• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Leticia Mota de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Valera, Ticiane Sanches (Presidente)
Yee, Márcio
Possidonio, Shirley
Título em português
Caracterização do compósito de borracha natural reforçado com nanocristais de celulose.
Palavras-chave em português
Borracha
Nanocompósitos
Resumo em português
Dentre os materiais de fontes naturais e renováveis, a celulose se destaca pela sua abundância, podendo ser encontrada em diversos organismos vivos, como plantas, amebas, bactérias, fungos e alguns animais marinhos. Suas dimensões podem ser reduzidas por quebra das cadeias amorfas, com possibilidade de atingir escalas nanométricas, obtendo-se assim as chamadas nanopartículas de celulose ou nanocelulose. Devido à alta cristalinidade, a nanocelulose possui altos valores de módulo elástico, proporcionando alta capacidade de reforço em matrizes poliméricas, combinados com baixo peso, área superficial elevada e biodegradabilidade. A borracha natural é uma matéria-prima de fonte natural, sendo extraída das seringueiras na forma de látex - dispersão coloidal de partículas de borracha e substâncias não-borrachas em um meio aquoso, com aspecto leitoso. No presente trabalho foram estudados compósitos de borracha natural e nanocelulose. Inicialmente, foi realizada uma análise do látex de nacionalidade brasileira, centrifugado, contendo 60% em massa de sólidos. Os resultados de caracterização do látex centrifugado comercial, a qual consistiu na análise de concentração de sólidos totais e na medida do pH, estavam de acordo com os dados apresentados pelo fornecedor. Além disso, a análise de distribuição de tamanho de partícula indicou que o material apresenta uma população, com tamanho médio de 1,0 ?m. A borracha coagulada com ácido acético apresentou, após mastigação em cilindro aberto, viscosidade Mooney e extrato acetônico igual a, respectivamente, 52,8 e 2,57%. As nanoceluloses foram obtidas por hidrólise com ácido ortofosfórico (NC P) e sulfúrico (NC S), sendo classificadas como nanocristal de celulose (NC). NC P apresentaram comprimento médio, razão de aspecto e cristalinidade igual a, respectivamente, 270 ± 89 nm, 50 ± 24 e 78%; e as NC S apresentaram 209 ± 51 nm, 29 ± 10 e 75%.. Os compósitos de borracha natural com nanocristais de celulose apresentaram, nos ensaios de tração, aumentos nos valores de todas as propriedades analisadas, quando comparados à borracha natural pura. Ao adicionar-se 10 phr de nanocelulose preparada com ácido fosfórico na borracha natural, os valores de resistência à tração na ruptura, alongamento na ruptura e módulo a 300% aumentaram, respectivamente, em 90%, 16% e 52%. Já com a adição de 10 phr de NC S, essas propriedades aumentaram, respectivamente, em 68%, 5% e 109%. O mesmo foi observado para a dureza Shore A. Com a adição de 10 phr de nanocelulose obtida por ácido fosfórico à composição da borracha natural, a dureza Shore A aumentou em cerca de 22%; já com a adição de 10 phr de NCs S, a dureza da borracha natural aumentou em 36%.
Título em inglês
Characterization of natural rubber cellilose nanocrystals composites.
Palavras-chave em inglês
Acid hydrolysis
Nanocellulose
Nanocomposite
Natural rubber
Resumo em inglês
Among the natural and renewable sources' materials, cellulose stands out for its abundance, it can be found in many living organisms, such as plants, amoebas, bacteria, fungi and some marine animals. Its dimensions can be reduced by breaking the amorphous chains, with the possibility of reaching nanometric scales, obtaining the nanocellulose or cellulose nanoparticles. Due to the high crystallinity, the nanocellulose has high elastic modulus value, providing high reinforcement capacity combined with low weight, high surface area and biodegradability. Natural rubber is a raw material from a natural source, extracted from the latex - colloidal dispersion of rubber particles and non-rubbers in a milkylooking aqueous solution. At this work, composites of natural rubber and nanocellulose were studied. Initially, a Brazilian centrifuged latex with 60% of its weight in solids was characterized, by analyzing if the total solids concentration and the pH measurement is in agreement with the data presented by the supplier. In addition, particle size distribution analysis demonstrated that the material had an average size of 1.0 ?m. Then, the mastication in the open cylinder and the Mooney viscosity and acetone extract was measured and them were equal to, respectively, 52.8 and 2.57%. The nanocelluloses obtained by hydrolysis with phosphoric and sulfuric acids are classified as cellulose nanocrystal. NC P present average length, aspect ratio and crystallinity equal to 270 ± 89 nm, 50 ± 24 and 78%; and the NC S had 209 ± 51 nm, 29 ± 10 and 75%. In the tensile test, it was observed that there was an increase in all the mechanical properties analyzed for natural rubber when adding the nanocellulose in its composition. By adding 10 phr of prepared nanocellulose with phosphoric acid in the natural rubber the values of tensile strength at rupture, strain at rupture and modulus at 300% increased, respectively, by 90%, 16% and 52%. When added 10 phr of NC S, these properties increased, respectively, by 68%, 5% and 109%. The same was observed for Shore A hardness. When adding 10 phr of nanocellulose obtained by phosphoric acid in its composition, the Shore A hardness increased by about 22%; When adding 10 phr of NCs S, the hardness increased by 36%.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-09-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.