• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.25.2018.tde-13072018-143237
Documento
Autor
Nombre completo
Mariana Inri de Carvalho
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2018
Director
Tribunal
Lauris, José Roberto Pereira (Presidente)
Guedes, Renata Lígia Vieira
Lamônica, Vânia Cristina
Santos, Paulo Sergio da Silva
Título en portugués
Deglutição, estado nutricional e fluxo salivar em indivíduos após tratamento do câncer de cabeça e pescoço
Palabras clave en portugués
Câncer de cabeça e pescoço
Deglutição
Estado nutricional
Xerostomia
Resumen en portugués
O tratamento do câncer de cabeça e pescoço acarreta consequências ao sistema estomatognático, à alimentação e à condição nutricional, porém pouco se sabe sobre a evolução dos pacientes em relação a tais aspectos após o término do tratamento antineoplásico. O presente estudo teve como objetivo verificar a relação entre a função de deglutição, o estado nutricional e o fluxo salivar em indivíduos após o tratamento do câncer de cabeça e pescoço. Foram incluídos no estudo 17 pacientes (14 homens e 03 mulheres) com média de 53 anos. A deglutição foi avaliada por meio dos exames de videofluoroscopia e eletromiografia de superfície (EMGs) dos músculos masseteres, orbicular da boca e supra-hioideos, o estado nutricional através da antropometria (IMC, CMB e %GC), a avaliação dietética com o recordatório alimentar de 24 horas e o fluxo salivar foi avaliado com estímulo mecânico. A análise dos exames demonstrou que 66,7% dos pacientes apresentaram deglutição com limitações funcionais, na escala de resíduos 58,3%, 66,7% e 58,3% com média de uma linha bário na estrutura para as consistências pudim, mel e liquida, respectivamente, enquanto a penetração laríngea esteve presente para 8,3% durante a deglutição de líquido. Na EMGs o tempo de atividade muscular durante a deglutição de pudim foi acima dos valores de normalidade, os valores da amplitude da atividade elétrica foram muito semelhantes para os músculos estudados, o que não é esperado em indivíduos sem alterações funcionais na deglutição. A avaliação antropométrica indicou que 41,2% estavam em eutrofia, segundo o IMC. As avaliações do tecido muscular e adiposo indicaram eutrofia em 52,9% e 41,2%, respectivamente. Na avaliação dietética foi verificado que 64,7% tinham seu consumo de energia acima do ideal, mas com ingestão de carboidratos, proteínas e lipídeos dentro da normalidade, sendo que 53,4% dos pacientes consumiam micronutrientes abaixo de suas necessidades. O exame de Fluxo Salivar com estímulo mecânico mostrou que 82,3% estavam com produção de saliva muito abaixo do adequado. Houve correlação significante entre a reserva de tecido muscular e o tempo da atividade muscular durante a deglutição, bem como entre o consumo de Sódio e Cálcio com a amplitude da atividade elétrica muscular para os músculos masseteres e orbicular da boca, nas consistências líquida e mel, respectivamente. Não foi encontrada correlação entre os dados das avaliações de deglutição e do fluxo salivar. Portanto, para os participantes da presente pesquisa foi verificada relação entre a deglutição e o estado nutricional, mostrando que a ingestão adequada de proteínas e dos micronutrientes sódio e cálcio influencia a atividade muscular durante a deglutição nos sobreviventes do câncer de cabeça e pescoço.
Título en inglés
Deglutition, nutritional status and salivary flow in patients after treatment for head and neck cancer
Palabras clave en inglés
Deglutition
Head and neck cancer
Nutritional Status
Xerostomia
Resumen en inglés
The treatment of head and neck cancer leads to consequences in the stomatognatic system, nourishment and nutritional condition. However, little is known concerning these factors in relation to the evolution of patients after the antineoplastic treatment is finished. The current study aimed to verify the connection among deglutition function, nutritional status and salivary flow in patients after treatment for head and neck cancer. The study has included 17 patients (14 men and 03 women), 53 years old average. The deglutition was evaluated through videofluoroscopy tests and surface electromyography on masseter muscles, orbicularis of the mouth and supra hyoids. The nutritional status was assessed through anthropometry (ICM, CMB and %GC) and diet evaluation by using a 24-hour food inventory, and the salivary flow was evaluated through mechanical stimuli. The analyses indicated that 66.7% of patients presented deglutition with functional limitations, with a waste scale of 58.3%, 66.7% and 58.3% with average of barium line in the structure to pudding, honey and liquid consistency, respectively, while laryngeal penetration reached 8.3% during liquid deglutition. For the surface electromyography, during flan deglutition, the time of muscle activity was above normal values. The values obtained from the electrical activity ampleness were similar to the studied muscles, which is not prospective in patients who do not have functional changes in deglutition. The anthropometric evaluation showed 41.2% of patients had eutrophy, according to ICM. The evaluation of muscle and adipose tissue showed eutrophy in 52.9% and 41.2%, respectively. The diet evaluation indicated that 64.7% had their energy consumption above the levels considered ideal, however, carbohydrates, proteins and lipids ingestion were normal, considering that 53.4% of patients ingested fewer micronutrients than necessary. The salivary flow test using mechanical stimulus showed that 82.3% had saliva production far below adequate. There was a significant correlation between muscle tissue reserve and time of muscle activity during deglutition, as well as Sodium and Calcium consumption with amplitude of muscular electrical activity for masseter muscles and orbicularis of the mouth, for liquid and honey consistency, respectively. No correlation between data of deglutition evaluations and salivary flow was found. Therefore, the relation between deglutition and nutritional status was established in the study, pointing that the adequate ingestion of proteins, sodium and calcium micronutrients affects muscle activities during deglutition in patients who survived head and neck cancer.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-07-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.