• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2018.tde-30082018-191421
Documento
Autor
Nome completo
Letícia Liana Chihara
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2018
Orientador
Banca examinadora
Júnior, Osny Ferreira (Presidente)
Ferreira, Gabriel Ramalho
Sant Ana, Eduardo
Sartori, Elisa Mattias
Título em português
A acurácia de um software 3D no planejamento do posicionamento do lábio superior após avanço de maxila
Palavras-chave em português
Cirurgia ortognática
Lábio
Osteotomia de Le Fort
Tomografia computadorizada
Resumo em português
Com a evolução da tecnologia, os planejamentos das cirurgias ortognáticas têm se tornado cada vez mais precisos em relação ao tratamento das deformidades dentofacias. Os pacientes recorrem à cirurgia ortognática com finalidade de melhorar a oclusão e a estética, mas muitas vezes acabam desistindo do tratamento e recorrem à compensação ortodôntica por receio de mudanças indesejadas. Para isso ser evitado, os softwares de planejamento estão sendo aprimorados para poderem melhorar a predição dos casos e esclarecer aos pacientes o plano de tratamento. O avanço de maxila com a osteotomia tipo Le Fort I interfere diretamente no posicionamento do lábio superior e no ângulo nasolabial, que apresentam um papel importante na expressão e na estética facial. Grande parte dos estudos ainda se restringem à comparação de imagens pré e pós-operatórias e, portanto, considerados imprecisos. Por isso são necessários estudos que avaliem um maior número de pacientes submetidos a cirurgia ortognática, utilizando o mesmo tipo de osteotomia, reduzindo o número de variáveis envolvidas e permitindo melhor entendimento das alterações do posicionamento do lábio superior após avanço maxilar. O presente estudo teve como objetivo prever as alterações da posição do lábio superior em pacientes submetidos à avanços de maxila que 5mm ou < que 5mm, comparando os traçados preditivo e final, utilizando 24 tomografias pré e pós-operatórias, e verificar se a quantidade de avanço altera essa previsibilidade. As avaliações foram feitas a partir de tomografias computadorizadas de feixe cônico, utilizando o software Dolphin Imaging 11.8. Foi utilizado o teste ´´t`` pareado para comparar os dados preditivos e pós-operatórios e a correlação de Pearson para verificar a relação entre as variáveis lábio superior e incisivo central superior. Os testes foram realizados adotando-se um nível de significância de 5%. A capacidade de predição do software foi considerada boa para as medidas horizontais; porém para as verticais, ainda há um índice de erro que pode-se considerar impreciso. Concluiu-se também que a quantidade de avanço maxilar não interfere na predição do lábio superior.
Título em inglês
The accuracy of 3D software in the planning of the upper lip positioning after maxillary advancement
Palavras-chave em inglês
Computed tomography
Le fort osteotomy
Lip
Orthognathic surgery
Resumo em inglês
With the evolution of technology, orthognathic surgeries planning have become increasingly accurate in relation to the treatment of dentofacial deformities. Patients recur to orthognathic surgery to improve occlusion and aesthetics, but often give up treatment and turn to orthodontic compensation due to fear of unwanted changing. To avoid this, the planning softwares are enhancing to improve the prediction of cases and to enlighten the patients about the treatment plan. The maxillary advancement using Le Fort I osteotomy directly interferes in the positioning of the upper lip and the nasolabial angle, which plays an important role in facial expression and aesthetics. Most of the studies are still restricted to comparing pre and postoperative images, and therefore, considered inaccurate. Therefore, studies are required to evaluate a greater number of patients submitted to orthognathic surgery, using the same type of osteotomy, reducing the number of variables involved and allowing a better understanding of the positioning of the upper lip after maxillary advancement. The present study aimed to predict changes in the upper lip position in patients submitted to maxillary advancement 5mm or < 5mm, comparing the predictive and final tracings using 24 pre and postoperative CT scans, and determine if the amount of advancement changes this predictability. Evaluations were conducted through Cone-Beam Computed Tomography using Dolphin Imaging 11.8 software. The paired t-test was used to compare the predictive and postoperative data and the Pearson correlation to verify the relation between the upper lip and upper central incisor variables. The tests were performed with a significance level of 5%. The prediction ability of the software was considered good for the horizontal measurements; for the vertical measurements there is still an error rate, so it cannot be considered accurate. It was also concluded that the amount of maxillary advancement does not interfere in the prediction of the upper lip.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.