• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2012.tde-01112012-213819
Documento
Autor
Nome completo
Gianne Cerqueira Leite Rodrigues Morais
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2012
Orientador
Banca examinadora
Lauris, José Roberto Pereira (Presidente)
Bachega, Maria Irene
Brasolotto, Alcione Ghedini
Título em português
Prevalência de tabagismo e seu impacto na voz da população do campus de Bauru da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Prevalência
Tabagismo
Universidades.
Voz
Resumo em português
O combate à epidemia do tabagismo é prioridade estabelecida pela Organização Mundial de Saúde. Objetivou-se estabelecer a prevalência do tabagismo e seu efeito na voz dos servidores e alunos do campus de Bauru da Universidade de São Paulo. Através da aplicação de um questionário autoexplicativo foram avaliadas as características sociodemográficas, saúde geral, voz, e comportamento em relação ao tabagismo. Avaliou-se a prevalência do hábito, o grau de dependência à nicotina (Teste de Fagerstrom) e a motivação para interrupção do hábito (Teste de Richmond). Os resultados foram analisados no programa Statistica for Windows versão 5.1. Foram aplicados os testes qui-quadrado e correlação de Spearman entre grupos, com nível de significância de 5%. O índice de resposta obtido foi de 62,8%, ou seja, 628 respondentes. A maioria dos entrevistados era do sexo feminino (74,5%), com idade entre 18 e 29 anos (46,2%) e com grau de instrução até o ensino médio (57,8%). Com relação ao hábito de fumar 10,5% eram fumantes e 10,5% ex-fumantes. O percentual de alunos fumantes (4,1%) foi significativamente menor comparado aos valores observados para funcionários (p<0,001). A prevalência de fumantes foi significativamente maior entre os entrevistados do sexo masculino (p=0,003), com menor nível de instrução (p<0,001) e na faixa etária com mais de 50 anos (p<0,001). Houve correlação estatisticamente significante entre o grau de dependência à nicotina e o nível de instrução (p< 0,001). No entanto, a motivação para interromper o hábito não mostrou correlação com o nível de instrução (p=0,344). Os fumantes apresentaram sintomas e sensações vocais e laringofaríngeas com frequência significativamente maior do que os não fumantes, incluindo: tosse seca (p<0,001) e com catarro (p<0,001), pigarro (p<0,001), secreção na garganta (p=0,006), garganta seca (p=0,010), rouquidão (p=0,001) e voz grossa (p<0,001). O percentual de satisfação com a própria voz foi 93% em ambos os grupos. Com relação aos cuidados com a voz, 54,3% da amostra havia recebido orientações prévias sobre o assunto. Os dados disponibilizados demonstram a necessidade de estratégias locais adequadas para prevenção e cessação do tabagismo no campus de Bauru.
Título em inglês
Prevalence of smoking and the impact on the voice of the population of the Bauru School of Dentistry campus, University of Sao Paulo
Palavras-chave em inglês
Prevalence
Smoking
Tobacco
Universities
Voice
Resumo em inglês
The fight against the smoking epidemic is a priority established by the World Health Organization. This study analyzed the prevalence of smoking and its effect on the voice of professors, employees and students at the Bauru campus of University of São Paulo. A self-explaining questionnaire was applied to evaluate the sociodemographic characteristics, general health, voice and behavior in relation to smoking. The study evaluated the prevalence of the habit, degree of smoking dependence (Fagerstrom test) and motivation to interrupt the habit (Richmond test). The results were analyzed on the software Statistica for Windows version 5.1. The chi-square and the Spearmen correlation tests were applied between groups, at a significance level of 5%. The response rate was 62.8%, i.e. 628 participants. Most interviewees were females (74.5%), aged 18 to 29 years (46.2%) and with educational level up to high school (57.8%). Concerning the smoking habit, 10.5% were smokers and 10.5% were ex-smokers. The percentage of smoker students (4.1%) was significantly lower compared to the values observed among employees (p<0.001). The prevalence of smokers was significantly higher among male interviewees (p=0.003), with lower educational level (p<0.001) and in the age range older than 50 years (p<0.001). There was statistically significant correlation between smoking dependence and the educational level (p<0.001). However, the motivation to interrupt the habit did not show correlation with educational level (p=0.344). The smokers exhibited vocal symptoms and throat sensations with significantly higher frequency than non-smokers, including dry cough (p<0.001) with catarrh (p<0.001), hem (p<0.001), throat secretion (p=0.006), dry throat (p=0.010), hoarseness (p=0.001) and harsh voice (p<0.001). The percentage of satisfaction with the own voice was 93% for both groups. Concerning the care with the voice, 54.3% of the sample had received previous information on the subject. These data demonstrate the need of adequate local strategies for prevention and interruption of smoking at the Bauru campus.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.