• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2007.tde-15062007-153839
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Accorsi Orosco
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Ivaldo Gomes de (Presidente)
Bramante, Clovis Monteiro
Gomes Filho, Joao Eduardo
Título em português
Análise da capacidade seladora e da adaptação marginal de tampões apicais confeccionados com diferentes materiais, sob a influência de três técnicas de obturação de canais radiculares
Palavras-chave em português
adaptação marginal
capacidade seladora
tampão apical
Resumo em português
Foram analisadas a capacidade seladora e a adaptação marginal de tampões apicais confeccionados com diferentes materiais, sob a influência de três técnicas de obturação de canais radiculares. Foram utilizados cento e vinte dentes permanentes de humanos, unirradiculados e portadores de um canal, superiores ou inferiores, com raízes íntegras e ápices completamente formados. Após a abertura coronária, foi realizado o preparo dos canais radiculares pela técnica coroa-ápice, com brocas de Gates Glidden em ordem numérica decrescente, partindo-se da broca número 5 até a de número 1, sendo que esta sempre ultrapassou o forame apical em 1mm. Após esse procedimento, os canais foram dilatados, ainda, com limas do tipo K, iniciando-se com a de número 50 até a de número 90, padronizando-se, assim, o diâmetro do forame. Durante a instrumentação, todas as limas ultrapassaram o forame apical em 1mm. Após esse procedimento, realizou-se a impermeabilização da superfície externa das raízes, com uma camada de Araldite e duas de esmalte para unhas. Na seqüência, os dentes foram divididos em 4 grupos de 30 espécimes cada, de acordo com os materiais utilizados na confecção dos tampões apicais, com 5mm de espessura: Grupo 1 - pasta L & C, Grupo 2 - cimento MTA-Angelus® cinza, Grupo 3 - cimento CPM® e Grupo 4 - cimento MBPc. A seguir, cada grupo foi dividido em três subgrupos, com 10 dentes cada, de acordo com a técnica obturadora utilizada: condensação lateral, híbrida de Tagger e sistema Ultrafil. Realizadas as obturações, os 10 dentes de cada subgrupo, devidamente identificados, foram imersos em solução corante de Rodamina B a 0,2%, pH 7,0 e levados à estufa a 37oC, onde permaneceram por 48 horas. Após a lavagem dos dentes e a retirada da impermeabilização, os mesmos foram desgastados longitudinalmente, na face mesial ou na distal, utilizando-se discos de carburundum, de modo a expor o tampão apical e a obturação. A análise da infiltração marginal foi feita utilizando-se fotografias digitalizadas, com o auxílio do software Image Tool 3.0. Como medida de infiltração, considerou-se o traço de maior extensão do corante, na interface tampão apical-parede dentinária, desde a porção mais apical do material até a sua porção mais cervical. Para a realização do teste de adaptação marginal às paredes dentinárias dos materiais utilizados como tampão apical, foram utilizados os mesmos dentes submetidos ao teste de infiltração de Rodamina B a 0,2%, com exceção dos dentes do grupo 1 (pasta L & C). Assim, os 90 espécimes dos grupos 2, 3 e 4 foram seccionados transversalmente a 7mm do ápice. Esses segmentos foram metalizados e levados ao microscópio eletrônico de varredura (M.E.V.), obtendo-se fotomicrografias com aumentos de 35X e 150X. Para a análise da adaptação marginal dos cimentos testados, as fotomicrografias com aumento de 35X foram levadas ao software Image Tool 3.0 e a mensuração da desadaptação foi feita de forma linear, medindo-se, em micrometros, a extensão da mesma. Os resultados obtidos, tanto da análise da infiltração como da adaptação marginal, foram tabulados e submetidos aos testes estatísticos de Kruskal- Wallis e de Dunn. Os resultados mostraram que o cimento MBPc apresentou os menores índices de infiltração de Rodamina B a 0,2%, com diferença estatística significante para os demais materiais; o cimento CPM® apresentou os melhores resultados quando avaliada a adaptação às paredes do canal radicular, porém sem significância estatística; as três técnicas obturadoras utilizadas não tiveram influência sobre a capacidade seladora e nem na adaptação dos tampões apicais.
Título em inglês
Analysis of the sealing ability and marginal adaptation of apical plugs fabricated with different materials, under the influence of three root canal filling techniques
Palavras-chave em inglês
apical plug
marginal adaptation
sealing ability
Resumo em inglês
This study evaluated the sealing ability and marginal adaptation of apical plugs fabricated with different materials, under the influence of three root canal filling techniques. The study sample was composed of 120 single-rooted permanent teeth with a single canal, either maxillary or mandibular, with intact roots and completely formed apices. After coronal opening, root canal preparation was performed by the crown-down technique with Gates Glidden burs in decreasing order, from bur #5 to #1; the latter always surpassed the apical foramen in 1mm. After this procedure, the root canals were enlarged with K files #50 to #90, therefore standardizing the foramen diameter. During instrumentation, all files surpassed the apical foramen in 1mm. Afterwards, the external root surfaces were impermeabilized by application of one coat of Araldite and two coats of nail enamel. Following, the teeth were divided into 4 groups with 30 specimens each, according to the materials employed to fabricate the apical plugs, with 5-mm thickness: Group 1 - L & C paste; Group 2 - gray MTA-Angelus -sealer; Group 3 - CPM - sealer; and Group 4 - MBPc sealer. Each group was then divided into three subgroups with 10 teeth each, according to the root canal filling technique adopted: lateral condensation, Tagger hybrid technique, and Ultrafil system. Then, the 10 teeth from each subgroup, properly labeled, were immersed into 0.2% Rhodamine B, pH 7.0 and placed in an oven at 37oC for 48 hours. After rinsing and removal of the impermeable coat, the teeth were longitudinally worn with carborundum discs on the mesial or distal aspect, with a view to expose the apical plug and root canal filling. Analysis of marginal leakage was performed with aid of digitized photographs on the software Image Tool 3.0. Leakage was measured on the most extensive trace of dye leakage at the interface between the apical plug and dentinal wall, from the most apical to the most cervical portions of material. The marginal adaptation of materials employed for fabrication of the apical plug to the dentinal walls was investigated on the same teeth submitted to the 0.2% Rhodamine B leakage test, except for the teeth in Group 1 (L & C paste). For that purpose, the 90 specimens in Groups 2, 3 and 4 were transversely sectioned at 7mm from the apex. These segments were gold-sputtered and analyzed by scanning electron microscopy, with achievement of photomicrographs at 35X and 150X magnifications. For analysis of the marginal adaptation of sealers, the photomicrographs at 35X magnification were analyzed on the software Image Tool 3.0 and the extent of misfit was measured linearly, in micrometers. The results achieved for both leakage and marginal adaptation analyses were tabulated and statistically analyzed by the Kruskal- Wallis and Dunn's tests. The results revealed that the sealer MBPc exhibited the lowest values of leakage of 0.2% Rhodamine B, with statistically significant difference compared to the other materials; the sealer CPM - presented the best results as to adaptation to the root canal walls, yet without statistical significance; the three root canal filling techniques employed did not have any influence on the sealing ability or the adaptation of apical plugs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FernandoOrosco.pdf (3.12 Mbytes)
Data de Publicação
2007-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.