• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2012.tde-04042013-152443
Documento
Autor
Nome completo
Iana da Costa Pires
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2012
Orientador
Banca examinadora
Brasolotto, Alcione Ghedini (Presidente)
Fabron, Eliana Maria Gradim
Silverio, Kelly Cristina Alves
Título em português
Protocolo de análise da voz, da expressividade e dos hábitos de professores por meio de registros audiovisuais
Palavras-chave em português
Avaliação
Professor
Voz
Resumo em português
A compreensão sobre o uso da voz pelo professor no ambiente e no contexto profissional deve ser considerada em ações sobre saúde vocal. Assim, o objetivo do presente estudo foi construir e analisar um protocolo de avaliação da voz e da expressividade de professores por meio de registros audiovisuais, que contemplem os aspectos da realidade desse profissional in loco e verificar se esses aspectos se relacionam ao gênero, ao tempo de docência e à carga horária semanal dos professores. Foram realizadas filmagens de 17 docentes em situação de aula durante 15 minutos. O Protocolo foi elaborado e desenvolvido com base na literatura e a parte I foi constituída por 10 parâmetros vocais, além de quatro parâmetros relacionados à expressão vocal e à expressão corporal. O desvio do padrão optimal de cada parâmetro foi registrado por três juízes em escala analógica visual de 100 mm e houve concordância satisfatória para a maioria dos atributos analisados. Os parâmetros vocais com valores médios de desvio mais acentuados foram grau global de desvio vocal (16,86 mm), tensão (13,37 mm) e entonação (13,31 mm). Dentre os parâmetros de expressividade, a expressividade geral foi considerada mais desviada pelos juízes (23,06 mm). Foram realizadas comparações dos resultados entre subgrupos de professores por meio do teste t e correlações por meio do teste Pearson. Não foi observada diferença entre homens e mulheres quanto aos parâmetros de voz, fala e expressividade avaliados. O grupo com mais de 20 anos de docência apresentou mais desvio do que o grupo com menos de 20 anos de profissão quanto aos parâmetros articulação de fala, tensão na região da cintura escapular, gesticulação e expressividade geral. Os professores com até 30 horas semanais apresentaram maior grau de desvio para os parâmetros entonação, gesticulação e contato visual do que os com mais de 30 horas. Houve correlação positiva entre o tempo de docência e articulação de fala, tensão na região da cintura escapular, gesticulação, contato visual e expressividade geral. A parte II do Protocolo foi constituída de uma lista de comportamentos do professor em sala de aula, os quais foram analisados por uma avaliadora e apresentados descritivamente. Durante o tempo de filmagem, o comportamento vocal que ocorreu com maior frequência foi o abuso vocal (de 0 a 24 vezes e média de 4,12) e os comportamentos relacionados ao ruído apresentados pelo maior número de professores foi o atender aos alunos que se manifestam oralmente (12) e competir com o ruído dos alunos presentes na aula (10). Os professores permaneceram a maior parte do tempo falando em pé (7,41 minutos) e andando (5,97 minutos). A construção e análise do protocolo permitiu concluir que os parâmetros de voz, fala e expressividade não se diferem entre homens e mulheres, mas sim quanto ao tempo de docência e carga horária semanal e que o Protocolo auxilia a salientar quais os parâmetros são mais importantes em termos de impacto no professor avaliado e, dessa forma, também a direcionar mais detalhadamente o processo de intervenção clínica pelo fonoaudiólogo.
Título em inglês
Protocol of voice assessment and teachers habits and expressiveness by means of audiovisual records
Palavras-chave em inglês
Assessment
Teacher
Voice
Resumo em inglês
Protocol of voice assessment and teachers habits and expressiveness by means of audiovisual records The comprehension on how the teacher uses the voice in their professional environment and context must be considered when leading actions towards vocal health. In this manner, the present study is aimed at structuring and analyzing a protocol of voice assessment and teachers expressiveness by means of audiovisual records which register actual life aspects of this professional in loco, as well as verifying whether they relate to gender, time of teaching activities, and weekly work load. 17 teachers were filmed for 15 minutes during their classes. The protocol was elaborated and developed based on literature, and Part I was constituted by ten vocal parameters, besides four parameters related to vocal and body expressions. The optimal pattern degree of each parameter was registered by three judges in visual analogical scale of 100mm, and there was satisfactory matching for most attributes analyzed. Vocal parameters presenting average values of larger degrees were global degree of vocal disorder (16.86 mm), tension (13.37 mm), and intonation (13.31 mm). Among expressiveness parameters, general expressiveness was considered by the judges the less deviated (23.06mm). Comparisons of results among sub-groups of teachers were made using the t test and co-relations by means of the Pearson test. It was not observed differences between men and women in what concerns voice, speech and expressiveness parameters evaluated. The group with more than 20 years of teaching career presented a stronger disorder than the group with less than 20 years of teaching in what concerns parameters of speech articulation, tension in the shoulder girdle muscles gesticulation, and general expressiveness. Teachers which worked more than 30 hours a week presented stronger degree of disorder in the parameters of intonation, gesticulation, and eye contact. There was positive co-relation between years of teaching career and speech articulation, tension in the shoulder girdle muscles, gesticulation, eye contact and general expressiveness. Part II of the protocol was constituted by a list of types of behavior that teachers presents during their classes, analyzed by an evaluator and descriptively exhibited. Throughout the filming phase, the vocal behavior more frequently noticed was vocal abuse (from 0 to 24 times, and average of 4.12) and types of behavior related to the noise presented by most teachers was answering to students which manifest themselves vocally (12) and compete with the noise made by students in class (10). For most part of the time, teachers were standing up (7.41 minutes) and walking around the classroom (5.97 minutes). The structure and analysis of the protocol enabled to infer that the parameters of voice, speech, and expressiveness do not differ among men and women, but from time of teaching career and weekly work load, and also that the protocol helps to highlight which parameters are paramount in terms of impact upon the evaluated teacher and, therefore, it also thoroughly directs the process of clinical intervention made by the speech-language pathologist.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.