• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2003.tde-16032005-091317
Documento
Autor
Nome completo
Maria Heloísa Corrêa Rodrigues
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2003
Orientador
Banca examinadora
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo (Presidente)
Delbem, Alberto Carlos Botazzo
Granjeiro, Jose Mauro
Título em português
"Unha como biomarcador de exposição subcrônica ao flúor a partir do dentifrício fluoretado em crianças de 2 - 3 anos"
Palavras-chave em português
biomarcadores
crianças
dentifrício fluorado
flúor
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar o uso das unhas das mãos e dos pés como biomarcadores de exposição subcrônica ao flúor (F) a partir do dentifrício fluoretado em crianças de 2-3 anos de idade. Dez crianças utilizaram dentifrício placebo (sem F) durante 28 dias, dentifrício fluoretado (Sorriso,1570 ppm) por mais 28 dias e dentifrício placebo por mais 28 dias, quando retornaram ao seu dentifrício usual. A escovação foi realizada 3 vezes/dia com uma quantidade de dentifrício do tamanho de uma ervilha. As unhas foram cortadas a cada duas semanas, durante o período experimental e por mais 22 semanas. A concentração de F das unhas foi analisada com o eletrodo íon específico (Orion 9409) após difusão facilitada por HMDS. Os dados foram analisados por análise de variância a dois critérios e teste de Tukey (p<0,05). Não houve diferença estatisticamente significante entre a concentração de F nas unhas das mãos e dos pés. As médias nas concentrações de F (±DP) nas 4 primeiras semanas e nas últimas 6 semanas foram 2,709 (±0,971) e 2,698 (±1,167) mg/g, nas unhas das mãos e dos pés, respectivamente. O pico na concentração de F ocorreu na 112 dias depois do início do uso do dentifrício fluoretado e foi 10,051 (±3,328) e 9,186 (±3,862) mg/g para unhas das mãos e dos pés, respectivamente. Isto indicou que o F entra nas unhas através da extremidade de crescimento. Um pequeno, mas significativo na concentração de F nas unhas ocorreu 28 dias após de iniciado o uso de dentifrício fluoretado (7,251±5,682 e 5,612±4,627 mg/g, para unhas das mãos e dos pés, respectivamente). Isto sugere que o F também entra através do leito da unha. Os resultados indicam que as unhas das mãos e dos pés são biomarcadores apropriados de exposição subcrônica ao F a partir do dentifrício fluoretado em crianças jovens.
Resumo em inglês
The purpose of this study was to evaluate the use of fingernails and toenails as biomarkers of exposure to fluoride (F) from fluoridated dentifrice in 2-3 year-old children. Ten 2 -3 year-old children used a placebo dentifrice (without F) for 28 days, fluoride dentifrice (1,570 ppm F as MFP) for the following 28 days, and then placebo dentifrice for additional 28 days, when returned to their usual dentifrices. They were instructed to brush their teeth 3 times a day with a pea-size amount of the specified dentifrice. Fingernails and toenails were clipped every 2 weeks, during the experimental period and for additional 22 weeks. Fingernail and toenail F concentrations were analyzed with the ion specific electrode (Orion 9409) following HMDS-facilitated diffusion. Data were analyzed by 2-way ANOVA and Tukey’s test (p<0.05). Nail F concentrations ranged from 1.258 to 17.417 mg/g. There were not significant differences between fingernails and toenails F concentrations. Mean F concentrations (±SD, n=10) at the 4 first weeks and the 6 last weeks were 2.709±0.971 and 2.696±1.167 µg/g, for fingernails and toenails, respectively. Mean peak F concentrations, which occurred 112 days after starting the use of fluoride dentifrice were 10.051±3.328 and 9.186±3.862 µg/g for fingernails and toenails, respectively. This indicates that F enters nails via the growth end. In addition, smaller, but statistically significant increases in nail F concentrations were seen 28 days after starting the use of the fluoride dentifrice (7.251±5.682 and 5.612±4.627 µg/g, for fingernails and toenails, respectively), which suggests that F also enters through the nail bed. Results indicate that there are no differences between fingernails and toenails F concentrations and that they are suitable biomarkers of exposure to F from fluoride dentifrice in small children.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MariaRodrigues.pdf (1.39 Mbytes)
Data de Publicação
2005-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.