• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-05042013-154547
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Borges Bressane
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Carreira, Daniela Gamba Garib (Presidente)
Abrao, Jorge
Henriques, Jose Fernando Castanha
Título em português
Avaliação longitudinal da reabertura de espaços de extração após o tratamento ortodôntico da má oclusão de Classe I
Palavras-chave em português
Extração dentária
Fechamento de espaço ortodôntico
Má oclusão de Angle Classe I
Recidiva
Resumo em português
Com o objetivo de contribuir com a literatura acerca da prevalência e etiologia da reabertura de espaços de extrações após o tratamento ortodôntico, o presente trabalho se propôs a: verificar a prevalência em casos de má oclusão de Classe I tratados com extrações de quatro primeiros pré-molares; identificar o arco de maior ocorrência; avaliar o comportamento desses espaços no período de 1 e 5 anos póstratamento; verificar a associação com fatores como a quantidade de apinhamento anteroinferior, quantidade de retração dos incisivos inferiores e angulação entre coroas de caninos e segundos pré-molares ao final do tratamento. A amostra deste estudo longitudinal foi composta por documentações ortodônticas de 54 indivíduos tratados na clínica de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru, Universidade de São Paulo. A amostra foi dividida em dois grupos: Grupo 1, composto por casos em que houve a reabertura de espaços de extração no período pós-tratamento; e Grupo 2, composto por casos em que não houve a reabertura de espaços. Os modelos foram digitalizados mediante um scanner 3Shape R700 3D (3Shape A/S,Copenhagen, Dinamarca), e mensurados através do software OrthoAnalyzerTM 3D. A mensuração da quantidade de retração dos incisivos inferiores durante o tratamento foi realizada através das telerradiografias inicias e finais, utilizando o programa Dolphin®Imaging 11.5 (Chatsworth, CA, EUA). As alterações interfases dos espaços foram avaliadas por meio do teste de Friedman e o teste de McNemar. O teste t independente foi utilizado para a comparação intergrupos. Todos os testes estatísticos utilizaram o nível de significância de p<0,05. Os resultados mostraram que 33,33% da amostra apresentou reabertura de espaços de extração, com prevalência maior no arco superior. Houve tendência de fechamento dos espaços no período de 5 anos pós-tratamento. O grupo com reabertura apresentou menor apinhamento inicial e maior quantidade de retração dos incisivos inferiores durante o tratamento. Não houve diferença entre os grupos quanto à angulação final de caninos e segundos pré-molares.
Título em inglês
Long term evaluation of extraction space reopening in Class I malocclusion
Palavras-chave em inglês
Class I malocclusion
Dental extraction
Orthodontic space closure
Relapse
Resumo em inglês
In order to contribute with orthodontic literature upon extraction space reopening prevalence and etiology, this studys aim is: to verify the prevalence of extraction space reopening after orthodontic treatment of Class I malocclusion with four first premolar extractions; to identify the arch with higher occurrence; to evaluate the space changes in 1 and 5 years after treatment; to seek for associations with other clinical aspects such as initial mandibular crowding, amount of mandibular incisors retraction during treatment and angulation between canines and second premolars crowns. The sample of this long-term study comprised orthodontic records of 54 patients, who were treated in the clinic of Orthodontics of Bauru Dental School University of Sao Paulo. This sample was divided into two groups: Group 1, consisted of at least one extraction space reopening and group 2, without space reopening. The casts were digitalized by a 3D 3Shape R700 scanner (3Shape A/S,Copenhagen, Denmark) and measured on OrthoAnalyzerTM 3D software. Initial and final cephalometric radiographs were analyzed using Dolphin®Imaging 11.5 (Chatsworth, CA, USA) to measure the amount of mandibular incisors retraction during treatment. Quantitative changes of extraction sites over time were compared by Friedmans test and qualitative changes by McNemars test. T tests were used to compare the groups. The significance level for all statistics tests was p <0.05. Results showed that 33.33% of the complete sample demonstrated space reopening in the posttreatment period, with higher prevalence in the maxillary arch. The amount and frequency of the spaces tended to decrease 5 years after the end of treatment. Patients with space reopening had less initial anterior crowding and an increased amount of mandibular incisor retraction during treatment. Final neighboring tooth angulations were similar in both groups.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.