• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.1999.tde-08032005-143710
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Lia Mondelli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 1999
Orientador
Banca examinadora
Ishikiriama, Aquira (Presidente)
Chinellato, Luiz Eduardo Montenegro
Francisconi, Paulo Afonso Silveira
Título em português
Avaliação da Infiltração Marginal em Cavidades de Classe II Restauradas com Resina Composta Associada a Outros Materiais de Inserção Direta.
Palavras-chave em português
CAVIDADES CLASSE II
INFILTRAÇÃO MARGINAL
RESINA COMPOSTA
Resumo em português
As resinas compostas vêm sofrendo inúmeras alterações, com o objetivo de tornar o seu uso adequado para restaurações de dentes posteriores, entretanto, problemas clínicos associados à sua utilização são comumente observados, dentre eles, a microinfiltração marginal. Algumas alternativas clínicas têm sido sugeridas, na tentativa de reduzir as falhas decorrentes do emprego deste material, principalmente em restaurações estendidas à região de cemento, local este onde os problemas se agravaram. O objetivo deste trabalho consistiu, portanto, em estudar a efetividade do vedamento marginal de diferentes materiais aplicados no terço cervical com término em cemento para, em associação à resina composta, restaurar esteticamente cavidades de classe II, através da técnica mista, avaliando-se com esta finalidade o índice de infiltração marginal na interface cemento/material restaurador. Cavidades M.O.D. com margens cervicais estendidas além da junção amelocementária foram confeccionadas em 60 pré-molares humanos livres de cáries, os quais foram distribuídos em grupos de 10 elementos cada, correspondendo a 5 condições experimentais: Grupo controle – em todos os dentes, Scotchbond MP / Z-100; Grupo 1 - Scotchbond MP (Concise) / Concise / Scotchbond MP / Z-100; Grupo 2 – Alpha Bond / Natural Flow / Scotchbond MP / Z-100; Grupo 3 – One step / Aeliteflo / Scotchbond MP / Z-100; Grupo 4 – Prime & Bond 2.1 / Dyract-AP / Scotchbond MP / Z-100; Grupo 5 – Verniz copalite / Velvalloy / Scotchbond MP / Z-100; No sentido de evitar penetração da solução corante em áreas indesejadas. Em todos os dentes os forames apicais foram obstruídos com Scotchbond MP / Z-100. Após 48 horas, as restaurações foram polidas com discos Sof-Lex de granulação fina e submetidas posteriormente a um teste de ciclagem por carregamento oclusal correspondendo a 200 ciclos de 1 a 17kg. Imediatamente após a ciclagem, os espécimes foram armazenados 24 horas em água destilada a 370C. Após este período tiveram a superfície totalmente coberta por uma camada de esmalte de unha, exceto 1mm aquém e além da interface cemento/ material restaurador. Depois foram termociclados em azul de metileno a 2% correspondendo a 180 ciclos de 45 segundos cada, nas temperaturas de 50C, 370C e 550C . Os corpos de prova foram armazenadas em azul de metileno a 2% por mais 24 horas a 370C. Decorrido este período os dentes foram incluídos em bases acrílicas apropriadas para serem adaptadas à máquina de corte, obtendo-se cerca de 3 cortes para cada espécime. Para avaliar o índice de penetração da solução corante nas interfaces cemento/material restaurador, optou-se pela análise qualitativa, através da atribuição de escores previamente determinados. Os resultados obtidos foram então organizados e submetidos aos cálculos estatísticos, concluíndo-se que: • amálgama Velvalloy e a resina composta Z-100 usada como controle apresentaram respectivamente os índices mais severos de infiltração marginal, na interface cemento/material restaurador; • Houve diferença estatística significante entre o Dyract-AP e os demais materiais testados o qual reduziu consideravelmente o índice de infiltração marginal nas interfaces das restaurações; • A resina quimicamente ativada Concise e as fluídas Aeliteflo e Natural Flow ocuparam uma posição intermediária com relação à infiltração marginal, com desempenho estatisticamente igual entre si e desfavoravelmente em relação ao Dyract AP; por outro lado, sobressaíram-se positivamente em comparação ao amálgama; • Não obstante o melhor comportamento apresentado pela resina composta modificada por poliácidos Dyract-AP, observou-se que nenhum material restaurador utilizado foi apto em impedir 100% a penetração da solução corante nas margens cervicais em cemento.
Resumo em inglês
Marginal leakage is one of the clinical problems associated with posterior composite resin. Some clinics alternatives has been suggest, in attempt for reduce the defective of this material, specific in cementum cavities extended, where this problems could be increased. The aim of this study was to evaluated the marginal sealing effectiveness of different materials applied at the cervical third of class II cavities in association with composite resin (sandwich technique). Microleakage at the cement/material interface was measured. M.O.D. cavities with cervical margin extended below the cement-enamel-junction was made at 60 human non carie premolars, that was distributed in groups of 10 elements, ending up at 5 groups as follow: Control group – at each tooth, Scotchbond MP / Z-100; Group 1 – Scotchbond MP (Concise) / Concise / Scotchbond MP Z-100; Group 2 – Alpha Bond / Natural Flow / Scotchbond MP Z-100 Group 3 – One step / Aeliteflo / Scotchbond MP Z-100; Group 4 - Prime & Bond 2.1 / Dyract-AP / Scotchbond MP Z-100; Group 5 – Verniz copalite / Velvalloy / Scotchbond MP Z-100; Before the teeth were prepared and restored with the various materials, the apex were sealed with Scotchbond MP Z-100. After 48 hours the restorations were polished with Sof-Lex and were submitted to the mechanical cycling for 200 cycles of alternated loads, from 1 up to 17 kg. Than the teeth were stored in distilled water at 37ºC for 24 hours. After this the teeth were termocycled in a 2% methylene blue solution, corresponding to 180 cycles of 45 seconds each, at the temperatures of 5ºC, 37ºC, 55ºC. The specimens were stored again in methylene blue solution for 24 hours at 37 ºC. After this period, the teeth were embedded in acrylic bases and sectioned for the evaluation of the infiltration. Microleakage was determined by a qualitative analysis as showed the following conclusions: • The Velvalloy amalgam and the composite resin Z-100 used as the control group showed, respectively, the worst rates of the marginal leakage at the cement/restorative material margin; • There is statically significant between Dyract – AP and the others tested materials that showed lower rates of marginal microleakage; • Concise, Aeliteflo and Natural Flow resins has a medium position in the microleakage ranking, with the same statically performance, and, unfavorable when compared to Dyract-AP; although, it was better than the amalgam; • Although the Dyract-AP has the better performance, none of the testing materials avoid 100% microleakage at cervical margins in cementum.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AdrianoLiaMondelli.pdf (708.26 Kbytes)
Data de Publicação
2005-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.