• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2005.tde-28092005-113328
Documento
Autor
Nome completo
Anderson Pinheiro de Freitas
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2005
Orientador
Banca examinadora
Francisconi, Paulo Afonso Silveira (Presidente)
Araujo, Paulo Amarante de
Carvalho Júnior, Oscar Barreiros de
Rubo, Jose Henrique
Santos Júnior, Gildo Coelho
Título em português
Avaliação da influência do tratamento superficial e do condicionador sobre a resistência ao cisalhamento da união entre uma liga de Co-Cr-Mo e reparos em resina composta
Palavras-chave em português
gomas e resinas
materiais dentários
Resumo em português
Para avaliar o efeito de diferentes tratamentos superficiais sobre a resistência ao cisalhamento da união entre uma liga metálica (Co-Cr-Mo - Remanium CD) e uma resina composta (Z-250) e analisar o tipo de fratura durante a separação dos espécimes, sessenta discos metálicos foram fundidos, regularizados e polidos, submetidos a quatro ciclos térmicos (vácuo, 960ºC, 8 minutos) e divididos aleatoriamente em seis grupos. Cada grupo recebeu um tipo de tratamento: Grupo ASB: Asperização com ponta diamantada (No 3118); Grupo ASI: Asperização e aplicação do silano (3M); Grupo AAP: Asperização e aplicação do Alloy Primer (Kuraray); Grupo JSB: Jateamento com óxido de alumínio (50µm, 75lib/pol2); Grupo JSI: Jateamento e aplicação do silano; Grupo JAP: Jateamento e aplicação do Alloy Primer. Todos os espécimes receberam aplicação do adesivo Single Bond e da resina Z-250 (3M), foram armazenados em água deionizada a 37ºC por 24 horas e separados em ensaio de cisalhamento. Os resultados e desvio-padrão de cada grupo, expressos em MPa foram: ASB: 12,708±2,962; ASI: 16,343±2,714 e AAP: 16,723±2,666; JSB: 25,958±5,650; JSI: 28,185±3,322; JAP: 28,670±3,246. Os maiores valores foram produzidos pelos grupos jateados (JSB, JSI e JAP); o silano e o Alloy primer aumentaram a retentividade entre a resina Z-250 e a liga de Co-Cr-Mo, independente da textura superficial e sem apresentar diferença entre os mesmos; todos os espécimes apresentaram falha adesiva na interface testada.
Palavras-chave em inglês
Composite resin
Metallic alloy
Primer
Shear bond strength
Silane
Surface treatment
Resumo em inglês
To evaluate the effect of different surface treatments on shear bond strength between a metallic alloy (Co-Cr-Mo - Remanium CD) and a composite resin (Z-250) and to evaluate the fracture mode after testing, sixty disks were casted, polished, submitted to four thermal cycles (960ºC/8min) and divided randomly in six groups. Each group received a different type of treatment: Group ASB: roughen with diamond bur (No 3118); Group ASI: roughen and application of a ceramic Primer; Group AAP: roughen and application of a metallic Primer; Group JSB: Sandblasting with 50 µm aluminum oxide (75lib/pol2); Group JSI: Sandblasting and application of a ceramic Primer; Group JAP: Sandblasting and application of a metallic Primer. All the specimens received the application of an adhesive (Single Bond) and a composite resin (Z-250 /3M). The groups were stored in distilled water at 37ºC during 24 hours and submitted to shear bond strength test. The results and the standard deviation of each group (expressed in MPa) were: JSB: 25,958±5,650; JSI: 28,185±3,322; JAP: 28,670±3,246; ASB: 12,708±2,962; ASI: 16,343±2,714 and AAP: 16,723±2,666. The highest values were obtained by the sandblasted groups (JSB, JSI e JAP). In spite of the surface, ceramic primer and alloy primer increased the retention between the composite resin Z-250 and the Co-Cr-Mo alloy without statistical differences on the results; all of the specimens showed adhesive failures.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.