• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2001.tde-18032005-114545
Documento
Autor
Nome completo
Celiane Mary Carneiro Tapety
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2000
Orientador
Banca examinadora
Souza Junior, Mario Honorato da Silva e (Presidente)
Bastos, Maria Teresa Atta Alves
Oliveira, Alaíde Hermínia de Aguiar
Título em português
Influência da interposição de bases na infiltração marginal em cavidades classe II (MOD), restauradas com resinas compostas para dentes posteriores.
Palavras-chave em português
cavidades de classe II
dentes posteriores
dentística
infiltração marginal
resinas compostas
Resumo em português
Este estudo avaliou, in vitro, os níveis de microinfiltração em cavidades Classe II restauradas com três sistemas restauradores para dentes posteriores (P60/Single Bond-3M; Solitaire/Gluma One Bond-Kulzer e SureFil/Prime & Bond 2.1-Dentsply), com interposição de bases (uma resina de baixa viscosidade - Flow-It!/Jeneric Pentron; e um ionômero de vidro modificado por resina – Vitremer/3M); nos grupos controle nenhuma base foi utilizada. Em 90 dentes pré-molares humanos, extraídos por razões ortodônticas, foram confeccionadas cavidades de Classe II (MOD) padronizadas, com margens cervicais localizadas da seguinte forma: na caixa distal: 1mm aquém do limite amelo-cementário; na caixa mesial: 1mm além do limite amelo-cementário. Os dentes foram divididos em 9 grupos de 10 espécimes, como a seguir descritos: grupos I, II e III: receberam Flow-It! como base, nas paredes de fundo (axial e pulpar) e circundante (gengival) e foram restaurados com P60, Solitaire e SureFil, respectivamente; grupos IV, V e VI: foram apenas restaurados com as mesmas resinas (P60, Solitaire e SureFil), respectivamente: grupos VII, VIII e IX: receberam Vitremer como base e foram restaurados com P60, Solitaire e SureFil, respectivamente. As bases foram mantidas na parede gengival ao nível da junção amelo-dentinária, na caixa distal, e a 1mm do cavo-superficial, na caixa mesial. Passadas 24 horas da confecção das restaurações, estas foram submetidas a estresse mecânico (1-17kg, 10x a cada dia/7 dias). Após esse tempo, com as superfícies dentárias devidamente protegidas com esmalte para unhas, os espécimes foram armazenados em fuccina básica por 24 horas. Em seguida, foram lavados em água corrente, também por 24 horas. Foram incluídos em moldes de resina ortoftálica e seccionados, donde se obtiveram cortes de aproximadamente 0,8mm. Com um “scanner”, foram tomadas imagens, previamente selecionadas com lupa (10x), da secção mais infiltrada de dente. A área de penetração do corante foi demarcada e calculada pelo programa ImageTool (UTHSCSA) e os resultados submetidos à análise de variância (ANOVA) a três critérios e à comparação individual de Tukey-Kramer. A análise dos resultados demonstrou que as margens em esmalte apresentaram menores áreas infiltradas, independentemente do material utilizado e das associações entre eles (p<0,05). A presença de base não resultou em redução da infiltração marginal significante para as resinas, P60 e SureFil, independente da margem avaliada (p>0,05). A resina Solitaire apresentou os maiores níveis de infiltração quando empregada sem a presença de base (p<0,05). Assim, concluise que a presença de base pode minimizar os níveis de infiltração, nas margens em esmalte e dentina, porém está na dependência do sistema restaurador empregado.
Resumo em inglês
The purpose of this study was to determine the microleakage at cervical margins of class II (MOD) resin composite restorations using (P60/Single Bond©; Solitaire/Gluma One Bond6 e SureFil/Prime & Bond 2.1<), with and without Flow-It!J or Vitremer© bases. MOD cavity preparations were cut in 90 extracted, caries-free human premolars. One cervical margin was placed in enamel (1mm to the CEJ) and one in dentin (1mm below the CEJ). The teeth were randomly divided in 9 groups: groups I, II and III - a layer of a low viscosity resin composite (Flow It!) was placed on the pulpal, axial and gingival margins up to 1 mm before the cavosurface margin using their respective proprietary bonding agents and restored with P60, Solitaire or Surefil resin composite systems, respectively; groups IV, V and VI – were restored without placement of any base material with the mentioned restorative systems; groups VII, VIII and IX - a layer of a resin-modified glass-ionomer cement (Vitremer) was applied as described for groups I, II and III. The restored teeth were stored in water at 37oC and subjected to load cycles (1-17Kg x10/7 days) before being immersed in 0.5% basic fucsin for 24 h. The teeth were then washed and serially sectioned in a mesio-distal direction to obtain slices of the gingival margin interface. The slice with the highest degree of leakage as judged by a 10X microscope was selected and scanned image was analyzed by a digital image software (ImageTool, UTHSCSA) to calculate the area of leakage. Multivariable ANOVA showed that the highest degrees of leakage occurred at dentin margins regardless of the presence of base or type of resin filling (p<0.05). The presence of a base did not result in significant differences in the degree of leakage for both Surefil and P60 (p>0.05). Solitaire presented the highest degree of leakage when placed without a base material (p<0.05). The presence of a base material may decrease the degree of leakage, but this is dependent on the filling material.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.