• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Lourenço Ribeiro Vitor
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2018
Orientador
Banca examinadora
Valarelli, Thais Marchini de Oliveira (Presidente)
Duque, Cristiane
Ferraresi, Cleber
Sakai, Vivien Thiemy
Título em português
Fatores de crescimento e síntese de proteínas na resposta celular após aplicação do laser de baixa intensidade
Palavras-chave em português
Dente decíduo
Polpa dentária
Terapia a laser de baixa intensidade
Resumo em português
Esta tese teve como objetivo verificar a resposta celular de fibroblastos pulpares após a variação nos parâmetros de fotobiomodulação. Fibroblastos pulpares de dentes decíduos humanos em 4a passagem foram plaqueados, deixados a aderir, submetidos a privação nutricional, e em seguida irradiados com laser de baixa intensidade a 660 nm. Os grupos em estudo foram baseados na variação da potência e tempo, resultando em dosimetrias diferentes, variando entre 2,5 a 6,2 J/cm2. No artigo 1, o efeito dos diferentes parâmetros da fotobiomodulação foram verificados por meio da expressão gênica do COL1 por RT-PCR, nos períodos de 6, 12 e 24 horas. No artigo 2, avaliou-se a síntese proteica de fatores angiogênicos (VEGF-A, VEGF-C, VEGF-D, VEGFR1, VEGFR2, FGF-2, PDGF, PLGF, PECAM-1, e BMP-9) por ELISA Multiplex, nos períodos de 6, 12 e 24 horas após fotobiomodulação, no sobrenadante e lisado celular. Os dados foram analisados por ANOVA a dois critérios seguido pelo teste de Tukey (p<0.05) nos dois artigos. No artigo 1, a comparação intragrupo da expressão gênica do COL1 mostrou que a variação da fotobiomodulação com mais tempo (50 s) e menor potência (5 mW) em uma densidade de energia de 6,2 J/cm2 mudou o padrão de expressão gênica do COL1 pelos fibroblastos pulpares de 12 h para 6 h. A comparação intergrupo da expressão genica COL1 não mostrou diferenças estatisticamente significativas. No artigo 2, fibroblastos pulpares secretaram e produziram todas as proteínas testadas antes e após a fotobiomodulação, exceto PDGF no lisado. A comparação intragrupo, no artigo 2, mostrou padrões similares da síntese proteica dos fatores angiogênicos para todos os grupos: a secreção de VEGF-A, VEGF-C, VEGFR1 e BMP-9 aumentou significativamente no sobrenadante enquanto que FGF-2 e VEGF-A aumentou significativamente no lisado. A comparação intergrupo da sintese de proteínas revelou que a dosimetria 2,5 J/cm2 aumentou a secreção de VEGF-D (p=0.4779), VEGFR1 (p=0.8570) e BMP-9 (p=0.0042) no sobrenadante e VEGFR1 (p=0.0128) e VEGF-D (p=0.0036) no lisado; e diminuiu VEGF-A (p=0.0176), VEGF-C (p=0.0328), PDGF (p=0.0077), PLGF (p=0.0004) no sobrenadante e PLGF (p=0.0094) e BMP-9 (p= 0.5645) no lisado. A dosimetria de 3.7 J/cm2 aumentou VEGF-A p=0.8410), FGF-2 (p=0.4778), BMP-9 (p=0.0042) e VEGFR1 (p=0.8570) no sobrenadante e VEGF-A (p=0.8412), VEGF-C (p=0.5908) e VEGFR1 (p=0.0128) no lisado; e diminuiu VEGF-A (p=0.0176), PDGF (p=0.0077) e PLGF (p=0.0004) no sobrenadante e PLGF (p=0.0094) e BMP-9 (p=0.0276) no lisado. Concluiu-se que as dosimetrias de 2,5 a 6,2 J/cm2 biomodularam a expressão gênica de COL1, e as dosimetrias de 2,5 J/cm2 e 3.7 J/cm2 biomodularam a síntese proteica de vários fatores angiogênicos. Na dosimetria de 6,2 J/cm2, o maior tempo e a menor potência mudaram o padrão da expressão gênica de COL1 pelos fibroblastos pulpares. A dosimetria de 3.7 J/cm2 foi a mais efetiva na produção e secreção de fatores angiogênicos.
Título em inglês
Growth factors and protein synthesis in cellular response after photobiomodulation therapy
Palavras-chave em inglês
Dental pulp
Low-level light therapy
Tooth, deciduous
Resumo em inglês
This thesis aimed to verify the cellular response of pulp fibroblasts after the variation in photobiomodulation parameters. Pulp fibroblasts at 4th passage were plated, led to adhere, subjected to serum starvation, and subsequently irradiated with 660 nm lowlevel laser. The study groups were based on the variation of the power and time, resulting in different dosimetries ranging from 2.5 to 6.2 J/cm2. In article #1, the effect of different photobiomodulation parameters were verified through the COL1 gene expression by RT-PCR, at 6, 12, and 24 hours. In article #2, the protein synthesis of angiogenic factors (VEGF-A, VEGF-C, VEGF-D, VEGFR1, VEGFR2, FGF-2, PDGF, PLGF, PECAM-1, and BMP-9) was measured by ELISA Multiplex assay, at 6, 12, and 24 hours, in the supernatant and lysate. Data were analyzed by two-way ANOVA followed by Tukey test (p<0.05) in both articles #1 and #2. In article #1, the intragroup comparison of the COL1 gene expression showed that the variation of PBM application with longer time (50 s) and smaller power (5 mW) at the energy density of 6.2 J/cm2 changed the COL1 mRNA expression pattern by pulp fibroblasts from 12 h to 6 h. The intergroup comparison of COL1 gene expression revealed no statistically significant differences. In article #2, pulp fibroblasts secreted and produced all the tested proteins before and after PBM, except for PDGF in the lysate. The intragroup comparison, in article #2, showed similar patterns of angiogenic factors synthesis for all groups: the secretion of VEGF-A, VEGF-C, VEGFR1, and BMP-9 increased significantly in the supernatant, while FGF-2 and VEGF-A increased significantly in the lysate. The intergroup comparison of the protein synthesis revealed that the dosimetry of 2.5 J/cm2 exhibited upregulation of VEGF-D (p=0.4779), VEGFR1 (p=0.8570), and BMP-9 (p=0.0042) in supernatant and VEGFR1 (p=0.0128) and VEGF-D (p=0.0036) in lysate; and downregulation of VEGF-A (p=0.0176), VEGF-C (p=0.0328), PDGF (p=0.0077), and PLGF (p=0.0004) in supernatant and PLGF (p=0.0094) and BMP-9 (p= 0.5645) in lysate. The dosimetry of 3.7 J/cm2 upregulated VEGF-A (p=0.8410), FGF-2 (p=0.4778), BMP-9 (p=0.0042), and VEGFR1 (p=0.8570) in supernatant and VEGF-A (p=0.8412), VEGF-C (p=0.5908), and VEGFR1 (p=0.0128) in lysate; and downregulated VEGF-A (p=0.0176), PDGF (p=0.0077), PLGF (p=0.0004) in supernatant and PLGF (p=0.0094) and BMP-9 (p=0.0276) in lysate. We concluded that the energy densities from 2.5 to 6.2 J/cm2 biomodulated the COL1 gene expression, but red laser at 2.5 J/cm2 and 3.7 J/cm2 biomodulated the synthesis of several angiogenic proteins. At the energy density of 6.2 J/cm2, longer application time and smaller power changed the pattern of COL1 gene expression by pulp fibroblasts. However, the dosimetry of 3.7 J/cm2 was the most effective for the production and secretion of angiogenic factors.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.