• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2014.tde-20052014-123431
Documento
Autor
Nome completo
Christian Hugo Pelegrini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Machado Neto, Arlindo Ribeiro (Presidente)
Almeida, Rogério de
Massarolo, João Carlos
Mungioli, Maria Cristina Palma
Rosa, Almir Antonio
Título em português
Sujeito engraçado: a produção de comicidade pela instância de enunciação em Arrested Development
Palavras-chave em português
Arrested Development
câmera única
comédia
enunciação audiovisual
ficção seriada
multicâmera
sitcom
Resumo em português
A pesquisa se volta para os mecanismos de enunciação nos sitcoms de câmera única e a produção de comicidade por parte do sujeito enunciador que emerge do texto audiovisual. O trabalho inicia com uma abordagem do gênero sitcom, considerando-o como uma categoria cultural, analisando, em seguida, como o sitcom se constituiu, ao longo das décadas de sua história, em uma variedade de temas e formas que negam qualquer tentativa de abordagem definicional do gênero.Propomos, então, uma análise da oposição entre os modos de produção recorrentes no gênero, o multicâmera e o câmera única. Nestes, observam-se procedimentos de encenação, cinegrafia e edição que produzem material audiovisual com características bem distintas, opondo formas textuais diferentes no interior de um mesmo gênero. Tais modos de produção (e tais formas textuais) vão se articular com as teorias da subjetividade audiovisual na identificação de uma instância mediadora dos diferentes sitcoms. Para tal, buscamos compreender o processo de enunciação audiovisual, perscrutando as formulações oriundas da linguística e revisando o arcabouço teórico das teorias da enunciação na literatura e, especialmente, no cinema. Buscamos também o arcabouço teórico que instrumentaliza a pesquisa para identificar os mecanismos de levam ao riso, revisando as principais formulações teóricas que explicam o fenômeno (a Teoria da Superioridade, a Teoria da Incongruência e a Teoria do Alívio). A partir de tais formulações, propomos uma taxonomia dos sintagmas cômicos que nos permita isolar os ocorrências de gags, eventos cômicos e mordacidade. É neste ponto que isolamos o sujeito da enunciação no contexto do sitcom, observando suas diferenças no sitcom de multicâmera e no sitcom de câmera única. Tomado este último, identificamos a pluralidade de estilos que resulta de mudanças na estética televisual americana ao longo das décadas de 1980 e 1990, em fenômenos conhecidos como televisualidade e continuidade intensificada, para chegar aos single camera sitcoms do começo do século XXI. Desta leva de programas, tomamos nosso objeto de análise, o sitcom Arrested Development, para analisar de que forma o seu sujeito enunciador vai além de sua função de mediador, ultrapassando-a em favor de uma atitude incisiva como comentador da diegese, francamente fazendo rir pelo modo como mostra personagens e situações.
Palavras-chave em inglês
Arrested Development
audiovisual utterance
comedy
multicam
serial fiction
single camera
sitcom
Resumo em inglês
The research turns to the utterance mechanisms of single camera sitcoms and the making of comic by the utterance subject that comes from the audiovisual text. This work starts with an approach of sitcom genre, taking it as an cultural category, analyzing, then, how the sitcom constituted itself through the decades of its history, in a variety of themes and forms that denies any trying of definitional approach of the gender. Then, we propose an analysis of the opposition between the more usual modes of production of this gender, the multicam and the single camera. On these modes of production, we observe proceedings on staging, cinematography and edition that produces audiovisual material with very distinct characteristics, opposing textual forms in the same television gender. Such modes of production (and such textual forms) articulates with the audiovisual subjectivity theories identifying an utterance instance on different sitcoms. For such, we search understand the process of audiovisual utterance, searching on theories formulations arising from linguistics and reviewing the theory body from utterance on literature and, specially, cinema. We search also the theories that instrumentalizes this research for to identify the mechanisms that takes us to laugh, reviewing the main theoretical formulations that explains the phenomenon of laughing (the Superiority Theory, the Incongruence Theory and the Relief Theory). From such formulations, we propose a taxonomy of comic sintagms that allows us to isolate the occurrence of gags, comic events and wit. It is on this point that we isolate the subject of utterance in the sitcom context, looking for the differences between the multicam sitcom and the single camera sitcom. Taking the last one, we identify the plurality of styles that comes from the esthetical changes on American television by the decades of 1980 and 1990, known as televisuality and intensified continuity, to get to the single camera sitcoms of the beginning of XXI. From this wave of shows, we take the sitcom Arrested Development, to analyze the way its utterance subject goes beyond the mediation role, acting incisively as a diegesys commentator, frankly making us laugh by the way it shows characters and situations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-05-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.