• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2014.tde-07012015-102835
Documento
Autor
Nome completo
Rafaela Carolina Soares Bonato
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2014
Orientador
Banca examinadora
Sales Peres, Sílvia Helena de Carvalho (Presidente)
Oliveira, Rodrigo Cardoso de
Pereira, Antonio Carlos
Título em português
Avaliação de marcador biológico salivar para o padrão ósseo alveolar em pacientes obesas mórbidas
Palavras-chave em português
doenças periodontais
leptina
obesidade
processo alveolar
Resumo em português
O tecido adiposo pode regular o metabolismo ósseo e estar envolvido na fisiopatologia da osteoporose. O presente estudo teve como objetivo verificar a condição periodontal e o padrão ósseo alveolar por meio de índices radiomorfométricos da panorâmica e medidas lineares realizadas em radiografias periapicais, além da análise da leptina como biomarcador em pacientes obesas mórbidas. A amostra foi constituída por 60 mulheres na faixa etária de 20 a 35 anos, sendo divididas em 2 grupos: Grupo Experimental (GE-Obesas de Grau III, IMC >40Kg/m2) e Grupo Controle (GC- Eutróficas, IMC 18,5 a 24,99Kg/m2). Foram avaliadas 30 obesas e 30 eutróficas. Para avaliação antropométrica foi utilizado o IMC e medida da relação cintura-quadril. A condição periodontal destas pacientes foi avaliada por meio de índice de placa de Turesky, profundidade de sondagem, índice de sangramento gengival, nível de inserção clínica e presença de cálculo. O padrão ósseo foi avaliado por meio de análise radiográfica: 2 periapicais da região posterior inferior (direita e esquerda) por meio da técnica do paralelismo, sendo avaliado o padrão trabecular através da escala visual de Lindh e a perda óssea por meio distância da junção cemento-esmalte à crista óssea; e análise da radiografia panorâmica através dos índices radiomorfométricos. A dosagem da leptina salivar foi realizada por meio do ELISA. Foi aplicado o questionário OHIP-14 sobre o impacto das condições bucais na qualidade de vida. Teste t de Student e o Qui-quadrado foram adotados para comparação entre grupos (p<0,05). Entre as pacientes examinadas, foi observado maior índice de placa, de sangramento gengival (ISG) e presença de cálculo em obesas (p<0,05). Além de maior prevalência de sítios com profundidade de sondagem de 3mm e 4mm no grupo das obesas (p<0,05). A perda óssea alveolar foi maior em obesas, porém não foi significativa (p>0,05). Porém, foi significativa em relação ao padrão trabecular, sendo que as obesas apresentaram espaços medulares maiores, denotando osso de menor densidade (p<0,05). Quanto aos índices radiomorfométricos, ambos os grupos apresentaram valores dentro da normalidade. A concentração de leptina salivar foi maior nas obesas (p<0,05). As obesas apresentaram maior impacto da saúde bucal na qualidade de vida, especialmente no domínio de limitação física (p<0,05). Conclui-se que as pacientes obesas apresentaram condição periodontal mais grave, com maior índice de placa, maior profundidade de sondagem, sangramento à sondagem e presença de cálculo. As obesas apresentaram também maior perda óssea e padrão trabecular esparso. Além de maiores concentrações de leptina salivar.
Título em inglês
Evaluation of salivary biomarker for alveolar bone pattern in morbid obese subjects
Palavras-chave em inglês
alveolar process
leptin
obesity
periodontal diseases
Resumo em inglês
Adipose tissue may adjust bone metabolism and can be involved in the pathophysiology of osteoporosis. This study aims to evaluate the periodontal conditions, the bone alveolar pattern through panoramic radiomorphometric indexes and linear measurements on periapical radiographs, as well as analysis of leptin as a biomarker in morbidly obese subjects. The sample consists of 60 women aged 20-35 years, divided into two groups: experimental group (EG- obesity level III, BMI> 40Kg/m2) and control group (CG-eutrophic, BMI 18.5 and 24.99 kg/m2). The sample consists of 30 obese and 30 normal weight. Anthropometric measures were using the BMI and haist-to-hip ratio. The periodontal status was assessed through Turesky´s plaque index, probing depth, gingival bleeding index, clinical attachment level and presence of dental calculus. Bone pattern was evaluated by radiographs: 2 periapicals lower posterior (left and right) through parallel technique, evaluated the trabecular pattern trough visual scale by Lindh and measured linear distances between cement-enamel junction to alveolar crest; and panoramic analysis by radiomorphometric indexes; and measured of salivary leptin by ELISA. The OHIP- 14 questionnaire was applied on the impact of oral conditions on the quality of life. Student´s "t" test and Chi-square were adopted for comparison between groups (p <0.05). Among the subjects examined, there was a greater plaque index, gingival bleeding (GI) and presence of calculus in obese (p <0.05). In addition, higher prevalence of sites with probing depth 3mm e 4mm in the obese group (p < 0.05). The alveolar bone loss was greater in obese group, however there was no significant difference to the control group (p>0.05). There was significant difference relative to the trabecular pattern, and obese women had greater marrow spaces, suggesting lower bone density than eutrophic (p < 0.05). Regarding radiomorphometric indexes, both groups showed values within the normal range. The salivary leptin concentration was higher in obese (p <0.05). The obese women had a higher impact of oral health on the quality of life, especially to the physical limitation domain. It is concluded, the periodontal condition was more severe in obese patients with a higher plaque index, probing depth greater, bleeding on probing and presence of calculus. The obese women also had greater bone loss and trabecular pattern sparse. Well as higher concentrations of salivary leptina.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.