• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2000.tde-06122004-155957
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Rios
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2000
Orientador
Banca examinadora
Machado, Maria Aparecida de a Moreira (Presidente)
Araujo, Paulo Amarante de
Vono, Bernardo Gonzalez
Título em português
Avaliação do Desgaste e Rugosidade Superficial de Materiais Utilizados para Selante, Submetidos à Escovação com Dois Diferentes Dentifrícios
Palavras-chave em português
dentrificios
escovação dentária
rugosidade superficial
selantes
Resumo em português
O presente estudo foi conduzido “in vitro” com o intuito de constatar algumas das propriedades (desgaste e rugosidade) dos CIV (cimento de ionômero de vidro), as quais influenciam na sua indicação como material selador de fossas e fissuras. Simultaneamente avaliaram-se a abrasividade de dois dentifrícios (Tandy e Sorriso) e a influência destes sobre a lisura de superfície dos selantes. Os materiais empregados foram Fuji Plus (CIV cimentante), Ketac-Molar e Vitremer (ambos CIV restauradores). Este último material foi utilizado em duas proporções: na recomendada pelo fabricante (1:1) e na forma experimentalmente diluída (1/4:1). O selante resinoso Delton, sem carga e quimicamente ativado, foi utilizado como controle. A determinação do desgaste foi obtida através da quantidade de massa perdida após a escovação, utilizando-se uma balança eletrônica de precisão, em grupos de 12 corpos de prova de cada material com ambos dentifrícios. A rugosidade foi determinada pela análise quantitativa da superfície destes corpos de prova através de um aparelho medidor (rugosímetro), comparando a diferença de rugosidade após os testes de escovação. Os resultados foram submetidos à análise de variância a dois critérios e ao teste de Tukey (p<0.05). A abrasividade do dentifrício Tandy foi semelhante à do Sorriso nos cinco grupos de materiais testados, sendo Vitremer diluído e Fuji Plus os que possuíram o maior grau de desgaste. A rugosidade resultante da escovação com o dentifrício Sorriso nos grupos Vitremer diluído e Fuji Plus, foi maior comparada ao Tandy enquanto nos outros grupos a ação dos dentifrícios foi semelhante. O material que apresentou maior aumento de rugosidade foi o Vitremer diluído, os outros apresentaram resultados estatisticamente equivalentes, com exceção do Fuji Plus, que mostrou a segunda maior rugosidade quando submetido ao dentifrício Sorriso. Apesar de clinicamente se encontrar um maior uso dos cimentos ionoméricos cimentantes ou diluídos como forma alternativa para material selador; este trabalho permitiu concluir que “ in vitro” estes possuem propriedades bastante inferiores quando comparados aos ionômeros restauradores que, por sua vez, possuem resultados semelhantes ao selante resinoso utilizado como controle.
Título em inglês
WEAR AND SUPERFICIAL ROUGHNESS OF MATERIALS USED AS FISSURES SEALANTS, SUBMITTED TO TOOTHBRUSHING TEST WITH TWO DIFFERENTS DENTIFRICES
Resumo em inglês
The purpose of this study was to evaluate, in vitro, some properties (wear and roughness) of glass ionomers ciment that could influence its indication as pit and fissures sealants. Simultaneously it was evaluated the abrasion of two dentifrices (Tandy and Sorriso) and its influence on the roughness surface. The materials used were Fuji Plus (luting cement), Ketac-molar and Vitremer (both restorative cements). This last material was prepared in two proportions: one in accordance with the manufacturer’s instructions (1:1) and the other in a diluted form (1/4:1). The resin-based sealant, Delton, chemically activated, was used as control. Using an electronic analytical balance, wear was measured by the level of loss weight, in 12 specimens groups for each material and for each dentifrice, after submitting then to the toothbrushing test. The superficial roughness was determined by a quantitative analysis of the specimens surface, after toothbrushing test, using a rugometer apparatus. The results were analyzed by the two-ways ANOVA criterion and the Tukey test at p <0.05. The two dentifrices abrasivity were similar for the five groups tested. Compared with the other materials, diluted Vitremer and Fuji Plus resisted less to tooth brushing abrasion. The resulting roughness in the diluted Vitremer and Fuji Plus groups, tooth brushed with Sorriso, were greater as compared to Tandy, while in the other groups the action of the dentifrices were similar. The material that had the most increase on superficial roughness was diluted Vitremer, the others presented estatistical equivalent results, except for Fuji Plus, that showed the second greatest roughness when submitted to dentifrice Sorriso. Though In clinical situations the material often used as an alternative for resin-based sealants are the luting or diluted cements, the results of the study “in vitro” showed that these kind of cements have worse properties than the restorative ionomers which revealed similar results when compared to the evaluated resin sealant.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Daniela.pdf (1.29 Mbytes)
Data de Publicação
2004-12-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.