• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2008.tde-17102008-103007
Documento
Autor
Nome completo
Marise de Castro Cabrera
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2008
Orientador
Banca examinadora
Freitas, Marcos Roberto de (Presidente)
Cuoghi, Osmar Aparecido
Henriques, José Fernando Castanha
Sant'Ana, Eduardo
Siqueira, Danilo Furquim
Título em português
Estudo cefalométrico comparativo entre o recurso da Teoria de Força das Dez Horas e o uso do aparelho extrabucal
Palavras-chave em português
Aparelhos de tração extrabucal
Má oclusão de Angle classe II
Ortodontia corretiva
Resumo em português
Este estudo objetivou comparar os efeitos cefalométricos promovidos por dois protocolos diferentes com a finalidade de corrigir a má oclusão de Classe II: Aparelho Extrabucal associado ao aparelho fixo (grupo AEB) e o recurso da Teoria de Força das Dez Horas, que consiste no uso de aparelho ortodôntico fixo, 8 horas diárias de uso de aparelho extrabucal e 16 horas de uso de elásticos de Classe II, sendo 8 horas com apoio no primeiro molar inferior e 8 horas com apoio no segundo molar inferior (grupo T10). O grupo T10 consistiu de 31 pacientes, com idade média inicial de 14,90 anos, idade média final de 17,25 anos e tempo médio de tratamento de 2,35 anos. O grupo AEB consistiu de 28 pacientes com idade média inicial de 13,98 anos, idade média final de 16,46 anos e tempo médio de tratamento de 2,47 anos. Foram avaliadas as telerradiografias em norma lateral de todos os pacientes, nas fases pré e pós-tratamento ortodôntico. Para comparação entre os grupos, foi utilizado o teste t independente. Os resultados demonstraram que os molares superiores sofreram maior inclinação para distal e maior extrusão no grupo AEB. Os molares inferiores apresentaram uma discreta extrusão e mesialização em ambos os grupos, porém sem diferença estatisticamente significante, mostrando que os molares inferiores não sofreram maior mesialização devido ao uso dos elásticos no grupo T10. A relação molar de Classe II foi melhor corrigida no grupo da T10, provavelmente pela falta de cooperação do paciente no uso do aparelho extrabucal. Concluiu-se que a Teoria das Dez Horas é válida porque o uso de elásticos de Classe II não influenciou a posição dos dentes inferiores.
Título em inglês
Cephalometric effects produced by Ten Hour Force Theory application and cervical headgear, both followed by the fixed appliance therapy for Class II treatment
Palavras-chave em inglês
Angle class II mallocusion
Corrective orthodontics
Extraoral traction appliances
Resumo em inglês
This study aimed to compare the cephalometric effects promoted by two different protocols to correct the Class II malocclusion: Extraoral Appliance associated to fixed appliances and the Ten-Hour Force Theory, that consists in the use of fixed appliances, 8 hours a day using extraoral appliance and 16 hours a day using Class II elastics, 8 hours in the first mandibular molar and 8 hours in the second mandibular molar. The T10 group comprised 31 patients with a mean initial age of 14.90 years, final age of 17.25 years and mean treatment time of 2.35 years. The Extraoral group comprised 28 patients with a mean initial age of 13.98 years, final age of 16.46 years and a mean treatment time of 2.47 years. It was evaluated the lateral cephalograms of all patients in pretreatment and posttreatment stages. Intergroup comparison of treatment changes was performed by t tests. Maxillary molars presented greater distal tipping and extrusion in Extraoral group, showing that mandibular molars did not present greater mesial movement caused by use of elastics in T10 group. Class II molar relationship was better corrected in T10 group than in Extraoral group, certainly due to the lack of patient compliance in the use of extraoral appliance. It was concluded that the Ten Hour Force Theory is valid because use of Class II elastics did not influence mandibular teeth position.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MariseCabrera.pdf (2.33 Mbytes)
Data de Publicação
2008-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.