• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.25.2000.tde-05042005-115519
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Henrique Perlatti D'Alpino
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2000
Orientador
Banca examinadora
Francischone, Carlos Eduardo (Presidente)
Bastos, Maria Teresa Atta Alves
Rubo, Jose Henrique
Título em português
Resistência à fratura de dentes que receberam restaurações adesivas de resina composta e porcelana
Palavras-chave em português
fratura dentária
materiais dentários
porcelana
porcelana dentária
resinas compostas
restauração adesiva
Resumo em português
Avaliou-se a resistência à fratura de dentes pré-molares superiores que receberam diferentes preparos cavitários (classe II-MOD) e restaurações diretas e indiretas de resina composta e restaurações indiretas de porcelana. Cinqüenta e seis dentes recém extraídos, hígidos, foram selecionados e divididos em 7 grupos: Grupo 1- hígidos, controle, não recebeu qualquer tratamento; Grupo 2- preparo cavitário com broca carbide n.º 245, produzindo cavidades retentivas, com ângulos internos arredondados, profundidade de 2 mm, abertura de istmo de metade da distância intercuspídea, caixa proximal com parede axial de 2 mm de extensão e 1,5 mm de profundidade, abertura de metade da dimensão vestíbulo-lingual, não sendo restaurado; Grupo 3 - recebeu somente preparo cavitário com ponta diamantada n.º 2136, produzindo cavidades com paredes divergentes para oclusal, ângulos internos arredondados, com as mesmas dimensões do preparo anterior, não sendo restaurado; Grupo 4 - recebeu o mesmo preparo que o grupo 2 e restaurou-se com resina composta aplicada na forma direta (Single Bond - 3M/ Z-250 – 3M); Grupo 5 - recebeu o mesmo preparo do grupo 3 e restaurou-se com resina indireta (Single Bond 3M/ Rely X- 3M/ Artglass-Kulzer); Grupo 6 - recebeu o mesmo preparo que o grupo 3, sendo restaurado com resina composta indireta (Single Bond 3M/ Rely X- 3M/ Targis- Ivoclar); Grupo 7 - mesmo preparo que o grupo 3, restaurado com restaurações indiretas de porcelana (Single Bond 3M; Rely X- 3M/ IPS Empress - Ivoclar). Submeteu-se os corpos de prova a testes de compressão axial, com um cilindro de aço (8 mm de diâmetro), acoplado a uma máquina de ensaios universal (Kratos), a uma velocidade de 0,5 mm/min, até que houvesse fratura de cúspide. Os valores obtidos foram os seguintes (em kgf): Grupo 1- 193,93 ± 24,46; Grupo 2- 108,56 ± 21,39; Grupo 3- 95,43 ± 17,73; Grupo 4- 147,65 ± 32,63; Grupo 5- 184,15 ± 56,49; Grupo 6- 183,81 ± 31,95; Grupo 7- 181,12 ± 40,49. Observou-se que os preparos cavitários reduziram significantemente a resistência dos dentes; não houve diferença significante na resistência dos dentes quando se comparou os diferentes tipos de preparo cavitário; os materiais restauradores contribuíram para que esses valores aumentassem, não se observando diferença estatística entre os grupos 4, 5, 6 e 7 e o grupo controle; houve um aumento significante na resistência quando se comparou os grupos 5, 6 e 7 (restaurações indiretas) em relação ao grupo 3 (preparado e não restaurado), o mesmo não sendo observado com o grupo 4 (restauração direta) em relação ao grupo 2 (preparado e não restaurado).
Título em inglês
Fracture resistance of adhesively restored teeth with composite resin and ceramic restorations
Resumo em inglês
The purpose of this study was to evaluate the fracture resistance of teeth restored with direct and indirect restorations of composite resin and restored with indirect ceramic restorations. Fifty-six maxillary premolar teeth were selected and divided at random into seven groups; Group 1 (control): intact teeth; Group 2: MOD cavity preparations, ½ intercuspal distance, with rounded internal angles, convergent walls, unrestored; Group 3: MOD cavity preparations, ½ intercuspal distance, divergent walls; Group 4: same preparation as group 2, restored with direct composite resin (Single Bond/ Filtek Z250); Group 5: same as group 3, restored with indirect composite resin (Artglass-Kulzer/Single Bond/ Rely X); Group 6: same as group 3, restored with indirect composite resin (Targis-Ivoclar/ Single Bond/ Rely X); Group 7: same as group 3, restored with indirect ceramic restoration (IPS Empress – Ivoclar/ Single Bond/Rely X). The specimens were subject to a compressive axial load in a Universal testing machine at 0.5 mm/min by means of a steel bar (8 mm in diameter). The mean fracture strength obtained was (kgf): Group 1: 193,93 ± 24,46; Group 2: 108,56 ± 21,39 ; Group 3: 95,43 ± 17,73; Group 4: 147,65 ± 32,63; Group 5: 184,15 ± 56,49; Group 6: 183,81 ± 31,95; Group 7: 181,12 ± 40,49. There were no significant (p< 0.05) differences between intact teeth and teeth restored with indirect restorations. These results suggest that prepared teeth were significantly weaker than control group; teeth restored with direct and indirect composite resins were significantly more resistance to fracture than were similarly prepared but unrestored teeth. Restoring teeth with direct composite restoration increased the fracture resistance in relation to the control group, but was unable to strengthen them compared with unrestored teeth. These results showed that a bonded indirect restoration could be an ideal option for restoring teeth weakened by wide cavity preparation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PauloHPDAlpino.pdf (1.28 Mbytes)
Data de Publicação
2005-05-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.