• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-14102013-153828
Documento
Autor
Nome completo
Soraia Veloso da Costa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira (Presidente)
Gavião, Maria Beatriz Duarte
Valarelli, Thais Marchini de Oliveira
Título em português
Bruxismo na infância: estudo clínico aleatório sobre fatores relacionados à ocorrência e influência na qualidade de vida
Palavras-chave em português
Bruxismo
Criança
Qualidade de vida
Resumo em português
O bruxismo na infância é uma ocorrência frequente e o seu diagnóstico ainda suscita questionamentos por parte de pesquisadores e clínicos. Este hábito parafuncional tem impacto direto na qualidade de vida não só da própria criança como também de seus familiares mais próximos, além de ser considerado importante fator de risco para disfunções temporomandibulares. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a prevalência do bruxismo em crianças pré-escolares além de identificar fatores relacionados à sua ocorrência e avaliar o impacto que este hábito causa na qualidade de vida da criança e de seus familiares. A amostra constituiu de 475 crianças entre 4 e 5 anos de idade, de ambos os gêneros, regularmente matriculados nas escolas municipais da cidade de Bauru/SP. Os pais/responsáveis responderam a dois questionários, um para avaliar a presença de bruxismo em seus filhos e fatores relacionados e um segundo que foi a versão brasileira validada do Early Childhood Oral Health Impact Scale (B-ECOHIS), para avaliar a qualidade de vida relacionada à saúde bucal das crianças e de seus familiares. Exame clínico intrabucal foi realizado por dois examinadores calibrados (Kappa=0,82) no próprio ambiente escolar. Os dados foram devidamente analisados por meio de estatística descritiva e dos testes de Mann-Whitney, Kruskal-Wallis e Coeficiente de Correlação de Spearman. Foi adotado nível de significância de p<0,05. A prevalência do bruxismo foi de 47,4% na amostra estudada. A ocorrência do mesmo foi distribuída em sempre (11,8%), às vezes (25,3%), raramente (10,3%), não ocorre mais (3,6%) e nunca (49,1%). Avaliando a oclusão das crianças, a relação de caninos Classe I e a sobressaliência acentuada foram relacionadas com maior prevalência do bruxismo. Quando comparados tipos específicos de hábitos bucais como: roer unhas, morder lábios, mascar chicletes e respirar pela boca também apresentaram relação. Crianças com sono agitado apresentaram maiores episódios de bruxismo, da mesma forma daquelas com relato de dor de cabeça. Avaliando a personalidade da criança, aquelas que foram consideradas por seus pais/responsáveis como agressiva, ansiosa e/ou tímida foram relacionadas a maior presença do bruxismo. No que se refere à qualidade de vida relacionada à saúde bucal, o bruxismo mostrou interferir de forma negativa tanto na vida das crianças como de seus familiares. Os resultados obtidos demostram que a prevalência do bruxismo na amostra estudada, pré-escolares na faixa etária entre 4 e 5 anos de idade, foi elevada e relacionada a importantes fatores bucais e gerais. Constatou-se ainda que pode causar impacto negativo na qualidade de vida tanto das crianças como de suas famílias.
Título em inglês
Bruxism in children: a randomized clinical study on factors related to the occurrence and influence on quality of life
Palavras-chave em inglês
Bruxism
Child
Quality of Life
Resumo em inglês
Bruxism in childhood is a frequent occurrence and its diagnosis still raises questions on the part of researchers and clinicians. This parafunctional habit has a direct impact on quality of life not only of the child as well as their close family members, and is considered an important risk factor for temporomandibular disorders. This study aimed to evaluate the prevalence of bruxism in preschool children and to identify factors related to its occurrence and assess the impact that this habit causes on the quality of life of children and their families. The sample consisted of 475 children between 4 and 5 years age, of both genders enrolled in schools in the city of Bauru/SP. Parents/legal guardians answered two questionnaires, one to evaluate the presence of bruxism in children and related factors, and a second that was validated Brazilian version of the Early Childhood Oral Health Impact Scale (B-ECOHIS), to assess the quality of life related to oral health of children and their families. Intraoral clinical examination was performed by two calibrated examiners (Kappa = 0.82) within the school environment. The data were properly analyzed using descriptive statistics and the Mann-Whitney, Kruskal-Wallis and Spearman correlation coefficient. The significance level was set at p <0.05. The prevalence of bruxism was 47.4% in our sample. Its occurrence was distributed in always (11,8%), sometimes (25,3%), rarely (10,3%), doesnt happen anymore (3,6%) and never (49,1%). The occlusion analyses of the children was made, the canine relationship Class I and increased overjet were related to higher prevalence of bruxism. When comparing specific types of oral habits such as nail biting, lip biting, chewing gum and mouth breathing also showed relationship. Children with agitated sleep had higher episodes of bruxism, as those with reported headache. The personality of the child was reported by parents, those that were considered aggressive, anxious and/or shy were related with greater presence of bruxism. Concerning to the quality of life related to oral health, bruxism showed a negative influence in the life of both, children and their families. The results demonstrated that the prevalence of bruxism in the sample, preschool children aged 4 and 5 years old, was high and was related with oral and general factors. It was also found that bruxism can cause negative impact on quality of life of both, children and their families.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.