• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2018.tde-13092018-150702
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo de Moura Valença Motta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Martins, Luiz Renato (Presidente)
Alambert Junior, Francisco Cabral
Alves, Cauê
Arantes, Pedro Fiori
Bahia, Dora Longo
Título em português
Discursos de Contrainformação - coletivos de artistas e curadores-autores no Brasil (2000-2015)
Palavras-chave em português
arte contemporânea
coletivos de artistas
curador-autor
lulismo
revolução passiva
Resumo em português
Este trabalhou tomou como ponto de partida a presença, no meio artístico brasileiro, entre 2000 e 2015, dos assim chamados coletivos de artistas. Ele procurou circunscrever histórica e conceitualmente as "práticas artísticas colaborativas" e as "estratégias de visibilidade" desenvolvidas por esses agrupamentos de artistas "emergentes" - no contexto de seu envolvimento, entre 1999 e 2001, com os movimentos altermundialistas e antiglobalização, e, a partir de 2003, com movimentos sociais de luta por moradia - alinhando-se, ao menos discursivamente, com a perspectiva dos "de baixo". De outro lado, o trabalho também identificou o desenvolvimento simultâneo, "pelo alto", de um complexo de procedimentos curatoriais pautados por novos modos de apresentação (displays) de objetos artísticos em exposições de "arte contemporânea". Por meio dos novos procedimentos curatoriais, tanto a 27ª Bienal de São Paulo (2006) quanto as mostras de "arte contemporânea" do Museu de Arte do Rio (2013-2015) foram capazes de absorver e canalizar, em seus discursos, parte das demandas "subalternas" associadas à produção dos coletivos. Para refletir criticamente sobre esse complexo de fenômenos do campo artístico, a pesquisa procurou articular uma discussão atualizada em torno dos conceitos gramscianos de "hegemonia" e de "revolução passiva". Tais conceitos, formulados originalmente pelo pensador italiano Antonio Gramsci (1891-1937), têm sido reprocessados teoricamente, no debate da sociologia brasileira de extração marxista, para pensar o ciclo dito "lulista" do Brasil contemporâneo. Em síntese, uma vez verificada a absorção das práticas "emergentes" e "colaborativas" pelo circuito artístico local, este trabalho procurou estabelecer e questionar historicamente as contradições e possíveis confluências das "estratégias de visibilidade", associadas às demandas dos "de baixo", com o desenvolvimento combinado dos novos procedimentos curatoriais, operados "pelo alto".
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
artist collectives
contemporary art
curator-auteur
lulism
passive revolution
Resumo em inglês
This research was motivated by the raising of the so-called artist collectives in Brazilian art field, particularly between the years 2000 and 2015. The thesis aims to delineate conceptually and historically the "collaborative artistic practices" and the "strategies of visibility" carried out seemingly "from below" by these "emerging" groups of artists - engaged mainly with the alter-mundialization and anti-globalization movements between 1999 and 2001, and, since 2003, with social struggles for housing. Furthermore, this survey also realized the simultaneous development of a complex of curatorial proceedings "from the top", based on new modes of display artistic objects in "contemporary art" exhibitions. Through these new curatorial practices, both the 27th Sao Paulo Bienal (2006) and the "contemporary art" exhibitions held by the Art Museum of Rio (2013-2015) managed to absorb and convey, in its discourses, part of the "subaltern" demands brought forward in the work produced by the artist collectives. In order to critically reflect about this complex of phenomena in the art field, the research articulates a debate operating the Gramscian concepts of "hegemony" and "passive revolution". These concepts, originally formulated by the Italian thinker Antonio Gramsci (1891-1937), had been theoretically reenacted in the Brazilian sociological debate derived from a Marxist background, to think the so-called "lulist" cycle in contemporary Brazil. Finally, after verifying the absorption of the "emergent" and "collaborative" practices by the local art circuit, this research aims to delineate and problematize the contradictions, and possible confluences, between the "visibility strategies" coming "from below" and the combined development of the new curatorial proceedings "from the top".
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.