• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2013.tde-23042014-094417
Documento
Autor
Nome completo
Camila Mayumi Abe
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2013
Orientador
Banca examinadora
Herrera, Simone Aparecida Lopes (Presidente)
Almeida, Maria Amelia
Maximino, Luciana Paula
Título em português
Elaboração de um checklist de habilidades comunicativas verbais para levantamento do perfil pragmático infantil em Fonoaudiologia
Palavras-chave em português
Checklist
Desenvolvimento da linguagem
Fonoaudiologia
Testes de Linguagem
Resumo em português
Uma parte dos estudos sobre pragmática se debruça sobre o uso das habilidades comunicativas, que se referem à capacidade do indivíduo em participar de uma díade, tendo como objetivo o intercâmbio comunicativo. As habilidades comunicativas permitem o uso da linguagem para diferentes objetivos e funções, de pistas contextuais para determinar o que se diz e a interação entre pessoas para iniciar, manter ou terminar conversações. Na literatura nacional, ainda não há um protocolo de avaliação de habilidades pragmáticas validado e os materiais disponíveis exigem um tempo de análise extenso. Com este foco, o trabalho aqui apresentado teve como objetivo a elaboração de um checklist para caracterizar o perfil pragmático de crianças, a fim de proporcionar uma redução no tempo de análise para pesquisadores e clínicos. Foram selecionadas 30 crianças de 3 a 8 anos divididas em dois grupos, pareados por idade e gênero, sendo um grupo de 15 crianças com alteração de linguagem (G1) e um grupo de 15 crianças com desenvolvimento típico de linguagem (G2). Crianças do G2 foram avaliadas com um teste de triagem por um fonoaudiólogo. As crianças com alteração de linguagem foram selecionadas a partir da lista de espera na Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP), não tendo recebido qualquer intervenção fonoaudiológica. O projeto foi submetido ao Comitê de Ética da FOB-USP e aprovado sob o protocolo no 025148/2012. Para o checklist, foi realizada a adaptação do Protocolo de Habilidades Comunicativas Verbais. Para verificar a melhor maneira de realizar a marcação e a permeabilidade da análise proposta, foi realizado um estudo piloto em que três fonoaudiólogas analisaram separadamente as gravações de duas crianças em interação com um adulto. As sugestões foram estudadas e as alterações pertinentes foram realizadas antes da análise de dados. Na coleta de dados, foram realizados registros em DVD de 30 minutos de interação espontânea entre a criança e seu responsável. Para garantir a confiabilidade dos dados, a avaliação foi realizada com dois observadores independentes que deveriam preencher cada checklist, anotando se essas habilidades eram observadas (se sim, adequada ou inadequadamente) ou não observadas na amostra. Todos os registros foram considerados confiáveis e puderam ser analisados estatisticamente. Por meio da análise estatística verificou-se que os resultados foram significativos nas categorias de habilidades dialógicas e narrativo-discursivas, indicando que o checklist foi permeável ao encontrar mudanças nas habilidades pragmáticas das crianças do G1, em comparação com as crianças do G2. Mesmo nas habilidades não significantes, foram observadas diferenças entre os perfis. Este trabalho trouxe a contribuição de criar um material de fácil manuseio e aplicabilidade, capaz de verificar quantitativamente o uso das habilidades comunicativas verbais por crianças. O checklist foi sensível em verificar a assimetria entre os diferentes grupos. Sugere-se, como continuidade do estudo, a aplicação do checklist em diferentes populações.
Título em inglês
Elaboration of a checklist of verbal communicative skills to survey the pragmatic profile child in Speech Language Pathology
Palavras-chave em inglês
Checklist
Language development
Language tests
Speech-Language Pathology
Resumo em inglês
Some studies on pragmatics focus on the use of communication skills, which refer to the individual's ability to participate in a dyad, aiming communicative exchange. Communication skills enable the use of language for different purposes and functions, from contextual cues to determine what is said, to interaction among people to start, maintain or end conversations. In the literature there is still no national evaluation protocol of pragmatic skills validated and the materials available require long analysis. Focusing on this, the work presented here had aimed the preparation of a checklist to characterize the pragmatic profile of children in order to provide a reduction in analysis time for researchers and clinicians. Were selected two groups of 15 children 3-8 years old, matched by age and gender, with a group of children with language disorders (G1) and a group of children with typical language development (G2). G2 children were evaluated with a screening test by a speech hearing pathologist. Children with language disorders were selected from the waiting list of the Clinic of Speech Pathology, Faculty of Dentistry of Bauru (FOB-USP), having received no phonoaudiological intervention. The project was submitted to the Ethics Committee of the FOB-USP and approved under protocol No. 025148/2012. For the checklist, was performed the adaptation of the Verbal Communication Skills Protocol. To determine the best way to perform marking and the permeability of proposed analysis, was conducted a pilot study in which three speech hearing therapists analyzed separately the recordings of two children in interaction with an adult. The suggestions were examined and relevant amendments were made before the data analysis. During the data collection the researchers recorded 30-minute DVD of spontaneous interaction between the child and the guardian. To ensure the data reliability, the evaluation was performed with two independent observers who should fill each checklist by checking whether these skills were observed (if yes, adequately or inadequately) or not observed in the sample. All records were considered reliable and could be analyzed statistically. The collected data were statistically analyzed and it was found that the results were significant in the categories of dialogic and narrative-discursive skills, showing that the checklist was permeable to find changes of pragmatic skills of children in G1 compared to G2 children. Even in skills not statistically significant, differences were observed in the profile. The present study brought the contribution of create a material easy to handle and apply, capable of quantitatively determine the use of verbal communicative skills of children. The checklist was sensitive to verify the asymmetry between the different groups. As a continuation of the study it is suggested the application of the checklist in different populations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CamilaMayumiAbe.pdf (2.18 Mbytes)
Data de Publicação
2014-04-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.