• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.3.2014.tde-29042015-182256
Documento
Autor
Nome completo
Ana Daneida Villanueva Llapa de Cardenas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Nakano, Davi Noboru (Presidente)
Albino, João Pedro
Marx, Roberto
Muniz Junior, Jorge
Silva, Marcia Terra da
Título em português
Comunidades de prática: uma ferramenta de gestão de conhecimento em ambiente de projetos.
Palavras-chave em português
Comunidades de prática
Gestão de conhecimento
Gestão de projetos
Resumo em português
No ambiente de projetos, a Gestão do Conhecimento CG é cada vez mais importante para ganhar competitividade. Atualmente, não é suficiente trabalhar só com o conhecimento explícito dos projetos cuja principal ferramenta de gestão é o sistema de lições aprendidas, pois o conhecimento é socialmente construído e muito desse conhecimento não é registrado. Por isso, torna-se necessário o uso de outras ferramentas de GC que trabalhem com aquele conhecimento gerado nas interrelações sociais, o conhecimento tácito. Nesse sentido, a CoP se caracteriza por ser uma ferramenta de GC que não apenas permite, como também aproveita o conhecimento tácito das pessoas, oferecendo um ambiente propício para o surgimento de dinâmicas sociais que favoreçam a troca de conhecimento (tácito e explícito). Entretanto, a Comunidade de Prática CoP é ainda pouco estudada no ambiente de projetos. Em consequência, essa pesquisa analisa as CoPs como ferramenta de GC em tal ambiente. Essa ferramenta está formada por três elementos estruturais (domínio, comunidade e prática) cuja dinâmica permite a transferência de conhecimento. A tese analisa as características desses elementos estruturais no ambiente de projetos, e as relações entre novato e especialista que surgem dentro da CoP, no intuito de entender melhor a utilidade e os benefícios que esta ferramenta oferece à GC no ambiente de projetos. Na pesquisa empírica, o objeto de estudo foram CoPs desenvolvidas em empresas que trabalham com projetos. O trabalho está organizado em duas etapas: na primeira, foi utilizado o método de entrevistas em profundidade e, na segunda, o método de estudo de caso. As informações foram coletadas a partir de entrevistas junto aos líderes das CoPs, líderes de equipes de projetos e pessoal de GC das empresas sob estudo. Também foram aplicados questionários online direcionados aos membros especialistas e a outros membros da CoP. Os resultados finais demonstram que dentro do ambiente de projetos o elemento da CoP com maior desenvolvimento corresponde ao domínio, uma vez que é o primeiro a aparecer e é o elemento mais gerenciável, já os outros elementos (comunidade e prática) dependem da interação entre os membros. Essa interação requer tempo, um recurso especialmente escasso no ambiente de projetos, portanto, estes elementos costumam ficar menos desenvolvidos. A CoP contribui com a aproximação entre novatos e especialistas no sentido de facilitar a troca de conhecimentos; por essa razão, foi observado que os novatos participam mais e se beneficiam da comunidade porque localizam e contatam diretamente os especialistas; dessa forma, os novatos reduzem seu tempo de aprendizagem. Já os especialistas participam menos, beneficiando-se da CoP pela rede de contatos que ela oferece. Observou-se que o maior ganho da utilização de CoPs, no ambiente de projetos, é a redução de tempo no planejamento dos projetos. Isso ocorre devido à troca de conhecimento mais rápida, bem como à aplicação de outras ferramentas de GC, como lições aprendidas e mentoring que são facilitadas ao serem inseridas na dinâmica da CoP.
Título em inglês
Communities of practice: a tool of knowledge management in project environment.
Palavras-chave em inglês
Communities of practice
Knowledge management
Project management
Resumo em inglês
Within the project environment, Knowledge Management becomes increasingly necessary in order to gain competitiveness, because currently is not enough to perform work only with the explicit knowledge from a Project, where the primary management tool is the system of lessons learned, this is because knowledge is socially constructed and much of this knowledge remains not registered. So it becomes necessary to use other Knowledge Management tools for working with that knowledge generated in social inter-relations, this is tacit knowledge. In this sense, the CoP is characterized by being a tool of KM that not only allows but also takes advantage of the tacit knowledge from people, providing an enabling environment for the emergence of social dynamics that foster the exchange of knowledge (tacit and explicit). However, the CoP has been little studied in the project environment, for this reason, this research studied the CoPs as KM tool in such an environment. This tool is composed of three structural elements (domain, community and practice) whose dynamics allows the knowledge transfer. The thesis analyzes the characteristics of these structural elements in the project environment and the relationships between novice and expert that arise within the CoP, in order to better understand the usefulness and benefits that this tool offers to KM in the project environment. In this empirical research, the object of study developed were CoPs within companies working with projects. The work was organized in two stages: in the former was used the method of in-depth interviews and in the second stage, the case study method. The information was collected from interviews with the leaders of CoPs, team leaders and people from the project staff, belonging to the firms under study. Were also applied online questionnaires addressed to experts and other CoP members. The final results show that within the project environment the element of CoP with further development lies on the domain, since it is the first to appear and is more manageable element, because the other elements (community and practice) depend on the interaction between members, moreover, this process requires time, a particularly scarce resource in the project environment; therefore, these elements tend to be less developed. A CoP contributes to the approximation between novices and experts in order to facilitate exchange of knowledge; thus, it was realized that newcomers participate more and benefit the community because locate and directly contact experts; thus, beginners reduce their learning time. Experts already participate less by benefiting themselves from the CoP by networking that it offers. Was observed that the biggest gain from the use of CoPs in the project environment, is the reduction of time in project planning; this due to faster exchange of knowledge as well as the application of other KM tools like lessons learned and mentoring that are facilitated when inserted in the dynamics of CoP.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-30
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • VILLANUEVA-LLAPA, A. D., NAKANO, D. N., y MEDINA, J. C. Factores que influencian la transferencia de conocimiento inter-organizacional. Caso: cadena de suministros. Espacios (Caracas) [online], 2011, vol. 32, p. 2. Disponible en Internet: http://www.revistaespacios.com/.
  • NAKANO, D. N., and VILLANUEVA-LLAPA, A. D. Learning and Knowledge in Supply Chains: a Literature Review. In Euroepan Operations Management Association Conference, Ankara, 2007. EurOMA 2007 Conference Proceedings.Ankara : EurOMA/Bilkent University, 2007.
  • VILLANUEVA-LLAPA, A. D., e NAKANO, D. N. Estructuras de Poder y Transferencia de Conocimiento dentro de la Cadena de Suministros. In XXXI Encontro nacional de Engenharia de Produção e XVII ICIEOM, Belo Horizonte, 2011. Inovação TEcnológica e Propriedade Intelectual.Rio de Janeiro : ABEPRO/PUC Minas, 2011.
  • VILLANUEVA-LLAPA, A. D., y NAKANO, D. N. Formas de transferencia de conocimiento en las relaciones inter-organizacionales. In XV International Conference on Industrial Engineering and Operations Management, Salvador, 2009. The Industrial Engineering and the Sustentable Development.Rio de Janeiro : ABEPRO, 2009.
  • VILLANUEVA-LLAPA, A. D., y NAKANO, D. N. La transferencia de información y conocimiento dentro de una cadena textil de fibra de alpaca en Perú. In XIV International Conference on Industrial Engineering and Operations Management, Rio de Janeiro, 2008. XIV International Conference on Industrial Engineering and Operations Management.Rio de Janeiro : ABEPRO, 2008.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.