• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Queen Ifeyinwaeze Nwabasili
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Machado, Irene de Araujo (Presidente)
Brait, Elisabeth
Carvalho, Noel dos Santos
Título em português
As Xicas da Silva de Cacá Diegues e João Felício dos Santos: traduções e leituras da imagem da mulher negra brasileira
Palavras-chave em português
imaginário
mulher negra
representação
tradução
Xica da Silva
Resumo em português
Tendo como objeto de estudo a construção e as leituras das Xicas da Silva representadas no filme de 1976, de Cacá Diegues, e no livro homônimo de João Felício dos Santos, do mesmo ano, esta pesquisa investiga quem teria sido a personagem Chica da Silva histórica real e suas formas de tradução por meio de diferentes sistemas de linguagem desde o século XIX. O trabalho faz uma análise aprofundada dos conceitos de representação, real, realidade, construto e fato históricos, tradução intersemiótica e imaginário para entender o que constitui, ou, segundo alguns críticos de 1976, deveria constituir as representações ficcionais de Chica da Silva, e como foi/é produzido um imaginário a seu respeito. Afinal, existe realmente algo que possa ser inequivocamente entendido como Chica da Silva, a verdadeira? Nesse percurso, são feitas análises imanentes das obras de 1976 e análises do contexto dos enunciados no qual seus autores estavam inseridos e com o qual a forma-conteúdo do filme e livro Xica da Silva dialoga. As análises buscam o que está entre o que as obras mostram e o que os autores e críticos disseram que elas mostram, para entender tais obras não só como conteúdos intradiegéticos, mas também como enunciados resultados de mediações históricas, culturais e sociais, e como mobilizadoras, ou mesmo catalizadoras, de debates sociais, raciais e de gênero em um período histórico específico da cultura e política nacionais. Mais do que questionar a legitimidade das reinvindicações que apontam para a exigência de uma acuidade mimética para a representação de personagens históricas como Chica da Silva (mulher e negra), a preocupação da pesquisa é entender por que e como tais exigências ocorrem. Afinal, o que está em jogo nas formas de dar a ver e de ver personagens mulheres e negras nas ficções cinematográficas, nas literárias brasileiras e, consequentemente, na realidade vivida por nós?
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
black woman
imaginary
representation
translation
Xica da Silva
Resumo em inglês
By studying the construction and the possible readings of the Xicas da Silva characters represented in the 1976's film by Cacá Diegues and in the 1976's book by João Felício dos Santos, this research investigates who would have been the historical/real Chica da Silva and her translations through different language systems since the 19th century. This research tries to understand what constitutes, or, according to some 1976's critics, should constitute Chica da Silva's fictional representations. There are also immanent analysis of the referred artistic productions and recovers the context in which their authors dialogically stated the form-content of the 1976's film and book. In that sense, this research looks at what is in-between the very productions and sayings of the authors and critics. The objective is to understand the Xicas da Silva not only as intradiegetical content, but as statements resulting from mediations and mobilizing, or even catalyzing, social, racial and gender debates in a specific historical period of our national culture and politics, which still resonates today. More than questioning negative critiques claiming for the legitimacy of mimetic acuity for the representation of historical personages like Chica da Silva (woman and black) in fictional productions, this research regards why and how such complaints emerge. Moreover, it questions what is at stake in the ways of presenting and seeing black women characters in Brazilian cinematographic and literary fictions. Why do critics identified with particular social groups challenge and claim for the positive (re)creation of fictional representations of historical black characters/bodies and, specifically, of historical black women? How is it related to the construction of an imaginary (the myth) in Chica da Silva and, consequently, with the way to represent, imagine and currently see the bodies of black women?
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.