• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2011.tde-27092011-150236
Documento
Autor
Nome completo
Cibele Carmello Santos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2011
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Andréa Cintra (Presidente)
Feniman, Mariza Ribeiro
Saes, Sandra de Oliveira
Título em português
Estudo da saúde auditiva em adultos jovens da área odontológica
Palavras-chave em português
Audiometria
Cirurgião-dentista
Odontologia
Perda auditiva
Ruído
Resumo em português
Introdução: Profissionais da área odontológica lidam diariamente com instrumentos que emitem ruído, o que pode vir a causar alterações auditivas e efeitos negativos na comunicação e na qualidade de vida desses profissionais. Considerando o fato de que tais ruídos não podem ser eliminados, é importante que a conscientização dos futuros profissionais da odontologia seja iniciada ainda no início do curso universitário, mencionando os riscos a que estarão sendo expostos para que possam controlá-los com prevenção e tratamento, bem como obter informações consistentes a respeito do comportamento dos limiares auditivos dos cirurgiões-dentistas. Objetivo: Investigar o conhecimento de alunos do curso de graduação em Odontologia sobre saúde auditiva e caracterizar o perfil audiológico e os hábitos auditivos dos participantes da pesquisa. Metodologia: Após a aprovação do Comitê de Ética sob o processo número 045/2009, o projeto foi realizado em duas etapas. A primeira constituiu-se da aplicação de questionários aos 367 alunos dos cursos de graduação em Odontologia da Faculdade de Odontologia de Bauru FOB/USP e USC e da Faculdade de Odontologia de São Paulo FO/USP. Na segunda etapa, 25 alunos do primeiro e quarto anos de graduação das faculdades de Bauru foram convidados a realizar as seguintes avaliações: audiológica convencional, logoaudiometria, imitanciometria e a avaliação complementar (audiometria de altas frequências e emissões otoacústicas transientes e por produto de distorção). Resultados: Na primeira etapa, verificou-se que os alunos desconhecem o risco que o ambiente ocupacional e de lazer proporcionam à saúde auditiva e, desse modo, verificou-se que se faz necessária a conscientização sobre a exposição do ruído e suas consequências a fim de criar um programa de promoção e prevenção principalmente na saúde ocupacional dessa população, considerando que essa problemática interfere na qualidade de vida dos que atuam na profissão odontológica. Na segunda etapa completaram as provas 25 participantes (X= 23 anos). Apesar dos limiares se encontrarem de acordo com a normalidade para a OMS (Organização Mundial de Saúde) e também para a Portaria nº 19 do Ministério do Trabalho, houve uma entalhe na frequência de 6 kHz e 12,5 kHz em ambas as orelhas na audiometria convencional e audiometria tonal de altas frequências. A média mínima encontrada na orelha direita foi de 4,6 dB em 14 kHz e para a orelha esquerda foi de 4 dB em 1 kHz e a média máxima para a orelha direita foi de 12,4 dB em 6 kHz e para a orelha esquerda foi de 14 dB em 6 kHz. Para a logoaudiometria e imitanciometria, 100% dos participantes apresentaram exame de forma compatível com a audiometria convencional. No registro das EOE, pôde-se verificar que quanto maior o limiar de audibilidade nas frequências estudadas mais se evidencia a ausência das EOE-t e EOE-DP para ambas as orelhas, exceto na comparação do limiar de audibilidade em 1 kHz nas EOE-t, provavelmente devido à contaminação pelo ruído de fundo durante o registro das mesmas e na frequência de 3 kHz nas EOE-DP. Conclusão: Os questionários aplicados se mostraram eficientes atingindo o objetivo proposto. Quanto à caracterização do perfil audiológico foi possível concluir que o exame de emissões otoacústicas tanto transientes quanto por produto de distorção se mostraram mais eficientes como um exame complementar para identificar precocemente as alterações auditivas nessa população.
Título em inglês
Hearing health at the dentistry young adults: knowledge and audiological profile
Palavras-chave em inglês
Audiometry
Dentist
Hearing loss
Noise
Odontology
Resumo em inglês
Introduction: Professionals of the dental area handle daily with noisy instruments, what may come to cause audibly alterations and negative effects at the communication and life quality of these professionals. Considering the fact that such noise can not be eliminated, it is important that the awareness of future dental professionals is initiated early on in the university, mentioning the risks to which they are being exposed so that they can control them with prevention and treatment, as well as acquire consistent information about the behavior of the auditory thresholds of surgeon dentists. Objective: To investigate the knowledge about hearing health of students of graduation in odontology, characterize the audiological profile and listening habits of the research participants. Methodology: After approval by the Ethics Committee under case number 045/2009, the project was conducted in two stages. The first consisted of questionnaires to 367 students of undergraduate courses in Odontology from the Faculty of Odontology of Bauru FOB/USP and USC and from Faculty of Odontology of São Paulo FO/USP. In the second stage, 25 students from first and fourth years of undergraduate faculties of Bauru were invited to conduct the following assessments: audiometry, speech audiometry, impedance tests and additional assessment (high frequency audiometry and otoacoustic emissions and distortion product). Results: In the first stage, it was observed that students are unaware of the risk the workplace and the leisure environment provide the hearing health and, thereby, it was verified that awareness is needed about noise exposure and its consequences, in order to create a program of promotion and prevention, especially in occupational health in this population, considering that this problem affects the quality of life of those who work in the dental profession. In the second phase 25 participants completed the tests (X = 23 years). Although the thresholds meet according to normality by the WHO (World Health Organization) and also to Ordinance No. 19 of Ministry of Labor, there was a notch in the frequency of 6 kHz and 12,5 kHz in both ears in conventional audiometry and high frequency audiometry. The average minimum found in the right ear was 4.6 dB at 14 kHz to the left ear was 4 dB at 1 kHz and the average maximum for the right ear was 12.4 dB at 6 kHz and to the left ear was 14 dB at 6 kHz. For speech audiometry and immittance, 100% of the participants presented examination consistent with conventional audiometry. In the record of EOE, it was found that the higher the threshold of audibility frequencies studied, the more evident is the lack of EOE-t and EOE-DP for both ears, except when comparing the hearing threshold at 1 kHz in the EOE-t, probably due to contamination by background noise during the registration thereof and in the frequency of 3 kHz in the EOE-DP. Conclusion: The questionnaires applied proved to be efficient, reaching the objective. As for the characterization of the audiological profile, it was concluded that, the test of both transient otoacoustic emissions and distortion product, proved more efficient as a complementary test for early detection of hearing alterations in this population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CibeleCarmelloSantos.pdf (869.89 Kbytes)
Data de Publicação
2011-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.