• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Camila Perfeito Evangelista da Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2018
Orientador
Banca examinadora
Soares, Simone (Presidente)
Oliveira, Pedro Cesar Garcia de
Pegoraro, Thiago Amadei
Tavano, Rafael D'Aquino
Título em inglês
Effect of CAD/CAM abutment height and cement type on the retention of zirconia crowns
Palavras-chave em inglês
Abutment design
CAD/CAM
Dental cements
Dental implants
Zirconia
Resumo em inglês
Aim: To evaluate the effect of different Ti-base abutment heights and cement type on the pullout retention of zirconia-based restorations. Methods: Identical crowns were designed in a CAD software to fit two different Tibase abutment heights, as follows (n=10/group): (i) 4-mm-height Ti-base abutment (Tall), and (ii) 2.5-mm-height Ti-base abutment (Short). Four cement types were selected: (i) Temporary cement (Provisional); (ii) Glass-ionomer cement (Meron); (iii) self-adhesive resin cement (U200), and (iv) conventional resin cement (Ultimate) with universal adhesive for treatment of titanium and zirconia substrates. Pull-out testing was performed in a universal testing machine. Data were statistically evaluated through two-way analysis of variance following post-hoc comparisons by Tukey test. Results: Tall Ti-base abutments demonstrated similar retention to short abutments when data is collapsed over cement (p>0.74). Data evaluation as a function of cement type demonstrated the superiority of resin-based cements relative to provisional and glass-ionomer groups (p<0.01). Retentiveness data as a function of both factors demonstrated similar force to dislodgment between tall and short abutments for all within cement comparisons (p>0.42), except for U200 (p=0.032). Also, tall abutments cemented with Ultimate evidenced higher pull out values than U200 (p=0.043), and both were significantly more retentive than tall provisional and meron (p<0.001). No significant difference was observed between U200 and Ultimate cements for short abutments (p=0.758), and both presented statistically higher pullout values than provisional and glass-ionomer (p=0.001). Conclusions: While Ti-base abutment height have not influenced zirconia superstructure retentiveness, resin-based cements significantly evidenced higher retention than glass ionomer and temporary cements.
Título em português
Efeito da altura do pilar CAD / CAM e tipo de cimento na retenção de coroas de zircônia
Palavras-chave em português
CAD
Cimentos dentários
Implantes dentários
Resumo em português
Objetivo: Avaliar o efeito de diferentes alturas de interface de Titânio (Ti) e diferentes tipos de cimento na retenção de coroas de zircônia. Métodos: Coroas idênticas foram projetadas em um software de CAD capaz de adaptar duas alturas diferentes do pilar de interface de Ti: cada grupo foi composto de 10 amostras conforme se segue: (i) interface de Ti de 4 mm de altura (alto) e (ii) interface de 2,5 mm de altura (curto). Foram selecionados quatro tipos de cimento: (i) cimento temporário (Provisional); (ii) Cimento de ionômero de vidro (Meron); (iii) cimento resinoso auto-adesivo (U200) e (iv) cimento resinoso convencional (Ultimate) com adesivo universal para tratamento de substratos de titânio e zircônia. O teste de tração foi realizado em uma máquina de ensaio universal. Os dados foram avaliados estatisticamente através de análise de variância a dois critérios, após comparações pós-hoc pelo teste de Tukey. Resultados: As interfaces de Ti demonstraram retenção semelhante aos pilares curtos quando os dados foram colapsados sobre o cimento (p> 0,74). A avaliação dos dados em função do tipo de cimento demonstrou a superioridade dos cimentos à base de resina em relação aos grupos de cimentos temporário e de ionômero de vidro (p <0,01). Os dados de retenção em função de ambos os fatores demonstraram força semelhante ao deslocamento, entre pilares altos e curtos, para todos dentro das comparações de cimento (p> 0,42), exceto para U200 (p = 0,032). Além disso, os pilares altos cimentados com Ultimate evidenciaram maiores valores de tração do que os cimentados com U200 (p = 0,043), e ambos foram significativamente mais retentivos do que o pilar alto cimentado com cimento Provisional e o Meron (p <0,001). Não foi observada diferença significativa entre os cimentos U200 e Ultimate para pilares curtos (p = 0,758) e ambos apresentaram valores de tração estatisticamente mais elevados que os cimentos de ionômero de vidro e cimento temporário (p = 0,001). Conclusões: Embora a altura da interface de Ti não tenha influenciado a retenção das coroas de zircônia, os cimentos resinosos resultaram em maior retenção do que o ionômero de vidro e cimentos temporários.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.