• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2002.tde-10032005-165045
Documento
Autor
Nome completo
Thereza Christina Lopes Coutinho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2002
Orientador
Banca examinadora
Bijella, Maria Francisca Thereza Borro (Presidente)
Almeida, Izabel Cristina Santos
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Figueiredo, Marcia Cancado
Mondelli, Rafael Francisco Lia
Título em português
"Estudo in vitro do potencial cariostático dos selantes resinosos, dos cimentos ionoméricos, do diamino fluoreto de prata e do verniz fluoretado, aplicados em superfície oclusal de molares permanentes humanos".
Palavras-chave em português
adesivos dentinários
cariostático
cimentos de ionômeros de vidro
selantes
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, ao Microscópio de Luz Polarizada (MLP), o potencial cariostático dos selantes resinosos, dos cimentos ionoméricos, do diamino fluoreto de prata e do verniz fluoretado aplicados em superfície oclusal de molares permanentes humanos. Para tanto, 70 terceiros molares humanos hígidos, extraídos por razões clínicas, foram divididos aleatoriamente em sete grupos (N=10): GI – controle (sem selamento); GII – selante resinoso sem flúor Delton ®; G III – selante resinoso fluoretado Fluroshield ®; GIV – cimento de ionômero de vidro (CIV) de presa rápida Ketac Molar ®; GV – CIV modificado por resina Vitremer ®; GVI – solução de diamino fluoreto de prata (DFP) a 30% Safluoride ®; GVII – verniz fluoretado a 2,26% Duraflur ®. Após profilaxia com jato de bicarbonato, os materiais foram aplicados na superfície oclusal, de acordo com as orientações dos fabricantes, sendo os dentes impermeabilizados com verniz com exceção da área das fissuras e de 1 mm ao redor das mesmas, sendo submetidos a ciclagens de desremineralização durante 14 dias. Após a ciclagem, foram seccionados e as secções obtidas lixadas, polidas e embebidas em água durante 36 horas, para análise ao MLP, sendo medidas transversalmente nas fotografias, a profundidade (µm) e a área m2) da lesão através de grade quadriculada em seis pontos padronizados ao longo da lesão. As médias das 6 medidas foram calculadas nos 7 grupos e comparadas estatisticamente através do teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis e de Comparações Múltiplas de Dunn, ao nível de 5% de probabilidade (p<0,05). Observou-se diferença estatisticamente significante (P= 0.000000372) a nível de profundidade da lesão (H= 50,5) com menores valores para o GVII (0,29 µm), GVI (0,61 µm) e GV (0,89 µm) em comparação aos materiais do GIV (3,69 µm), GII (3,67 µm) e GIII (2,10 µm) que não diferiram do GI (5,81 µm). Quanto à área da lesão, houve diferença estatisticamente significante (P= 0.0000256; H= 51,3), com os menores valores para os tratamentos do GV (0,81µm2), GVII (1,78µm2), GVI (2,86 µm2), GIV (3,69 µm2) e GIII (4,91 µm2), comparados ao GII (16,39 µm2) e GI (24,04µm2), que não diferiram entre si. Concluiu-se que, os materiais fluoretados são eficazes em controlar o início e/ou a progressão da lesão de cárie na superfície oclusal quando comparados com o selante resinoso sem flúor e o não selamento.
Resumo em inglês
The aim of this research was to evaluate, in vitro, with polarized light microscopy (PLM), the cariostatic potential of resin sealants and glass-ionomer cements, diamine silver fluoride solution and fluoride varnish applied on occlusal surface of human permanent molars. In order to achieve this goal, 70 caries free third human molars, extracted for clinical reasons, were randomly divided into seven groups (N=10): GI – control (no sealing treatment); GII – resin sealant without fluoride Delton ®; GIII – fluoride-releasing sealant Fluroshield ®; GIV – glass-ionomer cement Ketac Molar ®; GV – resin-modified glass-ionomer cement Vitremer ®; GVI – 30% diamine silver fluoride solution (DSF) Safluoride ®; GVII – 2,26% fluoride varnish Duraflur ®. After dental prophylaxis with sodium bicarbonate, the materials were applied on the occusal surface, according to the manufacturer’s instructions, and all tooth surfaces were covered with acid-resistant varnish except for the fissures and 1mm rim of exposed enamel surrounding this area. The specimens were then exposed to 14-day de-remineralization cycles. After this period, they were sectioned, grounded, polished and imbibed in water for 36 hours, then examined with PLM and photographed. The depth (µm) of the artificial caries lesions was assessed from the photomicrographs by measuring traverses running perpendicular to the enamel surface at six standardized points, whereas the area (µm2) was measured using a reticulated device. Data were analyzed using Kruskal-Wallis and Dunn’s multiple comparison tests at 5% of significance (p<0,05). It was observed a statistically significant difference (P= 0.000000372) in lesion depht (H=50,5) with lower values for GVII (0,29 µm), GVI (0,61 µm) and GV (0,89 µm) when compared to GIV (3,69 µm), GII (3,67 µm) and GIII (2,10 µm), which differences were not statistically significant in relation to GI (5,81 µm). Considering the lesion area, there was a statistically significant difference (P=0.0000256; H= 51,3), with lower values for GV (0,81µm2), GVII (1,78µm2), GVI (2,86 µm2), GIV (3,69 µm2) and GIII (4,91 µm2), when compared to GII (16,39 µm2) and GI (24,04µm2), which differences were not statistically significant. It was concluded that, fluoridated materials are effective in controlling the initiation and/or progression of caries lesion on the occlusal surface when compared to resin sealant without fluoride and no treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.