• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.27.2015.tde-25112015-110952
Documento
Autor
Nome completo
Rita de Cássia Moiteiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Castro, Marcos Camara de (Presidente)
Salles, Paulo de Tarso Camargo Cambraia
Lima, Sonia Regina Albano de
Título em português
Compositoras brasileiras e o processo de criação musical: uma análise aplicada à musicologia de gênero
Palavras-chave em português
Compositoras Brasileiras
Dominação simbólica
Feminismo
Mulheres compositoras
Transgressão
Resumo em português
O objetivo do presente trabalho é demonstrar como se estabeleceram as relações de gênero nos processos de criação musical ao longo da história, e a oposição das mulheres compositoras em relação à dominação masculina, termo cunhado por Pierre Bourdieu, trazendo à tona questões como a visão androcêntrica, legitimadora das práticas de submissão feminina, bem como a dominação simbólica, pela qual as mulheres incorporam as relações de poder e reconhecem a sua submissão a um agente dominante. Ao analisar os papéis sociais desempenhados pelas mulheres, identifica-se que suas práticas cotidianas estão calcadas na visão androcêntrica, e que a estrutura patriarcal está presente tanto na esfera social como na esfera política e econômica. Ao longo da dissertação, foram também abordadas questões relacionadas à temática de gênero, através da análise de literaturas em outros campos do conhecimento humano. Em face ao alijamento da mulher na criação musical, detectar as composições ditas do universo feminino traz uma grande contribuição para a história da música e análise musical. Partindo do referencial da nova história, cuja contribuição consiste em questionar as categorias de dominação a partir das quais a história foi constituída, surge a questão: como analisar o contexto histórico musical partindo da experiência composicional feminina? Sobre a questão, é oportuno mencionar o que Joan Scott ressalta: que, ao se incluir à história a versão feminina, tem-se um novo entendimento daquela que os historiadores apontavam como a verdade total. Nesse sentido, Pilar López e Lucy Green também defendem que a mulher teve uma trajetória de muita luta para compor gêneros musicais que não aqueles preestabelecidos pela sociedade dominadora, ou seja, para criar obras ditas complexas, atividade que era considerada própria do universo masculino. Apesar dos obstáculos que a mulher teve de enfrentar no âmbito da criação musical, e de muitas compositoras terem criado peças ligadas mais à educação musical ou canções para poucos instrumentos, como piano e canto, algumas delas conseguiram compor obras mais complexas.
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Brazilian women composers
Feminism
Symbolic domination
Transgression
Women composers
Resumo em inglês
The purpose of this work is to demonstrate how gender relations were established in the musical creation processes throughout history, as well as the opposition of women composers against male domination, a term dealt by Pierre Bourdieu, bringing up issues like androcentric view, legitimizing practices of female submission, as symbolic domination, in which women incorporate power relations and recognize their submission to a dominant agent. Investigating roles played by women, some identifies that their quotidian practices are grounded in this androcentric sight, and that the patriarchal structure is present as in social as in political and economical spheres. All over the text, issues related to the theme of gender were also approached, through the analysis of literature in other fields of human knowledge. In light of women's casting off in musical creation, detecting compositions said to be part of feminine universe brings up a great contribution to the History of Music and Musical Analysis. As from the referential of New History, whose contribution consists in objecting the domination categories from which history was built, the question arises: How to analyze historical and musical context from the female compositional experience? About the question, it's appropriate to mention what Joan Scott emphasize, that, by including the female version of the history, one has a new understanding in spite of that the historians pointed as the whole truth. In this way, Pilar López and Lucy Green also defend that women have had a trajectory of hard struggle to compose musical genres other than those predetermined by the domineering society, that is, to create works said complexes, an activity that was considered proper to male universe. Despite the obstacles that women faced under the musical creation, and many composers have created more connected parts to music education or songs for a few instruments such as piano and singing, some of them managed to compose more complex works.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RITADECASSIAMOITEIRO.pdf (900.59 Kbytes)
Data de Publicação
2015-11-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.