• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2003.tde-06122004-094256
Documento
Autor
Nome completo
Heitor Marques Honório
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2003
Orientador
Banca examinadora
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira (Presidente)
Lima, Jose Eduardo de Oliveira
Myaki, Silvio Issáo
Título em português
Avaliação do desgaste de diferentes métodos de profilaxia sobre o esmalte bovino hígido e desmineralizado
Palavras-chave em português
desgaste
placa bacteriana
profilaxia dentária
Resumo em português
O controle mecânico da placa dentária realizado por meio da profilaxia profissional é uma medi da eficaz na prevenção da cárie . No entanto, há a hipótese de que a ação mecânica dos métodos utilizados para executar a profilaxia po ssa provocar desgaste do esmalte, principalmente se este apresentar lesão de mancha branca por desmineralização . Desta forma este estudo objetivou avaliar in vitro o desgaste resultante de dois diferentes métodos de profilaxia (jato de bicarbonato de sódio e escova de Robinson com pedra pomes) sobre o esmalte b ovino hígido e desmineralizado. Foram utilizados 60 fragmentos de esmalte bovino (4mm X 4mm), divididos em 4 grupos: G I- 15 blocos de esmalte hígido tratados com escova de Robinson e pedra pomes , G II- 15 blocos de esmalte hígido tratados com jato de bicarbonato de sódio , G III- 15 blocos de esmalte desmineralizado tratados com escova de Robinson e pedra pomes , G IV- 15 blocos de esmalte desmineralizado tratados com jato de bicarbonato de sódio . Os fragmentos foram obtidos utilizando -se uma máquina de cort e Labcut e posteriormente suas superfícies foram planificadas e polidas para padronização. Em seguida nos grupos III e IV foram simuladas lesões artificiais de cárie in vitro através da imersão dos blocos de esmalte em solução de ácido acético 0,05M, 50% saturada com esmalte bovino triturado, a 37 oC por 16 horas. Para confirmação da efetividade deste teste, foram realizados ensaios de microdureza, observando -se uma média de dureza inicial de 394 KHN e final de 241 KHN. Feito isso, todos os espécimes foram submetidos aos tratamentos profiláticos, inseridos em uma base de aço inoxidável, de tal forma que apenas uma circunferência de 1mm fosse exposta ao tratamento. Foram feitas análises quantitativas e qualitativas do desgaste, sendo que para a primeira foi ut ilizado o Rugosímetro Hommel Tester T 1000 e para a segunda a microscopia eletrônica de varredura. Encontraram -se os seguintes resultados de desgaste: 0,91µm -G I, 0,42µm-G II, 1,6µm-G III e 0,94µm-G IV. Através do teste ANOVA a dois critérios (p<0,05) dete ctou-se diferença significativa entre os grupos. Desta forma, o estudo indicou que o esmalte desmineralizado desgastou mais do que o esmalte hígido, independentemente do tipo de profilaxia realizada e a escova de Ronbinson, por sua vez, foi responsável por um maior desgaste quando comparada ao jato de bicarbonato de sódio, tanto nos fragmentos de esmalte desmineralizado quanto nos hígidos.
Título em inglês
Evaluation of wear caused by different prophylaxis methods on normal and demineralized bovine enamel
Resumo em inglês
The mechanical control of plaque done by means of professional prophylaxis is an effective way to prevent dental caries. However, there is the hypothesis that the mechanical action of prophylaxis methods may cause enamel wearing, especially when a white spot lesion is present. With the objective of evaluating this wearing in vitro, a study was conducted with two different prophylaxis methods (air -powder polishing system and nylon brushes with pumice paste) on normal and demineralized bovine enamel. Sixty fragments of bovine enamel (4mm X 4mm) were used, divided in 4 groups: G I, with 15 normal bovine enamel blocks treated with nylon brushes with pumice paste; G II, with 15 normal bovine enamel blocks, treat ed with air -powder polishing; G III- 15 demineralized bovine enamel blocks treated with nylon brushes with pumice paste , G IV- 15 demineralized bovine enamel blocks treated with air -powder polishing . To standardize the samples, the fragments were cut with a Labcut machine, and their surfaces made plan and polished. Artificial caries were simulated on groups III and IV by 16 hours immersion, at 37oC, of enamel fragments in a in 5,0 pH solution of 0,05M acetate - buffer, 50% saturated with bovine en amel powder . Microhardness tests were used to confirm the solution effect on enamel, and 394 KHN and 241 KHN were observed for initial and final mean values, respectively. After that, all specimens were submitted to the prophylactic treatment, using a stainless steel base that permitted only 1mm circumference of each fragment to be exposed to treatment. Rugosimeter Hommel Tester T1000 and scanning electron microscopy were respectively used to measure and illustrate the wear. The following wear results were found: 0,91 µm-G I; 0,42µm-G II; 1,6µm-G III; and 0,94µm-G IV. Marked differences were noted between the groups when the two criteria ANOVA (p<0,05) test was used. The findings of this study indicated that the loss of surface was more pronounced on demineralized enam el as compared to that on normal enamel, independently of the prophylaxis method employed. The findings also indicated that on both, demineralized and normal enamel, the nylon brushes with pumice paste presented higher wear when compared to the air -powder polishing system.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2004-12-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.