• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2015.tde-26112015-120041
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Pedreira de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Costa, Felisberto Sabino da (Presidente)
Cintra, Wagner Francisco Araujo
Leite, Marcelo Denny de Toledo
Rosa, Almir Antonio
Silva, Agnaldo Valente Germano da
Título em português
Um navio em rota: o operador como proponente da imagem cênica
Palavras-chave em português
Imagem
Mito
Shakespeare
Tecnologia
Resumo em português
A pesquisa desenvolvida propõe a ideia do operador técnico como o principal realizador da visualidade da cena, expondo um traçado sobre a problemática do uso equivocado das diversas tecnologias no palco. Como solução aponta para o conceito do homem-máquina, criado a partir da junção do operador e do dispositivo técnico como figura única e indissociável. Define esse operador como um artista que, imbuído dos conhecimentos necessários para a manipulação técnica ao vivo, transforma a máquina em geradora de potência poética no lugar de mero produto mercadológico. Para enfatizar esse conceito, paralelamente a pesquisa teórica é proposto como objeto de estudo um experimento prático que se apropria do texto A Tempestade, de William Shakespeare, através de um levantamento e de uma ressignificação dos arquétipos encontrados no original em símbolos imagéticos criados em cena.
Título em inglês
A ship on course: the operator as a proponent of the scenic image.
Palavras-chave em inglês
Image
Myth
Shakespeare
Technology
Resumo em inglês
The developed research suggests the idea of technical operator as the main director of the visuality of the scene, by discussing the issues related to misuse of various technologies on stage. As a solution, it points to the concept of human-machine, created from the joint of the operator and the technical device as single and inseparable figure. It defines the operator as an artist who, imbued with the knowledge required for the live technical manipulation, transforms the machine into a generator of poetic power instead of mere marketable product. To emphasize this concept, in addition to theoretical research is proposed as an object of study, a practical experiment that appropriates the text The Tempest by William Shakespeare, through a survey and a redefinition of the archetypes found in the original version into imagery symbols created on scene.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.