• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.27.2008.tde-15052009-140811
Documento
Autor
Nome completo
Gisela Gomes Pupo Nogueira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Caldas, Waldenyr (Presidente)
Castagna, Paulo Augusto
Gloeden, Edelton
Ikeda, Alberto Tsuyoshi
Lacerda, Marcos Branda
Título em português
A viola con anima: uma construção simbólica
Palavras-chave em português
História e Musicologia Popular Brasileira
Música do Período Colonial Brasileiro ao Século XX
Produção Cultural e a Viola de Arame
Técnica Instrumental.
Viola Caipira ou Sertaneja
Resumo em português
As pesquisas históricas sobre as violas brasileiras foram delimitadas pelas referências textuais e iconográficas ao instrumento musical e à sua utilização na produção musical, particularmente da segunda metade do século XVIII ao início do XIX, com pequena citação de César das Neves em s eu Cancioneiro de Músicas Populares, cujo primeiro volume é datado de 1893. Usualmente confundida com alaúdes, cistros e violões, a literatura histórica deixa lacunas sobre a descrição do instrumento. Fato é que, não raro, os violeiros brasileiros de hoje ignoram se tratar de uma guitarra barroca. A primeira parte desta pesquisa investiga, através de fontes primárias e secundárias, a utilização da viola no Brasil desde os tempos de Anchieta, consagrando-se como o instrumento de cordas dedilhadas mais antigo ainda em uso na produção cultural do país, bem como sua classificação como instrumento da família das guitarras; trata da construção simbólica de uma viola rural, com forte ênfase no preconceito àqueles que a tocam e da sua ascensão e declínio a partir das investidas de Cornélio Pires na indústria fonográfica. Analisada através dos códigos da escrita em Tablaturas e Alfabeto Musical, a Musicologia Histórica é utilizada como ferramenta para pesquisar a linguagem elitista do instrumento à época colonial e, ao mesmo tempo, popular no Reino de Portugal, visto que não há qualquer documentação musical brasileira que legitime sua utilização no Brasil daquele período. Com base nas publicações portuguesas da produção musical brasileira, é possível reconstituir modinhas e lundus nesse instrumento, como relatado por inúmeros viajantes, a partir de um mapeamento dos recursos idiomáticos utilizados na Europa Ocidental e, particularmente, em Portugal, expondo a riqueza de linguagem, enquanto instrumento das elites, e seu empobrecimento, a partir do vínculo com o universo rural, que marcou até mesmo sua denominação mais popular utilizada atualmente na mídia em geral viola caipira ou sertaneja.
Título em inglês
A viola con anima: uma construção simbólica
Palavras-chave em inglês
Brazilian Guitars
Brazilian Music from the Colonization Period to the 20th century
Brazilian Popular Music Hi story and Musicology
Cultural Production on the Viola de Arame
Musical Instruments Technique
Resumo em inglês
The historical researches on the Brazilian violas were limited by textual and iconographical references to the musical instrument and its musical production, particularly from the second half of the 17th century to the beginnings of the 18th, except from a small reference found in Cancioneiro de Músicas Populares by Cesar das Neves, published first in 1893. Usually confused with lutes, citterns e classical guitars, the historical Brazilian literature shows gaps on the description of the musical instrument. In fact, the violeiros (Brazilian baroque guitarists) often do not acknowledge the instrument as abaroque guitar. The first part of the present work seeks the musical production on the viola in Brazil since Pe. Anchieta arrival, through primary and secondary sources, being considered the earliest plucked string instrument brought to Brazil which remains in use until now, as well as its classification in the plucked stringed instrument families; also, treats its history from the symbolic view of a peasants instrument, emphasizing the prejudice to its performers, as well as its ascension and decline after Cornelio Pires investment son the record industry. The Historical Musicology analyzed from the specific notation in Tablatures and Alfabeto Musical, is here used as a tool to investigate the language from the artistic music written for this kind of guitar during the Portuguese colonization, and in the same time, its popular production in Portugal, since there is no musical manuscripts from Brazil to demonstrate its use here in that period. Based on Portuguese editions of Brazilian music, its possible to recreate modinhas and lundus on the violas, as told by several travelers who described details of our culture, showing the richness of the artistic language, when used as a musical instrument of the dominant classes, and its decline to a poor language, while getting the vinculum to the peasant working classes, marking its most popular denomination on the general medias - viola caipira or sertaneja.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
5034077.pdf (6.28 Mbytes)
Data de Publicação
2009-07-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.