• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Ana Christina Bonato Figueiredo Martineli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 1999
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Jose Carlos (Presidente)
Ishikiriama, Aquira
Pegoraro, Luiz Fernando
Título em português
Avaliação da hiperestesia dentinária após tratamento em diferentes formulações à base de oxalato de potássio utilizando-se um placebo como controle.
Palavras-chave em português
dentística
materiais dentários
Resumo em português
A hiperestesia dentinária é uma das mais antigas queixas de desconforto dos pacientes e, devido à sua alta incidência e diversidade de tratamentos sugeridos na literatura, novos produtos devem ser avaliados quanto ao efeito e aplicabilidade. O propósito deste estudo foi avaliar as respostas imediata e mediata de 94 dentes (caninos e pré-molares), que apresentavam algum grau de sensibilidade dentinária (1, 2 ou 3) de acordo com a Escala de Medida Verbal (EMV) aos estímulos sonda e ar, após a aplicação de três formulações à base de oxalato de potássio: Oxa-Gel®, Solução Experimental 1 e Solução Experimental 2, tendo um placebo como controle. Cada formulação de oxalato de potássio e o placebo foram aplicados passivamente por 3 minutos na superfície da dentina úmida, sendo o excesso de material removido posteriormente. O grau de sensibilidade foi avaliado antes (baseline) e imediatamente após a aplicação de cada formulação com um intervalo de 7 dias. Os resultados obtidos após a quarta aplicação foram denominados resultados imediatos e, após 6 meses, resultados mediatos. Os escores foram submetidos à análise estatística através dos testes de Kruskal-Wallis e de Friedman two-way ANOVA (p< 0,05). A aplicação de todos os materiais, inclusive o placebo, independente do tempo avaliado e dos estímulos utilizados, resultou em uma redução estatisticamente significante na hiperestesia dentinária podendo essa redução prolongar-se até seis meses. Houve uma tendência de respostas mais severas ao estímulo ar quando comparado ao estímulo sonda antes do tratamento, sendo que a hiperestesia provocada pela sonda se mostrou mais persistente ao longo do tratamento. O tratamento da hiperestesia dentinária está sujeito a variáveis clínicas que podem aumentar ou diminuir o efeito anti-hiperestésico dos agentes estudados.
 
Arquivos
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AnaCMartineli.pdf (452.51 Kbytes)
Data de Publicação
2005-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.