• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2015.tde-19062015-151919
Documento
Autor
Nome completo
Nathane Sanches Marques Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Crenitte, Patricia Abreu Pinheiro (Presidente)
Costa, Aline Roberta Aceituno da
Fóz, Flávia Ferreira de Sá e Benevides
Título em português
Elaboração e aplicação de um programa de intervenção de decodificação fonológica em crianças com risco para dificuldade de leitura
Palavras-chave em português
Criança
Intervenção precoce
Leitura
Pré-escolar
Transtornos de aprendizagem
Resumo em português
A linguagem oral e as habilidades do processamento fonológico, consciência fonológica, memória fonológica e acesso rápido ao léxico, são pré-requisitos para a aquisição da linguagem escrita. Dessa forma, crianças com dificuldades na aquisição e desenvolvimento da linguagem oral e/ou dificuldades em uma ou mais habilidades do processamento fonológico, podem ser consideradas como de risco para dificuldades de leitura, mesmo esta criança estando, ainda, na idade pré-escolar. O objetivo deste estudo foi o de elaborar, aplicar e analisar um programa de intervenção de decodificação fonológica para crianças com risco para dificuldade de leitura. Participaram desse estudo 30 crianças de ambos os sexos, com idades de seis anos a sete anos e 11 meses. Trata-se de uma pesquisa experimental, na qual o grupo estudado de crianças com risco para dificuldade de leitura (formado por 10 crianças), foi submetido ao programa de intervenção de decodificação fonológica, para a comparação com o grupo controle de crianças com risco para dificuldade de leitura (formado por 10 crianças) e com o grupo controle de crianças sem risco para dificuldade de leitura (formado por 10 crianças), não submetidos ao programa de intervenção. O programa foi elaborado a partir da proposta de intervenção utilizada por Rivers, Lombardino e Thompson e por Rivers e Lombardino, o programa contém 24 sessões, sendo que as 12 primeiras sessões são realizadas em grupos de 2 a 3 crianças e as demais individualmente, as sessões apresentaram duração de 50 minutos e foram realizadas duas vezes por semana. Foram desenvolvidas habilidades como: nomeação e produção do som das letras na forma maiúscula e minúscula; consciência fonológica no nível de consciência de palavras e sílabas, e no nível de consciência fonêmica; leitura com objetivo de compreensão de pequenos livros; leitura de palavras monossilábicas de estrutura silábica do tipo consoante-vogal-consoante. Os resultados revelaram que as crianças com risco para dificuldade de leitura, submetidas ao programa de intervenção de decodificação fonológica, demonstraram melhora na avaliação após intervenção estatisticamente significativa para o desempenho das habilidades de: nomeação de letras; relação grafema-fonema; consciência fonológica; memória de trabalho fonológica para não palavras; memória de trabalho fonológica para dígitos na ordem direta; escrita do alfabeto em sequência; escrita sob ditado de palavras e pseudopalavras; leitura de palavras e pseudopalavras. Portanto, o Programa de Intervenção de Decodificação Fonológica mostrou ser um instrumento benéfico para a intervenção de crianças com risco para dificuldade de leitura, visto que aprimorou as habilidades estimuladas (nomeação de letras, associação letra-som/grafema-fonemas, consciência fonológica e leitura de palavras e pseudopalavras), e, também, aprimorou as habilidades de memória de trabalho fonológica e de escrita de palavras e pseudopalavras, que não foram diretamente estimuladas pelo programa.
Título em inglês
Elaboration and application of a phonological decoding intervention program in children at risk for reading difficulties
Palavras-chave em inglês
Child
Early intervention
Learning disorders
Preschool
Reading
Resumo em inglês
The oral language and phonological processing skills, phonological awareness, phonological memory and fast access to the lexicon, are prerequisites for the acquisition of written language. Thus, children with difficulties in the acquisition and development of oral language and/or difficulties in one or more of phonological processing skills may be considered at risk for reading difficulties, the same child is standing still in preschool. The purpose of this study was to elaborate, apply and analyze a program of phonological decoding in children at risk for reading difficulties. Participated in this study were 30 children of both genders, with aged six and seven years and 11 months. This is an experimental study in which the studied group of children at risk for reading difficulties (formed by 10 children) underwent the phonological decoding intervention program, for comparison with the control group of children at risk for reading difficulty (formed by 10 children) and the control group of children without risk for reading difficulties (formed by 10 children), not submitted to the intervention program. The program was elaborated from the intervention proposal used by Rivers, Lombardino and Thompson and Rivers and Lombardino, the program contains 24 sessions, wherein the first 12 sessions were performed in groups of 2 to 3 children and other sessions were conducted individually, the sessions had 50 minutes and were held twice a week. Skills have been developed such as: naming and production of the sounds of the letters in uppercase and lowercase form; phonological awareness at the level of consciousness of words and syllables, and the level of phonemic awareness; reading with the aim of understanding of small books; read monosyllabic words syllable structure type consonant-vowel-consonant. The results revealed that children at risk for reading difficulty, submitted to phonological decoding intervention program showed improvement in the evaluation after intervention statistically significant for the performance of skills: naming letters; grapheme-phoneme relationship; phonological awareness; phonological memory to not words; phonological memory for digits in the forward; writing the alphabet in sequence; written under dictation of words and pseudowords; reading words and pseudowords. Therefore, the phonological decoding intervention program showed to be a beneficial tool for intervention of children at risk for reading difficulty, since was increased of the skills stimulated (naming letters, letter-sound association / grapheme-phoneme, phonological awareness and reading words and pseudowords), and also increased the working memory phonological and writing words and pseudo skills that were not stimulated directly by the program.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.