• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2015.tde-25112015-094345
Documento
Autor
Nome completo
Guida Paola Genovez Tereza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Honório, Daniela Rios (Presidente)
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira
Turssi, Cecilia Pedroso
Título em português
Influência da remoção do excesso de materiais adesivos sobre o esmalte erodido, na resistência a desafio erosivo in vitro
Palavras-chave em português
Erosão dentária
Esmalte dentário
Infiltrante
Materiais dentários
Selante de fossas e fissuras
Resumo em português
O uso de materiais resinosos sobre o tecido dentário é uma alternativa para a prevenção da progressão da erosão, contudo existem poucas informações sobre o efeito da infiltração resinosa na lesão de erosão. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito dos materiais resinosos sobre (sem remoção de excesso) e supostamente dentro (com remoção de excesso) do esmalte previamente erodido, submetido a desafio erosivo subsequente. Os blocos de esmalte bovino foram imersos em HCl 0,01 M, pH 2,3 durante 30 segundos para a formação de lesão inicial de erosão. Em seguida, os blocos foram divididos aleatoriamente e tratados de acordo com 8 grupos (n=12): Cc e Cs- controle sem tratamento, Hc e Hs- selante de fossas e fissuras (Helioseal Clear®), Ac e As- adesivo autocondicionante (Adhese®), Ic e Is- infiltrante (Icon®); sendo c- com remoção de excesso e s- sem remoção de excesso do material. Os materiais foram aplicados de acordo com as recomendações dos fabricantes. Nos grupos com remoção de excesso, após a aplicação dos materiais houve a remoção de seu excesso da superfície de esmalte com um cotonete, anteriormente a fotopolimerização. Após o tratamento, todos os espécimes foram submetidos à ciclagem erosiva, por meio da imersão em ácido clorídrico (0,01M; pH 2,3) por 2 minutos, seguida da imersão em saliva artificial por 120 minutos, 4 vezes ao dia, durante 5 dias. A espessura de material e o desgaste dentário foram analisados por meio da perfilometria e os resultados submetidos ao teste ANOVA a dois critérios e teste de Tukey (p<0,05). Na análise do desgaste dentário após o desafio erosivo, os grupos sem remoção de excesso (Hs, As, Is) se comportaram de forma semelhante (p>0,05), constatando-se a presença de material sobre o esmalte prevenindo a perda da estrutura dentária. Os grupos nos quais o excesso de material sobre o esmalte foi removido (Hc, Ac, Ic) resultaram em perda de esmalte após a aplicação. Além disso, esses grupos (Hc, Ac, Ic) não foram capazes de proteger o esmalte contra a erosão, uma vez que após o desafio erosivo o desgaste do esmalte destes grupos foi semelhante ao grupo controle. Com base nos resultados do presente estudo, conclui-se que os materiais resinosos são capazes de proteger o esmalte contra a erosão dentária somente quando estão presentes sobre a superfície dentária, formando uma barreira mecânica.
Título em inglês
Influence of removing excess of adhesive materials applied to eroded enamel on the resistance to erosive challenge
Palavras-chave em inglês
Dental enamel
Dental materials
Infiltrant
Pit and fissure sealants
Tooth erosion
Resumo em inglês
The use of resin-based materials over the dental tissue is an alternative for erosion progression prevention, however there is little information regarding the effect of resin infiltration into erosive lesion. The aim of this study was to evaluate the effect of resin-based materials over (without excess removal) and into (with excess removal) previously eroded enamel, subjected to erosive challenge. Bovine enamel blocks were immersed in HCl 0.01 M, pH 2.3 for 30 seconds for the formation of softened erosion lesion. Then the blocks were random divided and treated according to 8 groups (n=12): Cc and Cs- control without treatment, Hc and Hs- fissure resin sealant (Helioseal Clear®), Ac and As- self-etch adhesive (Adhese®), Ic and Isinfiltrant (Icon®); being c- with excess removal and s- without excess removal of the material. The materials were applied according to manufacture instructions. The groups with excess received the same materials, however before light curing the excess of material over enamel was gently removed with a cotton roll. After treatment, the blocks were immersed in HCl for 2 min, followed by immersion in artificial saliva for 120 min, 4 times per day, during 5 days (erosive cycling). Enamel wear and material thickness were analyzed using profilometry and the results submitted to two-way ANOVA and Tukeys test (p<0.05). Groups Hs, As, Is, resulted in the formation of a layer of material over enamel, being effective in inhibiting erosion progression. Groups in which the material over enamel was removed (Hc, Ac, Ic), resulted in enamel loss after application. In addition, they (Hc, Ac, Ic) were not able to protect enamel, since after the erosive challenge enamel wear of these groups was similar to control. Based on the results of this study, resin-based materials are able to protect enamel against erosion only when they are present over enamel, forming a mechanical barrier.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.