresas industriais de grande porte engajadas na sistematização da inovação no Brasil? Partindo da contextualização geral e importância da temática da inovação nos sistemas produtivos, o estudo recorre a três desdobramentos da literatura de inovação como bases teóricas. Parte-se da conceituação e dimensões da inovação, discutem-se as diferentes perspectivas para o processo de se gerar inovações e, finalmente, busca-se dar um panorama das abordagens gerenciais que visam sistematizar a prática da inovação nas organizações. Na sequência, são apresentadas ainda considerações da literatura quanto à definição e caracterização de funções organizacionais. A estratégia metodológica adotada é o estudo de casos múltiplos, com lógica predominantemente indutiva. O recorte do estudo está em organizações industriais de grande porte atuantes no Brasil e, neste contexto, são abordadas as experiências de quinze empresas na constituição de grupos dedicados de inovação. O estudo destes casos revela um conjunto de características para a função inovação que surge nestas empresas, dividas em seis perspectivas: propósito geral da função inovação, origens dos grupos, legitimidade e norteamento da função, pessoas, atribuições da função inovação e perspectivas futuras. Ao final são apresentadas as principais implicações da pesquisa, limitações e sugestões para trabalhos futuros.
Título em inglês
Innovation as a new organizational function: characterization from the experience of large industrial companies in Brazil.
Palavras-chave em inglês
Industrial companies
Innovation management
Organizational functions
Resumo em inglês
In last decades innovation has been attracting increasing importance for organizations, especially in industrial sectors. However, unlike cases in which innovation occurs eventually and randomly, special challenges are reserved to organizations that engage themselves in systematic generation of innovations. In this line, a set of business initiatives seems to point toward the creation of workgroups dedicated to innovation management activities: Technological Innovation Board, Innovation Committee, Center for Innovation Management, Strategic Planning and Innovation, etc. are some of the organizational instances that have assumed the responsibility to address this issue. Taking the concept of organizational function as the existence of an identifiable group, with a specific mission in the organization, some studies have argued that innovation emerges as a new organizational function. In this context arises the central question of this study: what characterizes the innovation function, considering different initiatives of large industrial companies engaged in systematizing innovation in Brazil? Starting from the general context and importance of innovation for the organizations, the study draws on three issues of innovation literature as its theoretical basis: the concept and scope of innovation; different perspectives of the innovation process; and the management approaches aimed at systematizing innovation in organizations. Finally, further considerations regarding the definition and characterization of organizational functions are presented. The strategy adopted is the multiple case study with predominantly inductive logic. The perimeter of the study is large industrial organizations in Brazil and the experiences of fifteen companies in the constitution of dedicated innovation groups are explored. The study of these cases and their convergences reveals a number of characteristics for innovation function that arises in these companies. These characteristics are divided into six perspectives: general purpose of innovation function, origins of the innovation groups, legitimacy and guid of the innovation function, people, assignments of innovation function and future perspectives. At the end the main implications of the research, limitations and suggestions for future work are presented.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_Raoni.pdf (5.62 Mbytes)
Data de Publicação
2015-01-06
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SILVA, Debora O., BAGNO, Raoni B., e SALERNO, Mario S. Modelos para a gestão da inovação: revisão e análise da literatura [doi:10.1590/S0103-65132013005000059]. Produção (São Paulo. Impresso) [online], 2013.
  • BAGNO, Raoni B., et al. Elementos de programas corporativos de inovação: uma análise a partir da prática de empresas inovadoras no Brasil. In XXXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Bento Gonçalves, RS, 2012. XXXII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social: As Contribuições da Engenharia de Produção. : Abepro, 2012. Dispon?vel em: http://www.aberpro.org.br.
  • BAGNO, Raoni B., et al. Innovation and Technological Competence Building in Brazilian Automotive Subsidiaries from the Perspective of Inter-Organizational Networks. In XX Gerpisa International Colloquium, Cracóvia, Polônia, 2012. Structuring New Automotive Industries, Restructuring Old Automotive Industries and the New Geopolitics of the Global Automotive Sector.Paris : Gerpisa, 2012. Available from: http://www.gerpisa.org.
  • BAGNO, Raoni B., SALERNO, Mario S., e LAURINDO, F. J. B. Gestão do conhecimento e práticas organizacionais: estudo de caso em empresas que departamentalizaram a GC. In XVIII SIMPEP - Simpósio de Engenharia de Produção, Bauru - SP, 2011. Anais - SIMPEP.Bauru : Unesp, 2011. Dispon?vel em: http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep.php?e=6.
  • SALERNO, Mario S., et al. Innovation Models in Automotive Industry: Different Contingencies, Different Processes. In Structuring New Automotive Industries, Restructuring Old Automotive Industries and the New Geopolitics of the Global Automotive Sector, Cracóvia, Polônia, 2012. Structuring New Automotive Industries, Restructuring Old Automotive Industries and the New Geopolitics of the Global Automotive Sector.Paris : Gerpisa, 2012. Available from: http://www.gerpisa.org.
  • SALERNO, Mario S., et al. Innovation processes: which one for which project?. In 4th World Conference Production & Operations Management, Amsterdam, 2012. Serving the world.Amsterdam : Euroma / Jomsa / POMS, 2012. Available from: http://www.poms2012.org.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.