• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2001.tde-21032005-084631
Documento
Autor
Nome completo
Mirian Marubayashi Hidalgo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2001
Orientador
Banca examinadora
Consolaro, Alberto (Presidente)
Almeida, Oslei Paes de
Janson, Guilherme dos Reis Pereira
Lara, Vanessa Soares
Sampaio, Magda Maria Sales Carneiro
Título em português
Estudo sobre o potencial imunogênico da dentina: contribuição para a etiopatogenia da reabsorção dentária
Palavras-chave em português
dentina
imunologia
reabsorção de dente
Resumo em português
As reabsorções dentárias são inflamatórias e/ou substitutivas e representam o fenômeno principal que impede o sucesso dos transplantes e reimplantes dentários. Sua ocorrência pode ser conseqüência de traumatismos, periapicopatias e movimentação dentária induzida. Na odontogênese, a dentina fica sempre “escondida” do sistema imunológico e posteriormente protegida pelo esmalte, cemento e cementoblastos no lado externo e pela camada de odontoblastos internamente. Duas proteínas não colagênicas são específicas da dentina: a fosfoforina e a sialoproteína dentinária. Construiu-se a seguinte hipótese: a dentina, como antígeno seqüestrado, pode induzir fenômenos auto- imunes e participar da etiopatogenia das reabsorções dentárias. A partir de dentes humanos, obteve-se um extrato dentinário inoculado em coelhos para análise dos soros imunes. O extrato dentinário humano apresentou capacidade de indução à resposta imunológica e reagiu com anticorpos de coelho. Foram selecionados 12 pacientes com reabsorção radicular inflamatória apical ativa, 12 indivíduos saudáveis sem quaisquer evidências de reabsorção radicular e quatro pacientes com reabsorção radicular por substituição. Através da metodologia Western blotting, verificou-se que a maioria das frações do extrato dentinário humano foi reconhecida de forma semelhante por pacientes com reabsorção dentária e controles, mas seis delas foram reconhecidas de forma estatisticamente diferente, não sendo reconhecidas como próprias pelo sistema imunológico. O extrato dentinário humano foi fracionado e os subprodutos coletados por intervalo de tempo com a utilização de HPLC. Resultados de ELISA demonstraram que os soros de pacientes com reabsorção dentária apresentaram quantidades maiores de IgG antiextrato dentinário humano e antifrações que indivíduos controles, sendo possível traçar um perfil sorológico próprio e possivelmente identificador do processo. IgM sérica antiextrato dentinário humano e antifrações dos pacientes com reabsorção inflamatória estavam em quantidades maiores ou iguais aos demais grupos estudados. Os perfis séricos de IgG e IgM permitem identificar especificidades dentro do próprio grupo de reabsorções dentárias, dividindo-as em inflamatória e por substituição. Há heterogeneidade na imunogenicidade das frações do extrato dentinário. As culturas de células provenientes de pacientes com reabsorção dentária mostraram índices de proliferação menores que os controles quando estimulados com o extrato dentinário ou suas frações, mas normais quando estimulados com mitógenos. O extrato dentinário humano e suas frações apresentaram capacidade de induzir à liberação de todas as citocinas relacionadas com a reabsorção dentária em maior ou igual concentração nas células de pacientes com reabsorção inflamatória se comparados com os controles sem reabsorção. Isto não foi observado nas células de pacientes com reabsorção por substituição, permitindo identificar os grupos com reabsorção dentária. Os resultados obtidos confirmam a hipótese que a dentina apresenta imunogenicidade e que o perfil sorológico dos pacientes com reabsorção dentária pode ser identificado por análise bioquímica sangüínea. O seu delineamento preciso pode levar ao diagnóstico precoce da reabsorção dentária antes que se manifeste radiograficamente.
Título em inglês
Study on the immunogenical dentin potencial: contribution for the etiopathogenesis of dental resorption
Resumo em inglês
The dental resorptions are inflammatory and/or substitutive and represent the principal phenomenon that prevents the success of transplants and dental reimplants from happening. Its occurrence can be a consequence of traumatism, periapical disease and induced dental movements. During the odontogenesis the dentin is always "hidden" from immune system and later protected by the enamel, cement and cementoblasts on the external side and, by the odontoblasts layer on the internal side. Two non-colagenical proteins phosphophorin and dentinal sialoprotein are specific of dentin. It was constructed the following hypothesis: the dentin, as a "hidden" antigen, can induce auto- immune phenomena and participate in the etiopathogenesis of the dental resorptions. Starting from extracted human teeth, we obtained a human dentinal extract inoculated into rabbits to obtain the immune sera. The huma n dentinal extract was able to react with the antibodies and to induce immune response in the rabbit. It was selected 12 patients with radicular inflammatory active apical resorption, 12 healthy individuals without signs of radicular resorptions evidences, and 4 patients with substitutive radicular resorption. Western blotting analysis showed that most of the fractions of the human dentinal extract were recognized by patients with resorption and controls in a similar way. Nevertheless, six of the fractions studied were not recognized as autologous by the immunological system of the patients. With the use of HPLC the human dentinal extract was fractioned and the subproducts collected by time interval. Results of ELISA demonstrated that the sera of patients with dental resorption presented larger amounts of IgG anti- total human dentinal extract and anti- fractions than control individuals, allowing a characterization of the sorological profile of the process. IgM anti-total human dentinal extract and anti- fractions in serum of patients with inflammatory resorption are in larger or equal amounts as the other studied groups. The seric profile of IgG and IgM allows to identify specificities inside of its own group of dental resorptions, dividing them into inflammatory and by substitution. There is an heterogenecity in the imunogenicity of the fractions of the dentinal extract. The cell cultures of patients with resorption had a smaller proliferation index than the controls when stimulated with total dentin extract or their fractions, but normal when stimulated with mitogens. The total human dentinal extract and its fractions presented capacity to induce a larger or equal concentration release of all the cytocins related to resorption in comparison to the controls without it. This was not observed with patients with dental substitution resorption, allowing the characterization of the groups with inflammatory and substitutive dental resorption. The obtained results reinforces an hypothesis that the dentin presents immunogenicity and the sorological profile of patients with dental resorption can be identified by blood biochemical analysis. Its precise screening can lead us to early diagnosis of dental resorption before it appears clinically and radiographically.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.