• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2007.tde-17102007-102930
Documento
Autor
Nome completo
Thais Marchini de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Santos, Carlos Ferreira dos (Presidente)
Amaral, Sandra Lia do
Cunha, Robson Frederico
Faria, Flavio Augusto Cardoso de
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira
Título em português
Fator de crescimento endotelial vascular na doença periodontal inflamatória induzida experimentalmente em ratos
Palavras-chave em português
Antiinflamatório
Cicloxigenase-2
Doença periodontal
Fator de crescimento vascular endotelial
Inflamação
Meloxicam
Perda óssea alveolar
Resumo em português
A doença periodontal é caracterizada por alterações inflamatórias, como vermelhidão e edema da margem gengival, sangramento provocado, alterações no contorno gengival e perda óssea alveolar. Evidências recentes sugerem que o fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) pode ser um mediador importante na doença periodontal inflamatória. Portanto, este trabalho teve como objetivos avaliar durante a progressão da doença periodontal inflamatória induzida experimentalmente em ratos: 1) o efeito do meloxicam, inibidor preferencial da COX-2, na perda óssea alveolar; 2) a cinética de expressão de RNAm para COX-2, VEGF, VEGFR-1 e VEGFR-2; e 3) a cinética de expressão da proteína VEGF. Cento e vinte (120) ratos foram aleatoriamente divididos em: grupo 1 (sem tratamento com meloxicam) e grupo 2 (tratados com meloxicam). Ligaduras de fio de seda foram colocadas na margem gengival do primeiro molar inferior direito de todos os ratos. O grupo 2 foi tratado por 3, 7, 14 e 30 dias com meloxicam (3 mg/kg/dia, via intraperitoneal) e o grupo 1 foi usado como controle. As técnicas utilizadas para as análises foram: análise microscópica, RT-PCR, Western Blot e imunohistoquímica. Os resultados foram submetidos à análise de Correlação de Pearson, Análise de Variância (ANOVA), seguida do teste de Tukey, sendo adotado nível de significância de 5%. Observou-se, neste estudo, que o meloxicam foi efetivo em diminuir a perda óssea alveolar nos tecidos periodontais em todos os períodos de indução da doença periodontal. Experimentos de RT-PCR revelaram correlação positiva da cinética de expressão de RNAm para COX-2 e VEGF nos tecidos gengivais afetados pela doença periodontal inflamatória (R=0,80). A expressão de RNAm para VEGF na doença periodontal inflamatória, no período de 14 dias, diminuiu no grupo de animais tratados com meloxicam, mostrando diferença estatisticamente significativa quando comparado com os animais não tratados (p=0,023). Não houve diferença significativa na expressão de RNAm para os receptores VEGFR-1 e VEGFR-2 no tecido gengival em nenhum dos períodos de indução da doença periodontal. Nos experimentos de Western Blot houve tendência de menor expressão da proteína VEGF na doença periodontal inflamatória no período de 14 dias nos animais tratados com meloxicam (p=0,08). Em experimentos de imunohistoquímica foi detectado aumento da expressão da proteína VEGF nos tecidos afetados pela doença periodontal em todos os períodos estudados, bem como diminuição da expressão desta proteína nos tecidos periodontais dos animais tratados com meloxicam. Portanto, a análise conjunta dos dados sugere importante participação do VEGF na doença periodontal inflamatória induzida experimentalmente em ratos e o meloxicam, inibidor preferencial da COX-2, pode modificar a progressão da doença periodontal neste modelo experimental por diminuir a perda óssea e a expressão de VEGF.
Título em inglês
Expression of VEGF on the progression in experimental periodontitis in rats
Palavras-chave em inglês
Alveolar bone loss
Anti-inflammatory
Cyclooxygenase-2
Inflammation
Meloxicam
Periodontal disease
Vascular endothelil growth factor
Resumo em inglês
Inflammatory periodontal disease is characterized by alveolar bone loss and inflammatory changes in the periodontal tissues, which become hemorrhagic and edematous. However, there is little information concerning the biologic mechanisms which may produce these changes. Vascular endothelial growth factor (VEGF) is a macromolecule of importance in inflammation. The aims of this study were to investigate the presence of VEGF during progression of periodontal disease, and to evaluate the effect of a preferential COX-2 inhibitor, meloxicam, on the alveolar bone loss and VEGF expression in experimentally induced periodontitis. One hundred and twenty (120) Wistar rats were randomly separated into two groups [group 1 (no treatment with meloxicam) and group 2 (treatment with meloxicam)]. Silk ligatures were placed at the gingival margin level of the lower right first molar of all rats. Group 2 was treated for 3, 7, 14 and 30 days with meloxicam (3 mg/kg/day, intraperitoneal) and the group 1 was used as control. The expression of VEGF was assessed by RT-PCR, Western Blot and immunohistochemical analysis. Alveolar bone loss was determined by microscopic analysis. The results were submitted to the analysis of Correlation Coefficient by Pearson, Analysis of Variance (ANOVA), and Tukey's post test (p<0.05). A reduction of the alveolar bone resorption was observed in the meloxicam treated group (2), as compared with the control group (1) in all periods studied. There was a positive correlation between COX- 2 mRNA and VEGF mRNA in the gingival tissue with periodontal disease (R=0.80). VEGF mRNA expression was significantly lower in rats treated with meloxiam after 14 days (p=0.023). No difference in the expression of VEGFR-1 mRNA and VEGFR-2 mRNA was observed for all the periods studied. VEGF protein expression was significantly higher in diseased sites as compared with healthy sites (p<0.05). After 14 days lower VEGF protein expression in rats treated with meloxicam was detected (p=0.08). Altogether these data suggest an important participation of VEGF in the progression of periodontal disease, and the systemic therapy with meloxicam, preferential COX-2 inhibitor, can modify the progression of experimentally induced periodontitis in rats by reducing the alveolar bone loss and the VEGF expression.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.