• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.3.2007.tde-07012008-174127
Documento
Autor
Nome completo
Andreia Pereira Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Souza Júnior, Jessé D'Assunção Rebello de (Presidente)
Conti, Mardel Bongiovanni de
Custodio, Isaías
Título em português
Organizações e portfolios de projetos sob a perspectiva da Teoria da Complexidade.
Palavras-chave em português
Administração de projetos
Sistemas de informação em marketing
Teoria da complexidade
Resumo em português
No cenário de grandes transformações sociais, industriais e tecnológicas, os projetos e, mais recentemente, os portfolios, têm um papel fundamental no cumprimento dos objetivos estratégicos. A partir da profissionalização da gestão de projetos, métodos, técnicas e ferramentas passaram a ser utilizados para planejamento e controle, visando cumprir os requisitos planejados. Nos últimos anos, a gestão de portfolios, incorporou uma visão mais ampla e integrada, em prol de obter maior retorno para a organização. Entretanto, esta busca por mais planejamento e previsibilidade se choca com os mercados atuais, onde o intenso relacionamento entre as partes aliado a outros fatores, muda constantemente o ecossistema empresarial, levando a situações em que os planejamentos são elaborados no presente, visando atingir resultados futuros em cenários, quase sempre impossíveis de serem descritos completamente e imprevisíveis. Neste ponto, a Teoria da Complexidade (TdC) ressalta características que levam determinados tipos de sistemas a evoluir constantemente, de forma imprevisível, mas apresentando no todo padrões reconhecíveis de ordem, não observados nas partes. Dois ramos da TdC serão explorados: a dinâmica caótica e os sistemas adaptativos complexos. Suas metáforas serão a base para as inferências utilizadas na análise do aspecto de controle e para a pesquisa-piloto que explora a familiaridade dos entrevistados a cerca das idéias sobre imprevisibilidade, flexibilidade, auto-organização etc. Por fim, concluiremos que não é possível estabelecer uma receita simples para a gestão de portfolios em ambientes complexos, mas é possível enriquecer a forma de pensar, com visões alternativas que propõem enxergar as organizações sob diversos prismas, integrando-os numa visão ampla, embora parcial, e agindo para fazer emergir interativamente a complexa dinâmica desejada.
Título em inglês
Organization and project portfolios in a complexity theory approach.
Palavras-chave em inglês
Complexity Theory
Information systems
Project administration
Resumo em inglês
Projects and portfolios play a central role in attaining an organization's strategic objectives, particularly within the recent scenarios of huge social, economic and technological change. With the professionalization of Project Management (PM), various methods and techniques came into use to plan and control activities aiming at the fulfillment of anticipated requisites. Lately, Portfolio Management (PoM) has incorporated a wider and more integrated view to enhance the organization's result. However, this search for more planning and predictability clashes with the current reality of the markets, where the intense interaction between the parts, allied to other factors, puts the corporate ecosystem under permanent change, causing the situation where plans are made on-the-fly, aiming at future results in scenarios virtually impossible to describe or predict with any accuracy. At such juncture, Complexity Theories (CT) highlight the features that bring some types of system to evolve constantly, in an unpredictable manner, albeit displaying recognizable patterns of order not observable in their parts, but only in the whole. Two branches of CT shall be explored in the present work: chaotic dynamics, and complex adaptive systems. These metaphors will be the starting points for inferences used to analyze the control aspect of PoM, and also for a pilot study carried out with a group of professionals of PM to investigate their familiarity with the ideas of complexity (unpredictability, flexibility, self-organization etc). As a result, we argue that it is not possible to put forward any simple recipe for PoM under complex environments, but that it is possible to enhance the ways of thinking about it, with alternative views proposing to examine organizations under various prisms, integrating them into a wide, although always partial, vision, and acting to make emerge interactively the desired complex dynamics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-02-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.