• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.25.2007.tde-05032008-143223
Documento
Autor
Nome completo
Fabiano Bassalobre Valera
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Mondelli, José (Presidente)
Francisconi, Paulo Afonso Silveira
Lima, José Eduardo de Oliveira
Marques, Marcia Martins
Sgavioli, Claudia de Almeida Prado e Piccino
Título em português
Influência do bisel na resistência à fratura de dentes restaurados com resina composta
Palavras-chave em português
Preparo da cavidade dentária
Resinas compostas
Resistência à fratura dos dentes
Restauração dentária permanente
Resumo em português
Avaliou-se a resistência à fratura de dentes pré-molares, com e sem bisel no ângulo cavo-superficial, restaurados com resina composta. Noventa dentes prémolares superiores foram divididos em 9 grupos. O grupo 1, considerado controle positivo, constituiu-se de dentes hígidos. Os grupos de 2 a 9 receberam cavidades de Classe II MOD, com medidas padronizadas. Os grupos de 6 a 9, além das cavidades, tiveram os tetos das câmaras pulpares removidos. Para os grupos 2, 3, 6 e 7, o ângulo cavo-superficial apresentou-se nítido e sem bisel; grupos 4 e 8, bisel côncavo em toda cavidade; grupos 5 e 9, bisel apenas na porção oclusal da cavidade. Os dentes dos grupos 2 e 6 não foram restaurados, sendo considerados controle negativo. Para os demais grupos, procedeu-se a restauração das cavidades com sistema restaurador adesivo pela técnica direta. Todos os espécimes foram avaliados quanto a resistência à fratura, em uma maquina de teste universal (Emic - DL 2000), com célula de carga de 500Kgf, regulada a uma carga máxima de 450Kgf, com uma leitura mínima de 0,05Kgf de precisão. Os resultados foram submetidos à análise de variância a um critério e ao teste de Tukey para comparação entre os grupos. Constatou-se que houve diferença significante entre os grupos estudados, quando considerados os diferentes tratamentos do ângulo cavo-superficial (variável independente) e a resistência à fratura obtida (variável dependente) (p<0,05). A remoção de tecido dentário pela confecção de cavidades diminuiu a resistência à fratura do órgão dentário, sendo que em intervenções mais extensas, com a remoção de estrutura de reforço, como o teto da câmara pulpar, esta resistência se apresentou ainda menor. A confecção de bisel em todo o ângulo cavo-superficial, em cavidades de Classe II, proveu um aumento significante da resistência à fratura, quando comparado aos dentes que apresentaram o ângulo cavo-superficial nítido e sem bisel, tanto em dentes com ou sem remoção do teto da câmara pulpar. Além disso, dentes que apresentaram bisel em todo o ângulo cavo-superficial de cavidades de Classe II, tanto com ou sem intervenção endodôntica, mostraram os melhores padrões de fratura, preservando quase que em sua totalidade a integridade do remanescente dentário.
Título em inglês
The influence of bevel in the fracture resistance of teeth with composite resin restorations
Palavras-chave em inglês
Cavity preparation
Composite resin restorations
Final dental restorations
Fracture resistance of teeth
Resumo em inglês
The fracture resistance of upper premolar teeth with and without cavosurface bevel, restored with composite resin material was evaluated. Ninety upper premolar teeth were divided into 9 groups. The group 1, considered as a positive control, was composed of sound teeth. Groups 2 to 9 receive Class II MOD preparation cavities with standardized measures. Groups from 6 to 9 had the roof of the pulp chamber removed. In groups 2, 3, 6, and 7, the cavosurface angle was evident and without bevel; groups 4 and 8, a concave bevel around the entire cavity; groups 5 and 9, the bevel was only placed in the oclusal portion of the cavity. Teeth in groups 2 and 6 were not restored, and considered as negative controls. In the other groups, cavities were directly restored with an adhesive resin system. All specimens were evaluated until load to fracture in a Universal Testing Machine (Emic DL 2000), with a load cell of 500Kgf, maximum load of 450Kgf, and 0,05kgf of standard error. Results were submitted to one-way analysis of variance and Tukey's test for group comparisons. There was a significant difference among the studied groups regarding the different treatments on the cavosurface angle (independent variable) and the fracture resistance (dependent variable) (p<0.05). Removal of tooth structure through cavity preparation diminished the fracture resistance values, being that in more extensive preparation (removal of the roof of pulp chamber), this value was lower. The bevel placed around the entire cavosurface angle in Class II cavities significantly increased the fracture resistance, when compared to teeth with a clear cavosurface angle but without bevel, either in teeth with or without removal of the roof of pulp chamber. Besides, teeth with bevel around the entire cavosurface angle with or without endodontic therapy showed the best fracture patterns, almost completely preserving tooth integrity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.