• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2012.tde-27082012-153936
Documento
Autor
Nome completo
Wilma Pereira Tinoco Vilaça
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Kunsch, Margarida Maria Krohling (Presidente)
Baldissera, Rudimar
Oliveira, Ivone de Lourdes
Oliveira, Paulo Roberto Nassar de
Paulino, Roseli Aparecida Figaro
Título em português
A comunicação interna na gestão da sustentabilidade: um estudo fenomenológico
Palavras-chave em português
Análise do discurso
Comunicação interna
Fenomenologia
Fiat Automóveis
Sustentabilidade
Resumo em português
Esta tese tem como objetivo investigar como as organizações, como instâncias produtoras de discursos e sentidos, têm utilizado a comunicação interna para engajar os funcionários em seu programa de sustentabilidade, de maneira a torná-los mais conscientes de que a manutenção das condições de vida no planeta depende, em larga medida, dessa tomada de consciência. Os novos contextos sociais e a inserção das organizações nesses contextos serviram como pano de fundo para essa investigação, que ainda utilizou uma extensa revisão bibliográfica, que fosse capaz de explicitar quais são as condições de produção e recepção dessa comunicação interna. Assim, a fundamentação teórica gira em torno das teorias das organizações, da comunicação organizacional no contexto das ciências sociais e da sustentabilidade. O estudo defende a tese de que as organizações ocupam lugar central na sociedade hodierna e servem de referência para as pessoas que nelas estão inseridas. Assim, uma comunicação interna estratégica seria aquela capaz de romper com o paradigma instrumental-funcionalista e se deslocar para uma comunicação mais dialógica, humana e interacional. Nesse sentido, metodologicamente, adotaram-se a fenomenologia e a análise do discurso como caminhos para a imersão em uma realidade concreta: a Fiat Automóveis. As técnicas qualitativas utilizadas para a pesquisa de campo foram as entrevistas em profundidade e os grupos de discussão e revelaram uma rica escavação dos sentidos construídos pelos funcionários da organização investigada. Os resultados apresentados colocam, discursivamente, a comunicação interna em um patamar estratégico, porém a conclusão a que se chega é que suas práticas ainda se mostram como presas ao atavismo informacional. A escavação fenomenológica aliada à revisão bibliográfica e à análise de conteúdo permitiu que a concepção da comunicação interna fosse reelaborada e, nesse processo, reconhece-se que, teoricamente, tudo já tenha sido dito. Mesmo, porém, que não inove em sua abordagem, essa concepção se configura como um desafio para as organizações que almejem, de fato, implementá-la.
Título em inglês
Internal communication in the management of sustainability: a phenomenological study
Palavras-chave em inglês
Discourse analysis
Fiat Automobiles
Internal communication
Phenomenology
Sustainability
Resumo em inglês
This thesis aims to investigate how organizations, such as instances of discourse producers and senses have used internal communication to engage employees in its sustainability program, in order to make them more aware that the maintenance of living conditions in planet depends, as in a large extent, on such awareness. The new social contexts and the inclusion of organizations in these contexts served as the backdrop for this investigation, which also used an extensive literature review, and, also, was able to explain what the conditions of production and reception of internal communication are. The theoretical framework revolves around the theory of organizations, organizational communication in the context of the social sciences and sustainability. The study supports the idea that organizations occupy a central place in today's society and serve as a reference for people who are embedded in them. Therefore, an internal communication strategy would be able that one which is to break with the instrumental-functionalist paradigm and move to a more dialogic, human and interattional. In this sense, methodologically, it was adopted the phenomenology and the discourse analysis as pathways to immerge into reality - Fiat Automobiles. The qualitative techniques used for field research were interviews and focus groups, which revealed a rich excavation of meanings constructed by employees of the investigated organization. The results presented gauge, discursively, internal communication on a strategic level, nevertheless the reached conclusion is that their practices are still attached to show how informational atavism. The excavation alng the phenomenological literature review and the analysis of the content allowed the design of internal communication to be reworked, and, in the process, it is recognized that, theoretically, everything has already been said. However, even not innovating in its approach, this conception is configured as a challenge for organizations that aim, in fact, to implement it.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Vilaca.pdf (4.00 Mbytes)
Data de Publicação
2012-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.